segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Civilização e Reino de Deus

Civilização e reino de Deus
A Terra de hoje reúne povos de vanguarda na esfera da inteligência.

Cidades enormes são usadas, à feição de ninhos gigantescos de cimento e aço, por agrupamentos de milhões de pessoas.

A energia elétrica assegura a circulação da força necessária a manutenção do trabalho e do conforto doméstico.

A Ciência garante a higiêne.

O automóvel ganha tempo e encurta distâncias.

A imprensa e a radiotelevisão interligam milhares de criaturas, num só instante, na mesma faixa de pensamento.

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

De Almas no Amor

De almas no amor
"Que não amemos de palavras nem de língua, mas de obras e de verdade". - João (I João, 3:18)

Inegavelmente, não prescindimos da palavra na criação dos valores de nossa fé.

Pelo verbo Jesus plasmou, na Terra, os fundamentos do Reino de Deus, estabelecendo entre os homens nova concepção da vida; no entanto o poder crescente e renovador de sua lição nasce do exemplo que lhe valoriza a Divina Mensagem.

O Evangelho, por isso, é roteiro de luz não só pelos ensinamentos que encerra, mas pelo testemunho pessoal com que foi vivido.

sábado, 13 de agosto de 2011

Progredir com Jesus

Progredir com Jesus
Todo progresso humano se efetua debaixo da supervisão do Mais Alto e sob o amparo do Mestre Jesus.

Quando o homem, por si ou impelido por forças extraordinárias, age em desacordo com a lei maior e, mediante atitudes e gestos desequilibrados, torna-se motivo de escânda-lo, sua ação fica circunscrita ao núcleo que se encontra e os seus atos são controlados, para que não se expandam além dos limites previstos pelos espíritos de Deus.

Assim, todos devemos considerar que o progresso esperado pela divindade está na razão da resistência da criatura ou é proporcional as suas possibilidades de sofrer a dor e suportar a marcha rumo à perfeição íntima.

Materialismo

Materialismo
Para dissipar a sombra do materialismo a espessar-se no espírito humano, é forçoso evitemos atitudes daquelas autoridades da antiga Bizâncio, que discutiam bagatelas, enquanto os inimigos lhes cercavam as portas.

Reconhecendo a impossibilidade de vincular essa anomalia às raízes da ignorância, de vez que o epicurista é, invariavelmente, alguém que se prevalece da cultura intelectual para extrair da existência o máximo de prazer com esquecimento da responsabilidade, interpretemos o materialismo como sendo enfermidade obscura, espécie de neoplasma da mente, a degenerar-lhe os mecanismos. Da tumoração invisível surge a violência e a crueldade, a desumanidade e o orgulho por metástases perigosas, suscetíveis de criar as piores deformidades no mundo íntimo...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...