sexta-feira, 25 de maio de 2012

Terapia do despertamento


Terapia do despertamento
A grande mole sofredora transita na erraticidade inferior, vitimada pela hipnose da ilusão. 

Atravessando o portal da morte na incidência das ideias equivocadas, prossegue arrastando o fadário das suas aflições, ou sob os tóxicos que a ignorância engendra e entorpece. 

Inumeráveis espíritos, desse modo, permanecem na psicosfera do planeta, cultivando as sensações rotescas que não abandonaram com a perda do veículo carnal. 

Semi-humanizados, asselvajados  ou vitimados pelas construções psíquicas mais graves, ergastulam-se em sofrimentos incomparáveis, resistindo a todo aceno da Divina Misericórdia que luz, convocando-os à realidade. 

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Serviço e inveja

Serviço e inveja

“...A caridade não é invejosa...” — Paulo. (I Coríntios, 13:4.)

Muitos companheiros asseveram a disposição de ajudar, em nome da caridade; entretanto, para isso, exigem os recursos que pertencem aos outros. 

Querem amparar os necessitados... 

Mas dizem aguardar vencimento igual ao do colega que lhes tomou a frente na organização de trabalho. 

Declaram-se inclinados ao socorro de meninos desprotegidos... 

Alegam, todavia, que apenas assumirão a iniciativa quando possuírem casa semelhante à do amigo mais próspero. 

terça-feira, 22 de maio de 2012

Intercâmbio e mediunidade


Intercâmbio e mediunidade
Todo intercâmbio sugere cooperação. 

Você rogará inutilmente aos Instrutores desencarnados orientação e roteiro para recuperação do patrimônio moral, se não doar, porém, de você mesmo, o material indispensável a que a resposta divina chegue aos ouvidos das suas solicitações. 

Procuremos o campo das imagens simples para expressar com clareza nossas ideias. 

Aluno relapso — problema de educação. 

Servidor incompetente — distúrbio na máquina administrativa. 

Companheiro invigilante — ameaça constante na marcha. 

Coração intranquilo — inquietude nos corações alheios. 

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Pertubação espiritual


Pertubação espiritual
Não apenas ignorância da realidade espiritual, mas aflição ante a sua legitimidade. 

Conhecer a verdade é penetrá-la; viver a verdade, no entanto, é renovar-se para ela. 

Muitos que trazem da Terra o cômputo do conhecimento espírita, não obstante se identificarem com a vida espiritual, perturbam-se face ao que deixaram de fazer, o que planejaram fazer e o que fizeram erradamente. 

Ao despertar na Vida Verdadeira, o homem, de um só golpe, olha a retaguarda, percebendo em clara visão tudo quanto poderia ter realizado e não o fez. Esse conhecimento dá-lhe sofrimento, perturba-o. 

domingo, 20 de maio de 2012

Evocações


Evocações
O médium espírita não se prestará a reuniões particulares, permitindo que se façam evocações por seu intermédio. 

O ambiente natural para o efetivo exercício da mediunidade é o centro espírita. 

O médium consciente de sua responsabilidade não participará de reuniões mediúnicas que se improvisem nos lares, atendendo, não raro, a especulações de ordem pessoal dos integrantes. 

A tarefa específica da desobsessão carece de ser levada a efeito no recinto que lhe seja próprio, com a disciplina indispensável ao seu bom êxito. 

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Espíritos atormentados


Espíritos Atormentados
Prosseguem como se estivessem imanados à aflição que os retinha na carne. 

Guardam carantonhas atormentadas, refletindo angústias superlativas. 

Comprazem-se, enceguecidos, dominados por prazeres irreais, semiloucos. 

Conservam o fascínio às moedas reluzentes ou às notas acumuladas, penetrando as mãos em vasa fétida que confundem com o ouro imaginário.

Afirmam-se condutores do pensamento, afligindo mentes incautas em demorados processos de hipnose, minando a organização física e psíquica dos semelhantes encarnados. 

terça-feira, 15 de maio de 2012

O arrependimento


O arrependimento
O arrependimento é o primeiro sinal de consciência da falta cometida a surgir na tela mental do homem.

Reconhecimento do erro impõe, todavia, uma atitude dinâmica e corajosa para a sua retificação. 

Tem a finalidade de propiciar ao infrator a inadiável reabilitação, sem o que se transforma em suplício que se incorpora aos conflitos da personalidade, agravando o comportamento que passa a uma conduta alienada. 

Nem sempre, no entanto, as circunstâncias permitem ao faltoso o campo de recuperação, especialmente quando o ofendido tomba nas faixas semelhantes do desequilíbrio e não faculta a aproximação daquele a quem agora detesta.(...)

domingo, 13 de maio de 2012

Escola da Bênção


Escola da Bênção
Sofres cansaço da vida, dissabores domésticos, deserção de amigos, falta de alguém... 

Por isso, acordaste sem paciência, tentando esquecer. 

Procuraste espetáculos públicos que te não distraíram e usaste comprimidos repousantes que não te anestesiaram o coração. 

Entretanto, para teu reconforto, pelo menos uma vez por semana, sai de ti mesmo e busca na caridade a escola da bênção. 

Em cada compartimento aprenderás diversas lições ao contato daqueles que leem na cartilha das dores que desconheces. 

sábado, 12 de maio de 2012

No domínio das provas


No domínio das provas
Imaginemos um pai que, a pretexto de amor, decidisse furtar um filho querido de toda relação com os reveses do mundo. 

Semelhante rebento de tal devoção afetiva seria mantido em sistema de exceção. 

Para evitar acidentes climáticos inevitáveis, descansaria exclusivamente na estufa, durante a fase de berço e, 
posto a cavaleiro de perigos e vicissitudes, mal terminada a infância, encerrar-se-ia numa cidadela inexpugnável, onde somente prevalecesse a ternura paterna, a empolgá-lo de mimos. 

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Condição dos Espíritos


Condição dos Espíritos
A condição dos espíritos na vida de além-túmulo, sua elevação, sua felicidade, tudo depende da sua faculdade de sentir e de perceber, que é proporcional ao seu grau de adiantamento.

Aqui mesmo, na Terra, vemos os gozos intelectuais aumentarem com a cultura intelectual. As obras literárias e artísticas, as belezas da civilização, as mais altas concepções do gênio humano permanecem incompreensíveis para o homem selvagem e mesmo para muitos de nossos concidadãos. Assim, os espíritos 
de ordem inferior, como cegos no meio da Natureza ensolarada ou surdos num concerto,  ficam indiferentes e insensíveis diante das maravilhas do infinito.

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Irmãos necessitados


Irmãos necessitados
É preciso compreender — mas compreender substancialmente — que nem todo mendigo é aquele que te requisita socorro material. Muito mais que os irmãos em penúria do corpo, solicitam-te amparo aqueles outros companheiros em aflição ou desvalimento, na vida íntima, a te pedirem apoio e consolação.

Muita vez, alcançam-te a esfera pessoal expectantes ou irritadiços, ansiosos ou arrogantes, qual se de coisa alguma necessitassem. 

Entretanto, é preciso estender-lhe o verbo amigo para que se habilitem à paz e ao refazimento. 

Acolhe-os, pois, no clima da própria alma e dá-lhes do que puderes em fraternidade e ternura para que se restaurem. 

sábado, 5 de maio de 2012

Ausência de notícias

Ausência de notícias
“Entre as causas que podem opor-se à manifestação de um espírito, umas lhe são pessoais e outras, estranhas. Entre as primeiras, é preciso colocar suas ocupações ou as missões que desempenha e das quais não pode desviar-se para ceder aos nossos desejos; neste caso, sua visita fica, apenas, adiada.” (O Livro dos Médiuns, cap. XXV, Segunda Parte, item 275.)

Embora permaneçam vinculados à Terra, nem todos os espíritos encontram-se em condições de comunicar-se mediunicamente com os que se demoram no campo da luta física. Nem médiuns para tal cometimento teríamos em número suficiente, se os espíritos pudessem se manifestar como desejariam...

Quando desencarnam, os espíritos prosseguem em suas atividades no Mundo Espiritual: alguns ascendem a regiões superiores da vida, em obediência aos impositivos da própria evolução, e outros precipitam-se nas regiões infelizes de onde não conseguem se ausentar com facilidade.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...