quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Educação para o espírito

Educação para o espírito
Por Leny Brito


Uma vez eu li um provérbio que me tocou profundamente, que dizia o seguinte: "Ensina à criança o caminho que ela deve andar e mesmo depois de velha, jamais ela se desviará dele." (Prov.22:6) Ele me reportou diretamente à importância da Evangelização na formação de um mundo melhor, desde a concepção até a volta à erraticidade.

Quando um espírito programa uma nova encarnação, o seu grande propósito é sair dela vitorioso. Quando se encontra na erraticidade, acredito que no momento da realização de sua programação reencarnatória, ele conta com a possibilidade de ter um ensino no qual aquela encarnação se torna proveitosa e que o faça em um ser mais forte para enfrentar os embates, as dores, os reveses da existência terrena. Ninguém reencarna para o fracasso.

Assim sendo, nós, evangelizadores espíritas, temos a tarefa da educação do espírito, de qualquer credo ou religião - sim, porque ao se deparar com uma criança ou jovem, o evangelizador espírita não deve esquecer nunca que sua função, onde quer que esteja, é evangelizar.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Visão no estado de vigília


Visão no estado de vigília
A visão e a audição psíquicas, em estado de vigília, ligam-se aos fenômenos de exteriorização, no sentido de que elas necessitam de um início de desligamento no percipiente. Aqui, não se trata mais de fatos fisiológicos ou de manifestações a distância do ser vivo, porém muito mais de uma das formas da mediunidade. 

Na visão espírita, a alma do sensitivo já está parcialmente exteriorizada, isto é, saída de seu organismo material. Sua própria faculdade de visão vem se juntar ao sentido físico da visão. Às vezes, a substituição do sentido psíquico pelo outro é completa. O que o demonstra, é que em alguns casos, o médium vê com os olhos fechados. Frequentemente, fui testemunha desse fenômeno. 

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Trabalhadores da última hora

Trabalhadores da última hora

Meus filhos, Jesus nos ampare!

Eis-nos na gleba de redenção.

Honrados com o nobre mister de preservar a palavra do Evangelho, encontramo-nos no campo da construção do mundo novo.

Somos, porém, os trabalhadores da última hora, que anteriormente comprometemos o ministério de que nos encontrávamos investidos, não sabendo defender o legado que nos chegou do Alto.

Aturdidos pelas homenagens transitórias do mundo, fizemos chafurdar nos fossos miasmáticos da usura e da exterioridade pomposa a boa nova de redenção(...)

O discípulo do Evangelho é alguém que não esmorece nunca; operário que não abandona a enxada a pretexto de preservá-la, por saber que o instrumento deixado a esmo é corroído pela ferrugem, enquanto que a lâmina que se desgasta, no atrito do solo, reluz, sempre pronta para o serviço.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Vida em família


Vida em família
Os filhos não são cópias xerox dos pais, que apenas produzem o corpo, graças aos mecanismos do atavismo biológico. 

As heranças e parecenças físicas são decorrências dos gametas; no entanto, o caráter, a inteligência e o sentimento procedem do espírito que se corporifica pela reencarnação, sem maior dependência dos vínculos genéticos com os progenitores. 

Atados por compromissos anteriores, retornam ao lar, não somente aqueles seres a quem se ama, senão aqueloutros a quem se deve ou que estão com dívidas... 

Cobradores empedernidos surgem na forma fisiológica, renteando com o devedor, utilizando-se do processo superior das Leis de Deus para o reajuste de contas, no qual, não poucas vezes, se complicam as situações, por indisposições dos consortes... 

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Seja Voluntário


Seja Voluntário
Seja voluntário na evangelização infantil.

Não aguarde convite para contribuir em favor da Boa

Nova no coração das crianças. Auxilie a plantação do futuro.

Seja voluntário no Culto do Evangelho.

Não espere a participação de todos os companheiros do lar para iniciá-lo. Se preciso, faça-o sozinho.

Seja voluntário no templo espírita.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Reencarnação, sublime meio de progresso


Reencarnação, sublime meio de progresso
Que o espírito precisa progredir já o sabemos
Que ele atravessa inúmeras reencarnações está ficando claro para a maioria de nós. 

Que ele alcançará todo o progresso possível é a grande esperança de todos. 

Mas como o fará? Como alcançará a fase de opulência espiritual senão com a graça da reencarnação? 

Para o espírito imortal, reencarnar não é somente voltar a uma nova experiência; é também colocar todo o seu ânimo, toda a sua 

força para caminhar em estado de permanente movimento, buscando alcançar estágios impensáveis para o atual estado de conhecimento humano. 

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Personalidade


Personalidade
Em certos casos, vemos aparecer em nós um ser completamente diferente do ser normal, possuindo não apenas conhecimentos e aptidões mais extensos que os da personalidade comum, mas, além disso, dotado de modos de percepção mais poderosos e mais variados. Às vezes mesmo, nos fenômenos de “segunda personalidade”, o caráter modifica-se e difere a tal ponto do habitual, que observadores acreditam-se em presença de outro indivíduo. 

É muito necessário fazer a distinção entre estes casos e os fenômenos de incorporação de pessoas falecidas. Os médiuns, no estado de desligamento sonambúlico, emprestam, às vezes, seu organismo, que ficou livre, a entidades do Além, a espíritos desencarnados, que dele se servem, para comunicar-se com os homens. Mas, neste caso, os nomes, os detalhes, as provas de identidade fornecidas pelos manifestantes não permitem confusão alguma. A individualidade invasora difere radicalmente da do médium. Os casos de G. Pelham, de Robert Hyslop, de Fourcade, etc., demonstram-nos que as substituições de espíritos não poderiam ser confundidas com os casos de dupla personalidade. 

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Oportunidade de Serviço


Oportunidade de Serviço
Rogastes a oportunidade do serviço, e o Mestre Divino vos concedeu o trabalho edificante. 

Anelastes pela realização na corrente do tempo e o Trabalhador infatigável vos ensejou o campo enobrecido. 

Desejastes preencher as horas vazias com o esforço bem direcionado, e o amigo insuperável vos proporcionou a ocasião de lográ-lo. 

Todos vos aplicastes na consolidação do ideal superior da mensagem libertadora, e o doador incessante não vos regateou recursos para o atendimento dos objetivos buscados. 

Empenhastes os corações na refrega libertadora, e o companheiro especial vos aureolou as esperanças com a plenitude da realização. 

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

O sono


O sono
Às vezes, a alma se afasta, durante o repouso do corpo, e são as impressões de suas viagens, os resultados de suas buscas, de suas observações, que se traduzem pelo sonho. Neste estado, um elo fluídico liga-o ainda a seu organismo material e por este elo sutil, espécie de  fio condutor, as impressões e as vontades da alma podem transmitir-se ao cérebro. É pelo mesmo processo que, nas outras formas do sono, a alma comanda seu envoltório terrestre, controla-o, dirige-o. Esta direção que, no estado de vigília, durante a incorporação, se exercia de dentro para fora, vai ocorrer em sentido inverso, nos diversos estados de desprendimento. A alma, emancipada, continuará a influenciar o corpo, através deste elo  fluídico que continuamente os liga, um à outra. Então, com sua potência psíquica reconstituída, a alma exercerá sobre seu organismo carnal um comando mais eficaz e mais seguro. O caminhar dos sonâmbulos, à noite, em lugares perigosos, com inteira segurança, é uma evidente demonstração deste fato. 

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Laços Eternos


Laços Eternos
A reencarnação estreita os vínculos do amor, tornando-os laços eternos, pelo quanto faculta de experiência na área da afetividade familiar. 

Enquanto as ligações de sangue favorecem o egoísmo, atando as criaturas às algemas das paixões possessivas, a pluralidade das existências ajuda, mediante a superação das convivências pessoais, a união fraternal. 

Os genitores e nubentes, os irmãos e primos, os avós e netos de uma etapa trocarão de lugar no grupo de companheiros que se afinam, permanecendo os motivos e emulações da amizade superior. 

O desligamento físico pela desencarnação faz que se recomponha, no além- túmulo, as famílias irmanadas pelo ideal da solidariedade, ensaiando os primeiros passos para a construção da imensa família universal. 

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Fenômeno e Doutrina


Fenômeno e Doutrina
Até hoje, os fenômenos mediúnicos que se desdobraram à margem do apostolado do Cristo se definem como sendo um conjunto de teses discutíveis, mas os ensinamentos e atitudes do Mestre constituem o maciço de luz inatacável do Evangelho, amparando os homens e orientando-lhes o caminho.

Existe quem recorra à ideia da fraude piedosa para justificar a transformação da água em vinho, nas bodas de Caná.

Ninguém vacila, porém, quanto à grandeza moral de Jesus, ao traçar os mais avançados conceitos de amor ao próximo, ajustando teoria e prática, com absoluto esquecimento de si mesmo em benefício dos outros, num meio em que o espírito de conquista legitimava os piores desvarios da multidão.

Invoca-se a psicoterapia para basear a cura do cego Bartimeu.

sábado, 9 de fevereiro de 2013

Evolução


Evolução
É um grande espetáculo a luta do espírito contra a matéria; luta pela conquista do globo; luta contra os elementos, os flagelos; contra a miséria, a dor e a morte. Por toda a parte, a matéria se opõe à manifestação do pensamento. No domínio da Arte, é a pedra que resiste ao cinzel do escultor. Na Ciência, é o impalpável, o infinitamente pequeno que foge à observação. No aspecto social, como no pessoal, são inumeráveis os obstáculos, as necessidades, as epidemias, as catástrofes! 

E, no entanto, diante das potências cegas que o pressionam e o ameaçam de toda parte, o homem se ergue, frágil ser; como único recurso, tem apenas sua vontade. E, com auxílio deste re curso único, através dos tempos, a luta áspera prossegue, sem trégua, sem misericórdia. Enfim, um dia, graças à vontade humana, a potência formidável é vencida, subjugada. 

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Estudando a sensibilidade


Estudando a sensibilidade
Meus irmãos, ao longo de muitos anos, a Casa Espírita apresenta inúmeras oportunidades de estudo, e consequente aprendizado, para todos os que sinceramente desejam respostas às suas indagações. 

Neste ano, falamos da sensibilidade. E quando se fala de sensibilidade, fala-se também do sentir pelo coração. Muitas almas se perdem em pesquisas no sentido de perceber as causas que nos fazem sentir pela pele, quando, muitas vezes, esquecemos de sentir pelo sentimento. 

Percepções... sensações do espírito, que estão associadas, sem sombra de dúvida, à própria capacidade do espírito que as sente. 

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Estados vibratórios


Estados vibratórios
A vida é uma vibração imensa que preenche o Universo e cuja fonte está em Deus. Cada alma, centelha emanada do foco divino, torna-se, por sua vez, um foco de vibrações que variarão, se ampliarão e intensificarão, de acordo com o grau de elevação do ser. Este fato pode ser verificado experimentalmente. 

Toda alma tem, portanto, sua vibração particular e específica. Seu movimento próprio, seu ritmo, é a representação exata de sua potência dinâmica, de seu valor intelectual, de sua elevação moral. 

Toda a beleza, toda a grandeza do universo vivo resumem-se nesta lei das vibrações harmônicas. As almas que vibram em uníssono se reconhecem e se chamam, através do Espaço; daí, as atrações, as simpatias, a amizade, o amor! Os artistas, os sensitivos, os seres delicadamente harmonizados conhecem esta lei e se ressentem de seus efeitos. A alma superior é uma vibração em potencial de todas as suas harmonias. 

domingo, 3 de fevereiro de 2013

Espinheiros


Espinheiros
“Nem se vindimam uvas dos abrolhos.” — Jesus. (Lucas, 6:44.)



O cristão é um combatente ativo.

Despertando no campo do Senhor, aturde-se-lhe a visão com a amplitude e complexidade do trabalho.

Dificuldades, tropeços, cipoais, ervas daninhas...

E o Evangelho, com propriedade de conceituação, elucida que não se pode vindimar nos espinheiros.

Entretanto, teria Jesus assumido a paternidade de semelhante afirmativa para que cruzemos os braços em falsa beatitude?

Se o terreno permanece absorvido pelos abrolhos, o discípulo recebeu inúmeras ferramentas do Mestre dos mestres.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Aparições e materializações de espíritos


Aparições e materializações de espíritos

Aparições e materializações de espíritos

Os fenômenos de aparição e de materialização são daqueles que impressionam mais vivamente os experimentadores. Nas manifestações de que nos ocupamos, precedentemente, o espírito age por meio de objetos materiais ou de organismos estranhos. Aqui, vamos vê- lo diretamente em ação. Sabendo que, dentre as provas da sobrevivência, nenhuma há mais poderosa do que a reaparição sob a forma humana, a de sua vida terrestre, o espírito vai trabalhar para reconstituir essa forma, por meio de elementos fluídicos e da força vital emprestada dos assistentes. 

Em algumas sessões, na presença de médiuns dotados de uma força psíquica considerável, veem-se formar mãos, rostos, bustos e até corpos inteiros, que têm todas as aparências da vida: calor, movimento, tangibilidade. Essas mãos vos tocam, vos acariciam ou vos batem; deslocam objetos e fazem ressoar instrumentos musicais; esses rostos se animam e falam; esses corpos se deslocam, circulam entre os assistentes. Podeis segurá-los, apalpá- los; depois, eles se dissipam, de repente, passando do estado sólido ao estado fluídico, após uma duração efêmera(...) 

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...