domingo, 3 de março de 2013

A energia


A energia
A Energia
A energia parece ser a substância única, universal. No estado compacto, ela reveste as aparências que nomeamos matéria sólida, líquida, gasosa; sob uma forma mais sutil, ela constitui os fenômenos de luz, calor, eletricidade, magnetismo, afinidade química. Estudando a ação da vontade sobre os eflúvios e as irradiações, poderíamos, talvez, entrever o ponto, o cume onde a força se intelectualiza, onde a lei se manifesta, onde o pensamento se transforma em vida. 

Pois tudo se religa e se encadeia no Universo. Tudo está regulado através das leis de quantidade, de medida, de harmonia. As manifestações mais elevadas da energia se confinam na inteligência. A força se torna atração; a atração se torna amor. Tudo se resume num poder único e primordial, motor eterno e universal, ao qual se deu nomes diversos e que não é outra coisa senão o pensamento, a vontade divina. Suas vibrações animam o Infinito. Todos os seres, todos os mundos banhados no oceano das irradiações que emanam do inesgotável foco.


Consciente de sua ignorância e de sua fraqueza, o homem fica confuso diante dessa unidade formidável que abarca todas as coisas e traz consigo a vida das Humanidades. Mas, ao mesmo tempo, o estudo do Universo abre- lhe recursos profundos de prazeres e emoções. Apesar da nossa imperfeição intelectual, o pouco que entrevemos das leis universais nos encanta, pois, no poder ordenador das leis e dos mundos, pressentimos Deus e, daí, adquirimos a certeza de que o bem, o belo, a harmonia perfeita reinam acima de tudo.


Autor: Léon Denis
Do livro: O Grande Enigma

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...