sexta-feira, 19 de abril de 2013

Pneumatografia ou escrita direta


Pneumatografia ou escrita direta
Pneumatografia ou escrita direta
A Pneumatografia é a escrita produzida diretamente pelo espírito, sem nenhum intermediário; ela difere da Psicografia no fato de que esta é a transmissão do pensamento do espírito, por meio da escrita, pelas mãos de um médium. Demos essas duas palavras no vocabulário espírita colocado à entrada de nossa instrução prática, com a indicação de sua diferença etimológica. Psicografia, do grego psuikê, borboleta, alma, e graphó, eu escrevo; pneumatografia, de pneuma, ar, sopro, vento, espírito. 

No médium escrevente, a mão é o instrumento; mas sua alma, ou espírito encarnado nele, é o intermediário, o agente ou o intérprete do espírito estranho que se comunica; na Pneumatografia, é o próprio espírito estranho que escreve diretamente, sem intermediário.


O fenômeno da escrita direta, sem contradita, é um dos mais extraordinários do Espiritismo, por anormal que pareça à primeira vista, é hoje um fato averiguado e incontestável; se dele ainda não falamos, foi porque esperávamos poder dar-lhe a explicação, e nós mesmos podermos fazer todas as observações necessárias, para tratar a questão com conhecimento de causa. Se a teoria é necessária, para dar-se conta da possibilidade dos fenômenos espíritas em geral, ela o é mais ainda, talvez, neste caso, sem contradita, um dos mais estranhos que se apresentara, mas que deixa de ser sobrenatural desde que se lhe compreenda o princípio.



Autor: Allan Kardec
Do Livro: Revista Espírita – agosto, 1859

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...