quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Progresso Moral

Progresso Moral
Progresso Moral
O progresso não consiste somente nas obras materiais, na criação de máquinas potentes e de todo o ferramental industrial; tampouco consiste em encontrar novos procedimentos artísticos, em literatura, ou formas de eloquência.

Seu mais alto objetivo é tocar, atingir a ideia mestra, a ideia mãe, que fecundará toda a vida humana, a fonte
elevada e pura, de onde brotarão, ao mesmo tempo, as verdades, os princípios, os sentimentos que inspirarão as obras marcantes e as nobres ações.

É tempo de compreender isto: a civilização só pode crescer, a sociedade só pode evoluir, se um pensamento cada vez mais elevado, uma luz cada vez mais intensa, vierem inspirar, esclarecer os espíritos e tocar os corações, renovando-os. Apenas a ideia, a inteligência é mãe da ação. Só a vontade de realizar a plenitude do ser, sempre melhor, sempre maior, pode conduzir-nos a estes cimos longínquos onde a Ciência, a Arte, enfim, toda a obra humana, encontrará seu desenvolvimento, sua regeneração.

Tudo no-lo diz: o Universo é regido pela lei da evolução; aí está o que entendemos pela palavra progresso. E nós mesmos, em nosso princípio de vida, em nossa alma e em nossa consciência, para sempre, estamos submetidos a esta lei. Hoje, seria impossível ignorar-se esta força soberana que conduz a alma e suas obras, através do tempo e do Espaço infinitos, a um objetivo cada vez mais elevado; mas, uma lei como esta só se efetiva por nossos esforços.


Para ser útil, para cooperar na evolução geral e colher-lhe todos os frutos, é necessário, antes de tudo, aprender a discernir, a apropriar-se da razão, da causa, da finalidade desta evolução, saber para onde ela conduz, a fim de participar, com a plenitude das forças e das faculdades em nós adormecidas, desta ascensão grandiosa.

Nosso dever é traçar este caminho para a Humanidade futura, da qual ainda seremos parte integrante, como no-lo ensinam a comunhão das almas, a revelação dos grandes Instrutores invisíveis e como a Natureza também o ensina, através de suas milhares de vozes, através da renovação perpétua de todas as coisas, àqueles que sabem estudá-la e compreendê-la.

Vamos, portanto, em direção ao futuro, à vida sempre renascente, pela via imensa que um espiritualismo regenerado nos abre!

Fé do passado, ciências, filosofias, religiões, iluminai-vos com uma chama nova; sacudi vossas mortalhas e as cinzas que as recobrem. Escutai as vozes reveladoras do túmulo; elas nos trazem uma renovação do pensamento com os segredos do Além, que o homem precisa conhecer para melhor viver, melhor agir e melhor morrer!



Autor: Léon Denis
Do Livro: O Problema do Ser e do Destino

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...