domingo, 31 de agosto de 2014

O Problema da Igualdade

O Problema da Igualdade
O Problema da Igualdade
A igualdade, sem dúvida, é realidade nas raízes da existência.

Todos os seres possuem direitos idênticos de acesso à elevação, sob qualquer prisma, entretanto, é preciso considerar que os deveres graduam as vantagens dentro da vida.

No caminho da evolução, desse modo, a teoria igualitária absoluta é invariável utopia que nenhum sistema político poderá materializar.

A experiência e o esforço pessoal são as duas alavancas da diferenciação à cuja influência decisiva não conseguiremos fugir. Mas se é verdade que não podemos improvisar a ancianidade do espírito, que só o tempo confere a cada criatura na jornada para a maturação, o trabalho é sempre a riqueza real, suscetível de ser ampliada em nosso destino, ao preço de nossa boa vontade.

Assim sendo, não te esqueças das oportunidades que a Divina Providência te oferece cada dia, em favor do teu crescimento.

Os degraus da subida de nossa alma no rumo da perfeição destacam-se, hora a hora, através das situações

sábado, 30 de agosto de 2014

Sintonia

Sintonia
Sintonia
As bases de todos os serviços de intercâmbio, entre os desencarnados e encarnados, repousam na mente,
não obstante as possibilidades de fenômenos naturais, no campo da matéria densa, levados a efeito por entidades menos evoluídas ou extremamente consagradas à caridade sacrificial.

De qualquer modo, porém, é no mundo mental que se processa a gênese de todos os trabalhos da comunhão de espírito a espírito.

Daí procede a necessidade de renovação idealística, de estudo, de bondade operante e de fé ativa, se pretendemos conservar o contato com os Espíritos da Grande Luz.(...)

A fi m de atingirmos tão alto objetivo é indispensável traçar um roteiro para a nossa organização mental, no Infinito Bem, e segui-lo sem recuar.

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

O Estudo

O Estudo
O Estudo
O estudo da natureza terrestre eleva e fortifica o pensamento; mas o que dizer das visões celestes? Quando, na noite tranquila, acende-se o zimbório estrelado e o desfile dos astros começa, quando surgem amontoados estelares e nebulosas perdidas na profundeza dos espaços, a claridade trêmula e difusa desce sobre nós, uma influência misteriosa envolve-nos, um sentimento profundamente religioso invade-nos. Como as vãs preocupações desaparecem nessa hora! Como a sensação do incomensurável penetra-nos, esmaga-nos, faz dobrar nossos joelhos!

Que muda adoração eleva-se do nosso co ração! A Terra, frágil barquinho, vaga nos campos da imensidão. Vaga, arrastada pelo poderoso Sol. Em toda parte, em torno dela, profundezas escancaradas que ninguém poderá sondar. Em toda a parte, também, distâncias enormes, mundos, depois, ainda, mundos, ilhas flutuantes, embaladas nas ondas do éter. O olhar recusa-se a contá-las, mas nosso espírito considera-as com respeito, com amor. Suas irradiações sutis atraem-no.

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Manifestações Visuais

Manifestações Visuais
Manifestações Visuais
Podendo tomar todas as aparências, o espírito apresenta-se sob aquela que pode melhor fazê-lo ser reconhecido, se assim é o seu desejo. Ainda que, como espírito, não tenha mais nenhuma enfermidade corporal, mostrar-se-á estropiado, manco, ferido, com cicatrizes, se isso for necessário, para constatar sua identidade. Acontece o mesmo com as roupas; aqueles dentre os espíritos que nada conservaram das quedas terrestres, compõem-se mais comumente de uma vestimenta ampla, longa, com dobras esvoaçantes, com uma cabeleira ondulante e graciosa.

Frequentemente, os espíritos se apresentam com os atributos característicos de sua elevação, como uma auréola, asas para aqueles que podemos considerar como anjos, um aspecto luminoso resplandecente, enquanto outros têm aspectos que lembram suas ocupações terrestres; assim, um guerreiro poderá aparecer com sua armadura, um sábio com livros, um assassino com um punhal etc.

Os espíritos superiores têm uma bela figura, nobre e serena; os mais inferiores têm qualquer coisa de selvagem e de bestial, e, algumas vezes, trazem ainda os traços dos crimes que cometeram ou dos suplícios que suportaram; para eles, essa aparência é uma realidade; quer dizer que eles creem ser tais quais

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Fortuna

Fortuna
Fortuna
Dinheiro posto à margem da bolsa, por desnecessário, garante facilmente a tarefa do socorro e a construção da alegria. Impossível prever a extensão da felicidade suscetível de nascer da moeda que o amparo fraternal transubstancia em bênção de luz.

No entanto, embora reconheçamos que o dinheiro se erige por agente de apoio e consolação, não te disponhas a conquistá-lo impiedosamente.

Em muitas ocasiões, anseias entregar-te à prática do bem e pedes para isso que o Senhor te cumule com reservas de ouro e prata; contudo, qual acontece com qualquer conjunto de conhecimentos coordenados para os objetivos superiores da vida, altruísmo e beneficência reclamam começo e preparação. A tinta, que nas mãos do artista configura o painel, criador de emoções renovadoras na alma, entre os dedos daqueles que ignora a intimidade com o belo, pode criar a mancha que desfigura a parede. Quantos se apoderam do

sábado, 23 de agosto de 2014

Fenômenos Mediúnicos

Fenômenos Mediúnicos
Fenômenos Mediúnicos
A mediunidade é conquista espiritual do homem, no seu processo evolutivo, a manifestar-se através da organização física e não apenas na área da vida objetiva, porquanto, no mundo transcendente, alcança elevadas expressões de atividade nobilitante.

O corpo somático serve-lhe de equipamento, a fim de facultar aos desencarnados o intercâmbio com os homens. No entanto, além dos círculos terrenos, homens e espíritos — os primeiros, parcialmente liberados da matéria, e os segundos, livres — dão curso ao ministério das comunicações entre eles, assim como com outras entidades de esferas menos ou mais elevadas, em nome do amor.(...)

A mediunidade funciona como um refletor das imagens da vida espiritual. Quanto melhores as condições do aparelho, tanto mais fiéis as impressões transmitidas. O oposto igualmente ocorre, proporcionando distorções e incorreções correspondentes.

A fonte emissora projeta as vibrações com limpidez, que o médium capta e, conforme as suas capacidades

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Especialmente à Mulher

Especialmente à Mulher
Especialmente à Mulher
Homem e mulher guardam idênticos direitos perante as Leis da Vida. E ambos, análogas características de imortalidade; nos dois, os mesmos atributos do espírito eterno.

Entretanto, a Sabedoria da Criação entregou à mulher as chaves da vida. Com ela, a repetição do berço nos prodígios do renascimento.

O homem dominará a natureza, erguerá impérios, influenciará povos ou marcará época; no entanto, a humanização de tudo isso pertence à mulher que o embala nos vínculos de sua própria renovação.

Por muito poderosos hajam sido os conquistadores da Terra, no passado e no presente, e por mais cultos os filósofos que traçam as diretrizes da cultura humana, de nenhum deles a vida suprimiu a necessidade das entranhas femininas para que se lhes gerasse a existência; e ainda agora, quando a ciência do mundo se dispõe a intervir nos processos da reencarnação, procurando nova nidação dos recursos genéticos, a favor da gestação em proveta criadora, nenhum sistema de sublimação espiritual pode substituir a assistência materna no trabalho do renascimento físico, porque unicamente o amor é a luz da civilização, conduzindo-a para a integração com Deus.

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Em Louvor da Alegria

Em Louvor da Alegria
Em Louvor da Alegria
“Bem-aventurados, vós, que agora chorais, porque rireis.” — JESUS — LUCAS, 6:21.

“Lembrai-vos de que, durante a vosso degredo na Terra, tendes que desempenhar uma missão de que não suspeitas, quer dedicando-vos à vossa família, quer cumprindo as diversas obrigações que Deus vos confiou.” Cap. 5, 25.

Nos dias em que a experiência terrestre se faça amargosa e difícil, não convertas a depressão em veneno.

Quando a aflição te ronda o caminho, anuncias trazer o espírito carregado de sombra, como quem se encontra ausente do lar, ansiando regresso, entretanto, isso não é motivo para que te precipites no desânimo arrasador.

Acusas-te em trevas e podes mentalizar com a própria cabeça luminosos pensamentos de otimismo e fraternidade ou retratar nas pupilas o fulgor do sol e a beleza das flores.

Entregas-te à mudez, proclamando não suportar os conflitos que te rodeiam, e nada te impede abrir a boca

domingo, 17 de agosto de 2014

De Sol a Sol

De Sol a Sol
De Sol a Sol
Dizes-te numa época de tensão, na qual os sucessos de ordem negativa surgem aos montes, compelindo-te aos mais graves testes de fortaleza moral.

Tão grande a massa de conflitos, na esfera da alma, que muitos dos nossos irmãos de jornada evolutiva se recolhem à retaguarda, buscando refazimento, quando não a cura dos nervos destrambelhados.

À vista disso, indagas, por vezes, como trabalhar eficientemente e, ao mesmo tempo, resistir com êxito ao assédio da inquietação.

Realmente, isso envolve questão muito importante no mundo íntimo de cada um de nós, porquanto nem podemos parar nos domínios da ação e nem desconhecer a necessidade de equilíbrio para suportar construtivamente as provas que venham a sobrevir.

A única solução, a nosso ver, será focalizar a mente do Espírito do Senhor, e Ele, o Divino Mestre, dar-nos-á rendimento em serviço e descanso ao coração. Se aparecerem dificuldades imprevistas, entrega-lhe os

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Crê, Ama, Espera

Crê, Ama, Espera
Crê, Ama, Espera
Crê, ama, espera, homem, meu irmão... Depois, age! Aplica-te a deixar transparecer em tua obra os reflexos e as esperanças de teu pensamento, as aspirações de teu coração, as alegrias e as certezas de tua alma imortal. Explicita tua fé nas inteligências que te rodeiam e compartilham de tua vida, a fi m de que elas te secundem em tua tarefa e que, por toda a Terra, um poderoso esforço subtraia o fardo das opressões materiais, triunfe das paixões grosseiras, abra uma vasta clareira para os voos do espírito.

Brevemente, uma ciência jovem e renovada — não mais a ciência dos preconceitos, das rotinas, dos métodos estreitos e envelhecidos, mas uma ciência aberta a todas as pesquisas, a todas as investigações, a ciência do Invisível e do Além — virá fecundar o ensino, esclarecer o destino, fortificar a consciência. A fé na sobrevivência edificar-se- á sob formas mais belas, apoiadas na rocha da experiência e desafiando qualquer crítica.

Uma arte mais idealista e mais pura, banhada pelas luzes que não se apagam, imagem da vida radiosa, reflexo do céu entrevisto, virá regozijar e vivificar o espírito e os sentidos.

O mesmo ocorrerá com religiões, crenças, sistemas. No impulso do pensamento, para se elevar das

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Cá e Lá

Cá e Lá
Cá e Lá
Cada criatura na Terra permanece na linha de conhecimento e mérito em que se coloca, e, no Além, cada espírito se encontra no degrau evolutivo que já conquistou.

O túmulo é mera passagem para a renovação, tanto quanto o berçário é apenas recurso de volta ao aprendizado.

Nascimento e morte se completam por estágios no caminho da vida infinita.

Existem homens, partindo para o Mundo Maior, carregando consigo todo um purgatório de revolta e desencanto, e há quem volte do Plano Espiritual ao campo terrestre trazendo, no próprio ser, todo um turbilhão de desespero.

Em razão disso, vemos no mundo infantil comovedores quadros de angústia que somente a chave da reencarnação consegue compreender.

Nas rendas do berço, há minúsculos rostos que as úlceras consomem e, em plena meninice, corpos tenros sofrem mutilação e enfermidade.

Almas que ainda conservam, nas fibras mais íntimas, o brazeiro da rebelião e a cinza da amargura, retomam o veículo físico, em aflitivas condições, requisitando comiseração e socorro.

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Anotações Necessárias

Anotações Necessárias
Anotações Necessárias
Declara-se você extremamente surpreendido com o tratamento carinhoso que os amigos desencarnados dispensam a determinados amigos do mundo.

E acrescenta: “— Aqui vemos uns homem de maus propósitos a quem vocês classificam por “meu querido irmão”, ali, notamos a presença de um ladrão medalhado a quem chamam “meu caro amigo” e, acolá, não raro, encontramos um malfeitor confesso, a quem se dirigem, usando as doces palavras “meu fi lho...”

“Será isto razoável? — pergunta você, com desapontamento — não será encorajar a má-fé e o crime? Por que não convidar semelhantes pessoas ao reconhecimento das nódoas e sombras que lhe afeiam a vida?”

Se você estivesse aqui conosco, no mundo da realidade maior, observaria, decerto, como é difícil manobrar a verdade. Não que a desestimemos, mas, porque a verdade, para nós, traz consigo, com a evidência dos fatos, a responsabilidade de enobrecer o caminho.

sábado, 9 de agosto de 2014

Aflições Excedentes

Aflições Excedentes
Aflições Excedentes
Diante da orientação espírita que te esclarece, não te afastes da lógica, a fim de que não te gastes sem proveito, embaraçando o orçamento das próprias forças com aborrecimentos inúteis.

Diariamente, batem às portas do Além aqueles que abreviaram a quota do tempo que poderiam desfrutar na Terra, adquirindo problemas da desencarnação prematura.

É que, por toda parte, transitam portadores de aflições excedentes.

Não satisfeitos com as responsabilidades que a existência lhes impõe, amontoam cargas de sofrimentos imaginários.

Há os que percebem salário compensador e desregram-se na revolta, porque determinado companheiro lhes tomou a frente no destaque convencional, muitas vezes para sofrer o peso de compromissos que seriam incapazes de suportar.

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

1º Encontro Cabofriense em Defesa da Vida

1º Encontro Cabofriense em Defesa da Vida

A Questão Social e a Mulher

A Questão Social e a Mulher
A Questão Social e a Mulher
A questão social não abarca somente as relações das classes entre si; ela concerne também à mulher de todas as classes, à mulher, essa grande sacrificada, à qual seria justo dar, com o exercício de seus direitos naturais, uma situação digna dela, se quisermos ver a família mais forte, com mais moral e mais unida. A mulher é a alma do lar; é ela que representa os elementos de doçura e de paz na Humanidade. Libertada do jugo da superstição, se pudesse fazer ouvir sua voz no conselho dos povos, se sua parte de influência pudesse se fazer sentir, veríamos logo desaparecer o flagelo da guerra.

A filosofia dos espíritos, ensinando que o corpo é uma forma de empréstimo e que o princípio da vida está na alma, estabelece a igualdade do homem e da mulher do ponto de vista dos méritos e dos direitos. Os espíritos reservam para a mulher uma grande parte nas suas reuniões e seus trabalhos. Ela aí ocupa mesmo uma situação preponderante, pois é ela que fornece os melhores médiuns, a delicadeza de seu sistema nervoso, tornando-a mais apta para preencher esse papel.

Os espíritos afirmam que encarnando-se de preferência no sexo feminino, a alma eleva-se mais rapidamente

terça-feira, 5 de agosto de 2014

A Influência do Espiritismo

A Influência do Espiritismo
A Influência do Espiritismo
A influência do Espiritismo, em verdade, à feição de movimento libertador das consciências, será precioso fator de evolução, em toda parte.

Na Ciência criará novos horizontes à glória do espírito.

Na Filosofia, traçará princípios superiores ao avanço inelutável do progresso.

Na Religião, estabelecerá supremos valores interpretativos, liberando a fé viva das sombras que a encarceram na estagnação e na ignorância.

Na Justiça, descortinará novos rumos aos direitos humanos.

No trabalho, proporcionará justa configuração ao dever.

Nas artes, acenderá a inspiração da inteligência para os mais arrojados voos ao país da beleza.

domingo, 3 de agosto de 2014

A finalidade da comunicação

A finalidade da comunicação
A finalidade da comunicação
“Qual é o objetivo dos espíritos que vêm com uma boa intenção? Consolar as pessoas que os lamentam; provar que existem e que estão perto de vós; dar conselhos e, algumas vezes, reclamar assistência para eles mesmos.” (O Livro dos Médiuns — Segunda Parte — Cap. VI)

Os espíritos formam a Humanidade desencarnada e habitam o mundo que lhes é próprio.

Homens e mulheres desencarnados, eles não se desvinculam, pela morte, daqueles que deixaram na Terra.

Embora continuem vivendo em outra dimensão, a maioria sabe que deverá tornar ao corpo de carne, porque, segundo a afirmativa evangélica, “tudo que ligarem na Terra será ligado no Céu, e tudo que desligarem na Terra será desligado no Céu”.

A reencarnação é, portanto, indispensável ao progresso dos espíritos. Em contato com a matéria densa é

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

A dor e o prazer

A dor e o prazer
A dor e o prazer
A dor e o prazer são as duas formas extremas da sensação. Para suprimir uma ou outra, seria necessário suprimir a sensibilidade. Eles são, portanto, inseparáveis, em princípio, e, ambos, necessários à educação do ser que, em sua evolução, deve esgotar todas as formas ilimitadas de prazer e de dor.

A dor física produz sensações; o sofrimento moral, sentimentos. Mas, assim como o vimos acima, no sensorium íntimo, sensação e sentimento confundem-se e fazem uma coisa só.

O prazer e a dor residem, pois, bem menos nas coisas exteriores do que em nós mesmos. Por isso, é tarefa de cada um de nós, regulando suas sensações, disciplinando seus sentimentos, comandar umas e outros e limitar-lhes os efeitos. Epíteto dizia: “As coisas são apenas o que imaginamos que elas sejam”. Assim, pela vontade, podemos domar, vencer a dor, ou, pelo menos, utilizá-la em nosso proveito, fazer dela um instrumento de elevação.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...