segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Mediunidade Espírita

Mediunidade Espírita
Mediunidade Espírita
A mediunidade espírita é a que se alicerça em Jesus e Allan Kardec. A mediunidade é uma faculdade psíquica que independe de rótulo religioso — encontraremos a sua presença na origem de quase todas as crenças. Os grandes iniciados de todas as religiões eram intérpretes dos espíritos que os inspiravam. Os profetas eram missionários da mediunidade sobre a Terra. Os apóstolos, na festa de Pentecostes, ficaram mediunizados... Os santos reverenciados pela Igreja Católica possuíam o dom de curar, a clarividência, efeitos físicos; caíam em transe com frequência.

Todavia, com Allan Kardec é que a mediunidade se tornou um intercâmbio consciente entre os Dois Mundos. Estudando os mais diversos dons medianímicos, criando terminologia própria, o Codificador devassou o Invisível, tornando natural o diálogo dos vivos com os chamados mortos.

Portanto, não existe mediunidade legitimamente exercida, fora dos padrões da Doutrina Espírita. O médium espírita é o que se submete à orientação doutrinária, colocando-se a serviço da Causa e não
de si mesmo. O médium personalista é um médium rebelado contra os princípios que se consubstanciam no “dai de graça o que de graça recebestes”.

Infelizmente, muitos medianeiros promissores acabam por se entregar única e exclusivamente à orientação dos espíritos que se comunicam por seu intermédio — marginalizam os fundamentos básicos de O Livro dos Médiuns e adotam uma linha de conduta que conflita com os propósitos do medianeiro bem-intencionado.

Há quem busque na mediunidade a satisfação do seu próprio ego; não está movido pela intenção de servir, mas de projetar-se, de ter o seu nome exaltado, de alimentar a vaidade(...)

Antes, pois, de cogitar do desenvolvimento mediúnico em si, deve, o candidato aos serviços espirituais no campo da mediunidade, interessar-se pela sua iluminação, no exercício constante da humildade(...)

Mediunidade é compromisso de trabalho e oportunidade de resgate. Sobretudo, o médium é um espírito com elevados débitos cármicos que necessita se conscientizar de sua necessidade de servir — e servir incondicionalmente!



Autor: Odilon Fernandes
Do Livro: Conversando com os Médiuns

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...