terça-feira, 2 de junho de 2015

A Física Quântica e o Espiritismo - Parte 1

Fisica quântica e Espiritismo
Física Quântica e Espiritismo
Para afirmar que a física quântica comprova os efeitos espíritas, carecemos de maiores pesquisas, alguns espiritualistas afirmam que a física quântica comprova a existência de Deus e do espírito, fato que devemos ter prudência e cuidado ao afirmar, pois o efeito a nível quântico ultrapassa os nossos cinco sentidos, onde atua nos espaços transdimensionais, isto é nos apresenta a matéria sem espaço e sem tempo ora partícula e ora onda, ocasionando uma incerteza de possibilidades dentro do nosso conceito de matéria hoje.

Mostra-nos uma verdade ilusória, mas isto não admite a existência de “algo exterior” ou “além da matéria” como muitos afirmam. Nós espíritas devemos ter cuidado ao divulgar conceitos ainda não admitidos pela ciência e pela doutrina. Afirmativas como “o perispírito causa a flutuação do vácuo quântico”, “a Física Quântica prova a existência de Deus” e “o espaço-tempo negativo representa o mundo espiritual” são conceitos ainda não admitidos. Essas idéias, elas podem trazer consequências negativas para o movimento espírita. Observamos  Kardec:  (ítem VII da Introdução de O Livro dos Espíritos[1]): “Na ausência de fatos, a dúvida é a opinião do homem prudente”.

Os paradoxos da Física Quântica ainda não foram resolvidos pelos cientistas e por esta razão
deveremos ter prudência na divulgação de informações oriundas de fontes não confirmadas pela ciência. A solidez da Doutrina Espírita que passou incólume perante todos os descobrimentos do século XX se deve a estar baseada em informações fornecida pela espiritualidade superior no qual a ciência vem confirmando a cada dia. O espírito de Erasto nos orienta: “mais vale repelir dez verdades que admitir uma só mentira, uma só teoria falsa”, mas esta afirmação não impede ao espírita de estudar e pesquisar seriamente tais fenômenos.
Kardec, somente após muita observação, estudo e questionamento, publicou sua primeira obra, O Livro dos Espíritos devemos seguir seu exemplo trabalhando na pesquisa espírita com muita perseverança, paciência, observação, meditação, estudo e, só então, depois de muita análise e muita autocrítica, é que devemos levar a público os frutos de nossa pesquisa. Pretendemos explicar porque alguns fenômenos ao nível quântico geram uma idéia de que algo de origem divina esteja por trás deles. Comentaremos em algumas colunas neste blog alguns pontos positivos e negativos a respeito da recente proposta espiritualista feita pelo físico Prof. Dr. Amit Goswami para solucionar os paradoxos da Física Quântica.

Nesta primeira publicação deste assunto iremos aguçar a curiosidade e aprimorar nossos conceitos sobre espiritismo e a física quântica tentando diminuir as dúvidas e aprimorando nosso conhecimento, então:

Definir ciência não é algo simples existe uma imensidade de significados, mas podemos definir como prática e o produto de uma atividade cientifica.

Sabemos que Albert Einstein definiu E=mc² definindo que uma pequena quantidade de massa requer uma grande quantidade de energia já que c² é aproximadamente  km²  .

Segundo a espiritualidade amiga existe no universo Deus, Espírito e Matéria e que toda matéria deriva do Fluido Cósmico Universal e o mesmo está suscetível a uma inumerável quantidade de combinação pela ação dos espíritos e é encontrado em todos os pontos do universo. Com o conceito de Física hoje podemos associá-lo ao éter, ao campo, ao espaço e a energia.

A matéria é o liame que escraviza o espírito; é o instrumento que ele utiliza, e sobre o qual, ao mesmo tempo, exerce sua função.

Experimentos demonstram que podemos transformar energia em matéria e vice-versa e observa que a matéria em seu principio não é algo sólido como nossos sentidos nos faz imaginar é algo mais sutil e dinâmico.

Energia e matéria são dois estados de um elemento universal, a energia é algo de natureza material então a essência do espírito não pode ser energética confirmando que o principio inteligente não está sujeito as leis que regem o comportamento da matéria.

A idéia que temos da energia e matéria que nossos sentidos nos fazem perceber e verdadeiramente ilusória.

Concebemos espírito sem matéria e matéria sem espírito pelo pensamento, ou seja, pelo pensamento moldamos nossa necessidade na matéria. Toda criatura possui energia obediente à sua vontade, que, ligada ao seu potencial imaginativo, atua exteriormente, influenciando ambientes distantes. Segundo Ernesto Bozzano “O pensamento e a vontade são elementos plásticos e organizadores”.

Nós nos tornamos aquilo que pensamos e através da Constância, um ideal fica impresso em nosso coração. Através do que cultivamos nele modelamos nossa natureza, junto com os outros, eles também nos afetam.


A física quântica explica o funcionamento da matéria e não a do espírito, nos próximos números iremos esmiuçar com detalhes os conceitos quânticos existentes hoje e compará-los com as informações da Doutrina Espírita. 


Autor: Roberto Negrão

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...