terça-feira, 29 de setembro de 2015

Renovação

Renovação
Renovação
Graças a Deus! Que o amor único de Deus inspire todas as almas para o bem!

Irmãos meus – A nós emocionou a mensagem que vos lembrou que o mundo, na parte a qual pertenceis, entrou na primavera. Por que assim falamos? Se a primavera tem acepção de renovação, é preciso que cada um de vós pense na renovação interior da criatura.

Vamos dar uma passada muito rápida no mundo de hoje... Não alimentamos, de forma alguma, o pessimismo porque sabemos que é próprio das transformações essa ebulição que leva as criaturas a verdadeiros desatinos. Não discutiremos convosco se esta ou aquela religião caminha de forma mais acertada porque temos por base a Doutrina Espírita, que tem por objetivo primordial a evangelização da criatura e ninguém se evangeliza se não se transformar, se não se renovar. E que renovação é esta?


Sabeis, tanto quanto nós, que se transformar, se renovar, é ir alijando, do íntimo do ser, imperfeições que perturbam a vida de toda a humanidade, pois eles apontam estradas ilusórias, cheias de ficção, atraentes no seu percurso inicial, mas que, aos poucos, vão fazendo com que os dias comecem a escurecer. E ela deriva o seu caminho, penetrando em áreas sombrias que impedem, às vezes, que as criaturas tenham forças para estancar.

Hoje, de uma forma generalizada, as criaturas buscam encontrar pureza, sentimentos nobres nos mandatários, nos governantes, mas estes sentimentos não são conquistados pelo poder que determinados homens têm em suas mãos, e ignoram a transitoriedade desses instantes que lhes foram concedidos, não por seus próprios irmãos, mas pelo destino maior, o destino que veio do Alto. E tenta, através de governantes e mandatários, conseguir a realização de alguma coisa que sacuda a sociedade, que faça com que os homens se reencontrem, se irmanem e, como uma coletividade bem agigantada, consigam, então, se aproximar do Criador. Só quando o homem se renova é que ele vai adquirindo as condições de difundir amor e fraternidade e isso não é característica somente daqueles que são alçados às posições de poder ou de mando.

A humanidade será tranquila e fraterna, os homens se amarão e, quando renovados, poderão conduzir a humanidade para a estrada do amor. A violência que campeia em vosso mundo será castigada de forma exemplar.

Mas o homem irá compreender que não é esse o caminho de pôr fim aos desregrados. Se uma criatura se regozija com o fato de que a maldade vai ser castigada através da maldade, é porque ela, também, ainda reside no íntimo dessa criatura.

Cristo, o nosso amado Pastor, falou aos homens de todas as formas, mas ele sabia que a maioria ainda não o escutava. Ele fez do silêncio a sua fortaleza e, através do sacrifício, marcou, de forma definitiva, sua passagem pelo mundo. Ele exemplificou, na sua rápida passagem pela Terra, tudo aquilo que dizia aos homens. Passaram-se mais de 2000 anos e nós vos perguntamos: “Será que todos os homens conhecem o nosso Cristo”?

Procurai fazer do silêncio a couraça que vos protegerá. Evitai as discussões, bani de vossos pensamentos as críticas aos vossos irmãos; buscai, através de minutos de meditação, verificar se as mensagens aqui trazidas, lidas e ouvidas, incentivam a cada um de vós a exemplificar aquilo que vos é dito. Temos a certeza, porque convosco convivemos, de que a maioria de vós já consegue perceber a sucessão de erros que vão pontilhando vossas vidas. Há desentendimentos nas famílias, no trabalho e, sejamos sinceros, também dentro dos grupos espíritas aos quais cada um de vós pertence.

Tereis que vos renovar, que vos modificar, para que possais ser elementos destacados neste mundo que se transforma e que se renova. Tereis que ser exemplo para aqueles que estão se desenvolvendo e que, após o tempo necessário, irão iniciar a trilha que leva à prática do trabalho mediúnico.

E tenhais, médiuns, bem presente em vossas mentes, que não sois privilegiados porque a vós foi dada essa opção que ampara, orienta, ajuda, ou então aquele caminho que, através do sofrimento, vai burilando as arestas imperfeitas da alma de cada um.Vamos, então, dar graças a Deus. É primavera, mas que ela seja de esperança e de renovação, não apenas das flores, da Natureza, mas a renovação da criação mais sublime de Deus, que é o espírito itinerante, eterno, desse caminho sem-fim que, através da evolução, vai se conduzindo para a luz.

A estrada da renovação é a que ampara, que mata a fome, que perdoa, que ama, que não ofende, que não se vinga, porque busca, de forma definitiva, seguir os passos do Mestre, através desse livro bendito que é o seu Evangelho. E, dessa forma, chegaremos àquilo que vos dissemos no início: a finalidade precípua do espírito é a evangelização da criatura. Que possais ser obreiros desse mundo que se renova, que se transforma e que abrigará, um dia, o homem novo de que fala o nosso mestre Paulo, nas epístolas que deixou para toda a humanidade.

Que Jesus seja a vossa Luz, que Jesus seja o vosso Pastor, mas que cada um de vós se convença de que pode iluminar, também, a estrada dos irmãos atrasados, que necessitam caminhar e, para isso, precisam do vosso amparo, caridade, compreensão e, antes de tudo, de vosso exemplo.

Graças a Deus!



Autor: Antonio de Aquino
Do livro: Raios de Luz, vol. 3.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...