domingo, 27 de dezembro de 2015

Vigilância e Oração

Vigilância e Oração
Vigilância e Oração
“A causa primária do mal está em nós, e os maus espíritos apenas se aproveitam das nossas tendências viciosas, nas quais eles nos mantêm, para nos tentar.” (Allan Kardec, O Evangelho Segundo o Espiritismo, CELD, cap. XXVIII, item 3-VI.)


Eis os passos que devem nortear a ação da casa espírita a que tenho a honra de oferecer o nome: vigilância e oração.

Vigiar as portas com tanta intensidade quanto vigiamos as palavras. Vigiar os sentimentos com tanto cuidado quanto vigiamos a bolsa.

Vigiar o ambiente mental nosso e daqueles que se aproximam de nós com tanto interesse quanto temos numa leitura que nos mostre o caminho que desejamos trilhar.

Orar com frequência, com paz, equilibradamente, para que a nossa prece seja um apelo ao Senhor; não, um grito de desespero.

Vigiar também aquilo que nos chega em forma de pessoas, em forma de dores. Orar por todos os que sofrem, os doentes, os que nos perseguem e mesmo aqueles que nos caluniam.


A palavra para uma casa espírita é sempre esta: vigiar e orar. O bem será o resultado final. O progresso nos fará chegar aonde a força do nosso sentimento permitir. A consolidação do equilíbrio virá com o tempo. O crescimento deste pequeno núcleo ocorrerá, se formos perseverantes no tempo também.

Este espaço espiritual é disputado por muitas dores, por seres muito confusos e complexos. Estamos acendendo a luz da Doutrina Espírita e, é claro, a do Evangelho, e esperamos que essa luz aumente de intensidade, iluminando mais e mais espaços e pessoas, como um dos braços da Casa de Léon Denis, como um dos braços das colônias espirituais, como o Nosso Lar; como um dos braços, de vários núcleos de socorro às comunidades terrenas, instalados na Cidade do Rio de Janeiro, e servindo de abrigo também para tantos espíritos vindos da Europa, onde não mais têm espaço para ficar.

A Casa de Léon Denis e esta Casa são lídimos representantes do Evangelho de Jesus. Assim, que todos aqueles que aqui estão dirigindo, orientando, indicando caminhos, se coloquem prazerosamente sob as bênçãos do amor e da paz e prossigam sempre, porque Deus ajuda aquele que trabalha.

Que a bondade deste generoso e poderoso Mestre nos auxilie e conduza, agora e sempre!

Graças a Deus!



Autor: Antonio de Aquino
Do livro: Inspirações do Amor Único de Deus, vol. 3

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...