segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Fenômeno Espírita

Fenômeno Espírita
Fenômeno Espírita
Em todas as civilizações, o culto dos desencarnados aparece como facho aceso de sublime esperança.

Rápido exame nos costumes e tradições de todos os remanescentes da vida primitiva, entre os selvagens da atualidade, nos dará conhecimento de que as mais rudimentares organizações humanas guardam no intercâmbio com os “mortos” suas elementares noções de fé religiosa.

Aparições e vozes, fenômenos e revelações do mundo espiritual assinalam a marcha das tribos e das povoações do princípio.

No Egito, os assuntos ligados à morte assumem especial importância para a civilização. Anúbis, o deus dos sarcófagos, era o guardião das sombras e presidia à viagem das almas para o julgamento que lhes competia no Além.

Na China multimilenária, os antepassados vivem nos alicerces da fé. Em todas as circunstâncias da vida, os espíritos dos avoengos são consultados pelos descendentes, recebendo orações e promessas, flores e sacrifícios.

domingo, 28 de fevereiro de 2016

Momentos de Aflição e Prova

Momentos de Aflição e Prova
Momentos de Aflição e Prova
Momentos de aflição e prova surgem pelo caminho, inesperados, concitando à disciplina espiritual indispensável ao processo evolutivo do ser.

Águas serenas que são açoitadas por fortes vendavais; paisagens tranquilas que se modificam ao império de tempestades violentas; climas de paz que se convertem em campos de lutas rudes; viagem segura, que se torna perigosa, objetivos próximos de conquistados, que se perdem de repente; saúde que cede à enfermidade; amigos dedicados, que vão adiante; adversários vigorosos, que surgem ameaçadores; problemas econômicos, que aprecem,constringentes, tantos são os motivos de aflição e prova, que ninguém avança, na Terra, sem os experimentar.

Enquanto domiciliado no corpo, espírito algum se encontra em segurança, vitorioso, isento de experiências difíceis, de possíveis insucessos.

Os momentos de prova e aflição constituem recurso de aferição dos valores morais de cada um, mediante os quais o homem deve adquirir mais valiosas expressões iluminativas como suportes para futuros investimentos evolutivos.

sábado, 27 de fevereiro de 2016

Evolução e Finalidade da Alma

Evolução e Finalidade da Alma
Evolução e Finalidade da Alma
A alma, dissemos, vem de Deus; é o princípio da inteligência e da vida em nós. Essência misteriosa, ela escapa à análise, como tudo o que emana do absoluto. Criada por amor, criada para amar, tão fraca, que pode encerrar-se em uma forma limitada e frágil, tão grande, que, com um impulso do pensamento, abraça o Infinito; a alma é uma parcela da essência divina projetada no mundo material.

Desde a hora de sua descida à matéria, que caminho percorreu para retomar o ponto atual de sua caminhada?

Foi-lhe necessário passar por vias obscuras, revestir-se de formas, animar organismos que ela descartava ao final de cada existência, como se faz com um casaco que não serve mais. Todos esses corpos de carne pereceram; o sopro dos destinos dispersou- lhes o pó; mas a alma persiste e permanece, em sua perenidade; ela prossegue em sua marcha ascendente, percorre as inumeráveis estações de sua viagem e vai em direção a um objetivo grande e desejável, um objetivo divino, que é a perfeição.

A alma contém, em estado virtual, todos os germes de seu desenvolvimento futuro. Está destinada a tudo conhecer, tudo adquirir, tudo possuir. E como conseguiria isto, em uma só existência? A vida é curta e a perfeição está longe! Poderia ela, em uma vida única, desenvolver seu entendimento, esclarecer sua razão, fortificar sua consciência, assimilar todos os elementos da sabedoria, da santidade, do gênio? Não! Para rea lizar suas finalidades, é-lhe necessário, no tempo e no espaço, um campo sem-limites a percorrer. É através de inumeráveis transformações que, depois de milhares de séculos, o mineral grosseiro vira um diamante puro, irradiando mil cintilações. É assim, também, com a alma humana.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Estímulo Fraternal

Estímulo Fraternal
Estímulo Fraternal
Não te julgues sozinho na luta purificadora, porque o Senhor suprirá todas as nossas necessidades.

Ergue teus olhos para o Alto e, de quando em quando, contempla a retaguarda.

Se te encontras em posição de servir, ajuda e segue.

Recorda o irmão que se demora sem recursos, no leito da indigência.

Pensa no companheiro que ouve o soluço dos filhinhos, sem possibilidades de enxugar-lhes o pranto.

Detém-te para ver o enfermo que as circunstâncias enxotaram do lar.

Para um momento, endereçando um olhar de simpatia à criancinha sem teto.

Medita na angústia dos desequilibrados mentais, confundidos no eclipse da razão.

Reflete nos aleijados que se algemam na imobilidade dolorosa.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Condições de Experimentação

Condições de Experimentação
Condições de Experimentação
O estudo dos fenômenos é de uma importância capital; é sobre ele que repousa o Espiritismo inteiro, mas, com muita frequência, a ausência de método, a falta de continuidade e de direção nas experiências tornam estéreis a boa vontade dos médiuns e as legítimas aspirações dos pesquisadores. A essas causas é que é preciso atribuir os resultados pouco concludentes que se obtêm em tantos meios. Experimentam ao acaso, febrilmente, sem preocupação com as condições necessárias; têm-se pressa de obter fenômenos transcendentes. Em consequência mesmo do estado de espírito com que se conduzem nas pesquisas, acumulam as dificuldades e se, ao final de algumas sessões, apenas se obtêm fatos insignificantes, banalidades ou mistificações, desencorajam-se e se afastam.

domingo, 21 de fevereiro de 2016

Responsabilidade diante da própria vida

Responsabilidade diante da própria vida
Responsabilidade diante da própria vida
Pela graça infinita de Deus, paz!

Balthazar, pela graça de Deus.

Até hoje, o homem se surpreende com a alma humana. Olhando-se para os corpos de cada criatura, não se encontrarão diferenças capazes de classificar o ser humano em bom ou mau. Nesse caso, como em muitos outros, deve-se ao Espiritismo a explicação que mostra que cada ser encarnado é um espírito imortal capaz de tomar decisões por si só, sem o concurso de espíritos benévolos ou generosos.

Os homens por si mesmos tomam as suas decisões; decisões essas, muitas vezes infelizes, podendo produzir o mal e até mesmo com repercussões futuras. É o caso do homem mau, que é mau por sua natureza íntima, melhor dizendo, pela escolha que seu espírito fez em andar em uma direção preferentemente a outra.

Perguntar-se-á, então, se Deus, em si mesmo, não poderia impedir a ação deletéria de tais almas. É claro que poderia fazê-lo! Entretanto, a Lei de Deus promove a educação dos seres pelo próprio ser humano. Aquele que escolhe trilhar o caminho do mal, sem o perceber, se faz intérprete de forças educativas dolorosas, e toda a responsabilidade do mal que faz recai exclusivamente sobre si.

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Estados Vibratórios da Alma. A Memória

Estados Vibratórios da Alma. A Memória
Estados Vibratórios da Alma. A Memória
A vida é uma vibração imensa que preenche o Universo e cuja fonte está em Deus. Cada alma, centelha emanada do foco divino, torna-se, por sua vez, um foco de vibrações que variarão, se ampliarão e intensificarão, de acordo com o grau de elevação do ser. Este fato pode ser verificado experimentalmente.

Toda alma tem, portanto, sua vibração particular e específica. Seu movimento próprio, seu ritmo, é a representação exata de sua potência dinâmica, de seu valor intelectual, de sua elevação moral.

Toda a beleza, toda a grandeza do Universo vivo resumem-se nesta lei das vibrações harmônicas. As almas que vibram em uníssono se reconhecem e se chamam, através do Espaço; daí, as atrações, as simpatias, a amizade, o amor! Os artistas, os sensitivos, os seres delicadamente harmonizados conhecem esta lei e se ressentem de seus efeitos. A alma superior é uma vibração em potencial de todas as suas harmonias.

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Convite ao Exercício do Amor

Convite ao Exercício do Amor
Convite ao Exercício do Amor
Que o amor único de Deus inspire todas as almas para o bem! (...)

“Irmão, crescei em compreensão! Aumentai o sentido do companheirismo, da divisão das ideias, talvez dos problemas. Modificai os vossos sentimentos, aqueles que não mais servem, como os sentimentos egoísticos, sentimentos de inquietação, sentimentos de dificuldades permanentes. Elevemos aquele amor profundo, em que olhamos para um irmão, por mais difícil que este nos pareça, e digamos assim, tranquilamente, no nosso íntimo, dentro do nosso ser: Hei de te compreender! Hei de te amar! Hei de ser um irmão”! (...)

“Estamos juntos, irmãos, porque a nós, a muitos de nós da espiritualidade, é difícil vir à Terra, compartilhar as dores humanas, as dificuldades das criaturas, os problemas que elas criam. Em nós todos, porém, os trabalhadores espirituais da nossa Casa, existe um projeto íntimo, que pouco a pouco está sendo sedimentado em nosso coração, que é o projeto da convivência, de mostrar a vocês o que é espiritualidade, como as coisas se manifestam por aqui, como nós andamos, como nós vivemos, como nós passamos, como nós pensamos. Por que isso? Por que todos somos irmãos”! (...)

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Nos Círculos da Matéria

Nos Círculos da Matéria
Nos Círculos da Matéria
Superando as vulgaridades que lhe assinalam a romagem na carne, o Espírito reconhece a sua posição de internado nos círculos da matéria que, a seu turno, é simplesmente o conjunto das vidas inferiores, suscetível de ser examinado pela nossa capacidade de apreciação.

Em seus múltiplos estados, a matéria é força coagulada, dentro de extensas faixas dinâmicas, guardando a entidade mental de tipos diversos, em seu longo roteiro evolutivo.

Corpos sólidos, líquidos, gasosos, fluidos densos e radiantes, energias sutis, raios de variadas espécies e poderes ocultos tecem a rede em que a nossa consciência se desenvolve, na expansão para a imortalidade gloriosa.

O homem é gênio divino em aperfeiçoamento ou um anjo nascituro, no grande império das existências microscópicas, em cujo âmbito é escravo natural das ordenações superiores e legítimo senhor das potências menores.

Em torno dele tudo é movimento, transformação e renovação.

No seio multifário da Natureza em que se agita, tudo se modifica no embate turbilhonário das energias que lhe favorecem a experiência e a ascensão.

Embora a ordem dominante nos elementos infrainfinitesimais, tudo aí se desfaz e se refaz incessantemente, oferecendo ao Espírito fases importantes de materialização e desmaterialização, dentro de leis sistemáticas que funcionam em igualdade de condições para todos.

sábado, 13 de fevereiro de 2016

Estudando a sensibilidade

Estudando a sensibilidade
Estudando a sensibilidade
Meus irmãos, ao longo de muitos anos, a Casa Espírita apresenta inúmeras oportunidades de estudo, e consequente aprendizado, para todos os que sinceramente desejam respostas às suas indagações.

Neste ano, falamos da sensibilidade. E quando se fala de sensibilidade, fala-se também do sentir pelo coração. Muitas almas se perdem em pesquisas no sentido de perceber as causas que nos fazem sentir pela pele, quando, muitas vezes, esquecemos de sentir pelo sentimento.

Percepções... sensações do espírito, que estão associadas, sem sombra de dúvida, à própria capacidade do espírito que as sente.

Dor, angústia, sofrimento maceram certos espíritos deixando-os frágeis, vulneráveis, inseguros, quando não inquietos, diante de determinadas circunstâncias, enquanto que outros se sentem cada vez mais enrijecidos diante da dor; alguns se sentem perplexos, perturbados, doídos. Estudarmos todas essas questões significa ampliar o nosso entendimento acerca da realidade espiritual.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

A Personalidade Integral

A Personalidade Integral
A Personalidade Integral
A consciência, o eu, é o centro do ser, a própria base da personalidade.

Ser uma pessoa é ter uma consciência, um eu que medita, se examina, recorda. Mas, será que se pode conhecer, analisar e descrever o eu, suas camadas misteriosas, suas forças latentes, seus germes fecundos, suas atividades silenciosas? As psicologias, as filosofias do passado, em vão, tentaram fazê-lo. Seus trabalhos apenas tocaram de leve a superfície do ser consciente. Suas camadas internas e profundas conservaram -se obscuras, inacessíveis, até o dia em que as experiências do hipnotismo, do Espiritismo, da renovação da memória, finalmente, projetaram alguma luz sobre elas.

E, então, pôde-se ver que em nós se reflete, repercute todo o Universo, em sua dupla imensidão de espaço e de tempo. Dizemos de espaço, pois a alma, em suas livres e plenas manifestações, não conhece as distâncias. Dizemos de tempo, porque todo um passado repousa nela e o futuro lá está, em estado embrionário.

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

A Caridade da Compreensão

A Caridade da Compreensão
A Caridade da Compreensão
Jesus Cristo nos ajude e abençoe, agora e sempre!

Na continuidade das nossas meditações em torno da caridade, lembremo-nos de mais um aspecto que devemos desenvolver em nós, além da caridade material e moral; desenvolvamos a caridade da compreensão, que nos faz ver os que agem erradamente, com os olhos de quem observa os pouco evoluídos caminhar e atropelar o progresso de muitos.

Quando observamos os homens se entredevorarem, quando observamos as sociedades esquecerem das regras de civilidade, quando vemos o homem, no cotidiano, ferir, matar, fazer sofrer, ignorante das Leis de Deus, que trarão punição para todos aqueles que fizerem o mal, cedo ou tarde, que mostrará a todos aqueles que voluntária ou involuntariamente são causas de escândalo, quando observamos tantas coisas assim, resta-nos a paciência e a caridade da compreensão, para que a indignação que  tantas vezes toma as criaturas humanas não se transforme em mais um elemento de complicação em todo este processo terrível por que passa a humanidade.

domingo, 7 de fevereiro de 2016

No rumo do amanhã

No rumo do amanhã
No rumo do amanhã
Lembra-te de viver, conquistando a glória eterna do Espírito.

Diariamente retiram-se da Terra criaturas cujo passo se imobiliza nos angustiosos tormentos da frustração...

Estendem os braços para o ouro que amontoaram, contudo...

esse ouro apenas lhes assegura o mausoléu em que se lhes guardam as cinzas.

Alongam a lembrança para o nome em que se ilustraram nos eventos humanos, todavia... quase sempre a fulguração pessoal de que se viram objeto apenas lhes acorda o coração para a dor do arrependimento tardio.

Contemplam o campo de luta em que desenvolveram transitório domínio, mas... não enxergam senão a poeira da desilusão que lhes soterra os sonhos mortos.

Sim, em verdade, passaram no mundo em carros de triunfo na política, na fortuna, na ciência, na religião, no poder...

Carnaval

Carnaval
Carnaval
Nenhum espírito equilibrado em face do bom senso, que deve presidir a existência das criaturas, pode fazer a apologia da loucura generalizada que adormece as consciências nas festas carnavalescas.
É lamentável que, na época atual, quando os conhecimentos novos felicitam a mentalidade humana, fornecendo-lhe a chave maravilhosa dos seus elevados destinos, descerrando-lhe as belezas e os objetivos sagrados da Vida, se verifiquem excessos dessa natureza entre as sociedades que se pavoneiam com o título de civilização. Enquanto os trabalhos e as dores abençoadas, geralmente incompreendidos pelos homens, lhes burilam o caráter e os sentimentos, prodigalizando-lhes os benefícios inapreciáveis do progresso espiritual, a licenciosidade desses dias prejudiciais opera, nas almas indecisas e necessitadas do amparo moral dos outros espíritos mais esclarecidos, a revivescência de animalidades que só os longos aprendizados fazem desaparecer.

Há nesses momentos de indisciplina sentimental o largo acesso das forças da treva nos corações e, às vezes, toda uma existência não basta para realizar os reparos precisos de uma hora de insânia e de esquecimento do dever.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

A Ideia de Deus

A Ideia de Deus
A Ideia de Deus
Acima dos problemas da vida e do destino, ergue-se a questão de Deus.

Se estudamos as leis da Natureza, se perseguimos a beleza ideal na qual todas as artes se inspiram, em toda parte e para sempre, acima e além de tudo, reencontramos a ideia de um ser superior, necessário e perfeito, fonte eterna do bem, do belo e do verdadeiro, a quem se identificam a lei, a justiça, a suprema razão.

O mundo, físico e moral, é governado por leis, e essas leis denotam uma inteligência profunda das coisas que regem. Elas não procedem de uma causa cega; o caos, o acaso não poderiam produzir a ordem e a harmonia. Elas não emanam dos homens: seres passageiros, limitados no tempo e no Espaço, não poderiam criar leis permanentes e universais. Para explicá-las, logicamente, é preciso remontar até o ser gerador de todas as coisas. Não se poderia conceber a inteligência sem  personificá-la num ser, mas esse ser não vem se juntar à cadeia dos seres. Ele é o Pai de todos, a própria fonte da vida.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

O Trabalhador da Casa Espírita

O Trabalhador da Casa Espírita
O Trabalhador da Casa Espírita
Que o amor único de Deus inspire todas as almas para o bem!

Que Jesus, nosso Mestre, esteja no coração de cada um, distribuindo suas bênçãos de carinho e paz!

Reunidos nesta Casa, que também é do Cristo, tanto quanto é de todos aqueles que aqui trabalham em seu nome, que renovados possam estar os nossos sentimentos e pensamentos, de modo a valorizarmos as construções de elevação espiritual, porque estas necessitam sempre de renovação. (...)

Assim, irmãos, nossa Casa cresce e se implanta, solidificando suas bases e renovando suas concepções de auxílio ao semelhante.

Se ontem dávamos com tranquilidade o prato de comida, hoje sentimos a necessidade de ajudar na instalação da paz e na orientação aos corações carentes. Se ontem, pura e simplesmente, estendíamos as mãos, hoje adicionamos, por ser necessário, o verbo que eleva e constrói.

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Na Glória do Cristo

Na Glória do Cristo
Na Glória do Cristo
Se entre as vidas magnificentes da Terra uma existe, na qual a mediunidade comparece com todas as características, essa foi a vida gloriosa do Cristo.

Surge o Evangelho do contato entre dois mundos.

Zacarias, o sacerdote, faz-se clarividente de um instante para outro e vê um mensageiro espiritual que se identifica pelo nome de Gabriel, anunciando-lhe o nascimento de João Batista.

O mesmo Gabriel, na condição de embaixador celestial, visita Maria de Nazaré e saúda-lhe o coração lirial, notificando-lhe a maternidade sublime.

Nasce, então, Jesus sob luzes e vozes dos Espíritos Superiores.

Usando o magnetismo divino que lhe é próprio, o Excelso Benfeitor transforma a água em vinho, nas bodas de Cana.

Intervém nos fenômenos obsessivos de variada espécie, nos quais as entidades inferiores provocam desajustes diversos, seja na alienação mental do obsidiado de Gabara ou na Exaltação febril da sogra de Pedro.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...