terça-feira, 19 de abril de 2016

A Vida Moral

A Vida Moral
A Vida Moral
Todo ser humano traz, gravado em si, na sua consciência, na sua razão, os rudimentos da lei moral. Essa lei recebe, nesse mundo mesmo, um começo de sanção. Uma boa ação proporciona ao seu autor uma satisfação íntima, uma espécie de dilatação, de desabrochar da alma; nossas faltas, ao contrário, trazem, frequentemente, como consequência, mágoa e remorsos. Entretanto, essa sanção, tão variável segundo os indivíduos, é muito vaga, muito insuficiente do ponto de vista da justiça absoluta. É por isso que as religiões colocavam na vida futura, nas penas e recompensas que nos reserva, a sanção capital dos nossos atos. Ora, seus dados, carecendo de base positiva, são colocados em dúvida pelo maior número. Depois de ter exercido uma influência séria sobre as sociedades da Idade Média, não são mais sufi cientes, de agora em diante, para afastar o homem das vias da sensualidade.

Antes do drama do Gólgota, Jesus anunciara aos homens um outro consolador, o Espírito de Verdade, que devia restabelecer e completar seu ensinamento. Esse Espírito de Verdade veio e falou à Terra; por toda parte fez ouvir sua voz.


Dezoito séculos depois da morte do Cristo, a liberdade de palavra e de pensamento sendo espalhada pelo mundo, a Ciência tendo sondado os céus, a inteligência humana tendo se desenvolvido, a hora foi julgada favorável. Os espíritos vieram, em massa, ensinar a seus irmãos da Terra a lei do progresso infinito e realizar a promessa de Jesus restabelecendo sua doutrina, comentando suas palavras.

O Espiritismo nos dá a chave do Evangelho. Explica-lhe o sentido obscuro ou oculto; traz-nos a moral superior, a moral definitiva, cuja grandeza e beleza revelam a origem sobre-humana.

A fi m de que a verdade se espalhe de uma vez sobre todos os povos, a fim de que ninguém possa desnaturá-la ou destruí-la, não é mais um homem, não é mais um grupo de apóstolos encarregado de fazê-la conhecida pela Humanidade. As vozes dos espíritos a proclamam sobre todos os pontos do mundo civilizado e, graças a esse caráter universal e permanente, essa revelação desafia todas as hostilidades, todas as inquisições. Pode-se suprimir o ensinamento de um homem, falsificar, anular suas obras; mas quem pode atingir e repelir os habitantes do Espaço? Eles sabem desmanchar todos os maus desejos e trazer a preciosa semente até às regiões mais recuadas. Daí vem o poder, a rapidez da propagação do Espiritismo, sua superioridade sobre todas as doutrinas que a precederam e prepararam seu aparecimento.

É, portanto, sobre os testemunhos de milhares de almas, que vêm de odos os lugares, por intermédio dos médiuns, descrever a vida de além túmulo, relatar suas próprias sensações, suas alegrias, suas dores, que se edifica a moral espírita.



Autor: Léon Denis
Do livro: Depois da Morte.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...