domingo, 21 de agosto de 2016

A Sobrevivência do Espírito

A Sobrevivência do Espírito
A Sobrevivência do Espírito
“Os espíritos familiares se afeiçoam a certas pessoas por laços mais ou menos duráveis, em vista de lhes serem úteis, no limite de seu poder, frequentemente, bastante restrito. (...)” (Allan Kardec, O Livro dos Espíritos, 1. ed. Celd. Pergunta 514.)



Guardando no coração a certeza íntima da sobrevivência do espírito após a morte do corpo, o homem criará excelente estímulo à crença e, mais ainda, fará com que as comunicações entre vivos e mortos segundo a conceituação da Terra se façam de modo mais constante e mais consistente também.

Muitas vezes, creem vocês que os desencarnados estão longe e que precisam de veículos extraordinários para se manifestarem; entretanto, nem sempre isso é necessário.

Normalmente nos comunicamos através da intuição. A simples presença de um desencarnado junto aos encarnados pode provocar nestes lembranças, situações de saudade ou até mesmo situações de pura afetividade.

Sempre que isso acontecer, creiam que um daqueles amigos espirituais, um daqueles irmãos que já estão no plano invisível, de vocês se aproximou e está passando a notícia, o sentimento, a ideia de que está vivo e não desapareceu.


De nossa parte, também, quando o fazemos, estimulamos os seres encarnados, ainda, a entenderem que o mundo invisível está muito próximo de todos, não é um mundo estanque; ao contrário, é um mundo ao qual o homem poderá ter acesso, se tornar-se elevado, acessível às expressões do mundo espiritual.

O médium é aquele ser que treinou, através dos séculos, essa sensibilidade, que é comum a todos aqueles que se proponham a trabalhar em si a sensibilidade espiritual.

Lembramos a todos que orem pelos seus, que vibrem por eles, que procurem percebê-los, pois, certamente, de um modo ou de outro, eles saberão dizer-lhes: “estou presente, estou aqui, estou junto a vocês, fazendo o que me é possível para que saibam de minha presença”.

Que Deus assim o permita e que todos assim o sintam!

Paz para todos!

Que Deus fique com cada um de vocês!



Autor: Hermann
Do livro: Palavras do Coração – Volume 1.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...