quarta-feira, 29 de novembro de 2017

A Disciplina do Pensamento e a Reforma do Caráter

A Disciplina do Pensamento e a Reforma do Caráter
A Disciplina do Pensamento e a Reforma do Caráter
Somos o que pensamos, se pensamos com força, vontade, persistência. Mas, quase sempre, nossos pensamentos passam constantemente de um assunto a outro. Raramente pensamos por nós mesmos; refletimos os mil pensamentos incoerentes do meio em que vivemos. Poucos homens sabem viver de seu próprio pensamento, haurir nas fontes profundas, neste grande reservatório de inspirações que cada um traz em si, mas que a maioria ignora e, por isso, traz o envoltório povoado de formas disparatadas. Seu espírito é como uma casa aberta a todos os passantes. As luzes do bem e as sombras do mal ali se confundem em um perpétuo caos. É o incessante combate entre a paixão e o dever, do qual, quase sempre, a paixão sai vencedora. Antes de tudo, é necessário aprender a controlar nossos pensamentos, a discipliná-los, a imprimir-lhes uma direção precisa, um objetivo nobre e digno.

O controle dos pensamentos leva ao controle dos atos, pois, se uns são bons, os outros o serão, igualmente, e toda a nossa conduta será regulada por um encadeamento harmônico. Ao passo que, se nossos atos são bons e nossos pensamentos são maus, aí só pode haver uma falsa aparência do bem, e continuaremos a carregar em nós um foco malfazejo, cujas influências espalhar-se-ão, cedo ou tarde, em nossa vida.

Espiritismo

Cairbar: — Graças a Deus, meus irmãos! Jesus Cristo permaneça junto a todos, iluminando os corações que se dedicam à grandiosa e nobre tarefa da difusão doutrinária. Sois quais pequenas formigas que, sem aparentarem fortaleza, são fortes; entretanto, sem criarem grandes obras para serem vistas pelos homens, criam colônias importantes, núcleos de difusão doutrinária. Todos somos pertencentes ao grande círculo de divulgadores do estudo cristão e do estudo espírita. Por isso mesmo, todas as forças destes núcleos de luz os envolvem protegendo-os, animando-os, distribuindo recursos espirituais, tornando possível o falar-se de Espiritismo em todos os quadrantes. E com que objetivo juntamo-nos para este projeto: o de falar de Espiritismo? É porque, além de interessados na Doutrina como um todo, estamos situados no campo de ação da linha
de frente. Por isso, falamos por vários meios, através de vários projetos, falamos, como dizíamos, de Espiritismo para toda a humanidade terrena passível de nos ouvir. Os que aqui estão, trabalhadores desta

Doutrina, ligados a este esforço, devem ter no coração sempre a certeza absoluta de que não estão sós e de que este serviço deve prosperar como uma árvore frondosa que sai da sua semente, inicialmente.

Assim são todos. Aparentemente são poucos e pequenos, entretanto trazem dentro de si a força de uma semente de árvore poderosa que é o Evangelho e a Doutrina Espírita. Que Deus a todos ajude, abençoe, ilumine, conduza e proteja, agora e sempre! Graças a Deus! Há alguma dúvida a falar?

E: — Temos enfrentado diversos obstáculos que, por mais que nós saibamos do apoio espiritual, por que eles, às vezes, se dão tão constantemente, tão continuamente? Como fazer para enfrentá-los com segurança, mesmo?

Cairbar: — Os obstáculos fazem parte da vida terrena. Ninguém nada constrói na Terra sem estes obstáculos. Eles representam o que existe de inferior ainda no homem. E quando falo inferior não digo somente falta de amor, digo também falta de conhecimento, porque falta de conhecimento também é uma inferioridade.

A Terra tem mais seres inferiores do que elevados, moderados, equilibrados.(...)




Autor: Cairbar Schutel
Do livro: Cairbar Responde.

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Psicografia

Psicografia
Psicografia
“Se não é dado ao médium ser exclusivamente mecânico, todas as tentativas para obter esse resultado serão infrutíferas, e estaria errado em se crer deserdado por isso; se não está dotado senão da mediunidade intuitiva, é preciso que com ela se contente, e não deixará de propiciar-lhe grandes serviços, se sabe aproveitá-la, e se não a repele.” (O Livro dos Médiuns – Segunda Parte – Cap. XVII.)

A mediunidade mecânica, ou inconsciente, é rara.

De maneira geral, os médiuns de psicografia têm consciência do que escrevem.

A mediunidade consciente confunde-se com a intuição.

A falta de compreensão da mediunidade leva muita gente a desistir do seu exercício. (...)

Se pudéssemos colocar a mediunidade numa equação matemática, teríamos: Pensamento do Espírito manifestante + Pensamento do médium = Mensagem. Evidentemente que tanto no pensamento do Espírito manifestante, quanto no pensamento do médium, existem um sem-número de outros pensamentos interferindo. Um livro ou um autor que o médium tenha lido pode interferir no contexto da mensagem que recebe.

Um diálogo que tenha tido, uma conversa familiar, uma preocupação com determinado assunto e assim por diante. Esperar do médium que ele se subtraia totalmente do meio em que vive é esperar o impossível!

sábado, 25 de novembro de 2017

Atitude Consciente

Atitude Consciente
Atitude Consciente
Meus prezados irmãos, as lutas pelas quais a humanidade passa convocam a todos para uma reflexão e também para uma atitude firme e consciente, diante das agravantes que chegam diariamente.

Não se trata de uma atitude de mão armada, tampouco de violência; trata-se, isso sim, de uma atitude consciente, positiva e energética, para que se combata o mal que existe dentro de nós, modificando-nos desejos, corrigindo-nos sensações e procurando fazer de nós mesmos espíritos do bem.

A cada dia, aprendam a orar; a cada dia, busquem ler uma página doutrinária, dedicando minutos que sejam ao estudo e meditação em torno do seu conteúdo, analisando, depois, a própria vida ante a leitura feita.

Busquem ver se a voz está estridente demais; se os pensamentos estão constantemente negativos; se os gestos têm sido intempestivos e se a palavra dada ao próximo refere-se a si mesmo, em primeiro lugar, ou ainda se o queixume é parte constante da própria vida.

Busquem analisar se as dores que possuem são superlativas e se trazem a marca da angústia.

Busquem ver se as experiências têm produzido efeitos salutares no conhecimento de cada um.

Exemplos, os temos; o que precisamos é dedicar-nos à exemplificação, em nós mesmos, do bem.

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

O Pensamento

O Pensamento
O Pensamento
O pensamento é criador. Assim como o pensamento eterno projeta, ininterruptamente, no Espaço, os germens dos seres e dos mundos, também o do escritor, do orador, do poeta, do artista, faz brotar um incessante florescer de ideias, de obras, de concepções, que vão influenciar, impressionar, para o bem ou para o mal, segundo sua natureza, a imensa multidão humana.

É por isso que a missão dos operários do pensamento é, ao mesmo tempo, grande, perigosa e sagrada. Grande e sagrada, pois o pensamento dissipa as sombras do caminho, resolve os enigmas da vida e traça a rota da Humanidade; é sua chama que aquece as almas e embeleza os desertos da existência.

É, também, perigosa, porque seus efeitos são tão poderosos para a descida quanto para a ascensão.

Cedo ou tarde, todo produto do espírito retorna a seu autor com suas consequências, acarretando para este, segundo o caso, o sofrimento, um apequenar-se, uma privação de liberdade, ou, então, satisfações íntimas, uma dilatação, uma elevação de seu ser.

terça-feira, 21 de novembro de 2017

O Mestre entre os Homens

O Mestre entre os Homens
O Mestre entre os Homens
Pela graça infinita de Deus, paz!

Balthazar, pela graça de Deus.

Meditemos sobre a figura de Jesus. Meditemos um tanto sobre sua passagem pela Terra. Observemos alguns fatos marcantes da trajetória de Jesus neste planeta:

A simplicidade do local de seu nascimento.

Sua posição de humildade e compreensão do Pai.

O amor materno que o sustentou.

Seu crescimento entre o trabalho.

Sua entrada no próprio núcleo do Judaísmo, falando da ideia de Deus, para os chamados “homens sábios” da época.

O divulgar uma doutrina baseada no sentimento do amor ao próximo.

A capacidade de se manter despojado, mesmo sendo um ser superior.

O enfrentamento das forças tenebrosas da ignorância e mesmo do mal.

A certeza do seu fim próximo.

domingo, 19 de novembro de 2017

Médium e Mediunidade

Médium e Mediunidade
Apenas ligeiro símile da vida comum, para salientar a importância da preparação do médium perante a mediunidade.

No parque industrial, o automóvel é um prodígio de técnica.

Peças trabalhadas com esmero. Velocidade calculada. Controle perfeito.

Previsão favorecendo despesas mínimas. Conforto na condução e ganho de tempo.

Dentro da máquina, porém, está o motorista, de cujo bom senso dependem a segurança e a paz dos viajantes.

E se o motorista não protege o carro, não lhe dispensa atenção fora do movimento, se abusa da sua capacidade ou se não respeita as leis do trânsito, por mais haja havido perfeição nas oficinas para construção do veículo, será muito difícil conservar o automóvel ou escapar de riscos graves.

Na mediunidade, o ensinamento é o mesmo, à luz do esclarecimento.

A Doutrina Espírita é um prodígio de orientação e de apoio.

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Programa de Autoiluminação

Programa de Autoiluminação
Programa de Autoiluminação
Assume o compromisso do autoburilamento espiritual e não tergiverses no empreendimento.

Lutarás contra fatores vigorosos de natureza interna, que parecerão conspirar, impedindo-te a promoção dos valores relevantes.

Defrontarás empeços que se avolumarão, dificultando-te a marcha.

Surpreenderás sutis convites e fortes imposições incitando-te à desistência.

Crescerão problemas desafiadores, exaurindo-te os esforços de perseverança, numa conspiração em favor da tua deserção.

Incitar-te-ão ao desânimo e repontarão acusações ferinas em rude agressividade contra os teus propósitos de enobrecimento.

Enquanto não abandonaste a craveira comum dos que se encontravam aturdidos na horizontal dos enganos, não chamavas a atenção.

Nas circunstâncias comuns, confundias-te com a turba iludida quanto às finalidades superiores da vida.

Sentias-te inútil e, de certo modo, não produzias no bem nem para o bem.

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

A Consciência, o Sentido Íntimo

A Consciência, o Sentido Íntimo
Liga-se a alma, em suas profundezas, à grande Alma universal e eterna, da qual ela é uma espécie de vibração. Esta origem, esta participação na natureza divina explicam as necessidades irresistíveis do espírito evoluído: necessidade de infinito, de justiça, de luz, necessidade de sondar todos os mistérios, de saciar a sede nas fontes vivas e inesgotáveis cuja existência ele pressente, mas, não chega a descobrir, no plano de suas vidas terrestres.

Daí, provêm nossas mais altas aspirações, nosso desejo de saber, jamais satisfeito, nosso sentimento do Belo e do Bem; daí, os súbitos lampejos que iluminam, de vez em quando, as trevas da existência, e aqueles pressentimentos, aquela previsão do futuro, clarões fugidios no abismo do tempo, que, às vezes, se acendem para algumas inteligências.

Abaixo da superfície do eu, superfície agitada pelos desejos, pelas esperanças e pelos temores, fica o santuário onde reina a Consciência Integral, calma, pacífica, serena, o princípio da Sabedoria e da Razão, das quais a maioria dos homens só toma conhecimento através de surdas impulsões ou vagos reflexos entrevistos.

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Amar a Deus

Amar a Deus
Amar a Deus
“Essa lei é de todos os tempos e de todos os países e, por isso mesmo, tem um caráter divino.” (Allan Kardec. O Evangelho Segundo o Espiritismo. 5. ed. CELD, 2010. Cap. I, item 2.)


Pela graça infinita de Deus, paz!

Balthazar, pela graça de Deus.

Amar a Deus sobre todas as coisas: eis o mandamento que deve percutir em nossa alma, de maneira clara, forte, tão forte, capaz de marcar o nosso espírito imortal.

O homem que ama a Deus tem um objetivo maior, um objetivo programático, capaz de mostrar-lhe o rumo a ser seguido em sua existência.

Trabalhará, agirá na Terra como todos devem agir; fará o que tiver que fazer, criará família, ajudará à sociedade, mas amará a Deus, sempre, acima de todas as coisas. Este amor ele trará naturalmente para sua vida de relação.

Por conta desse amor a Deus, respeitará o seu próximo. Entenderá a fraqueza do semelhante.

Vivenciará o bem, nunca permitindo que o mal prevaleça em sua vida. Criará seus filhos sempre os preparando para o porvir. Edificará a sua casa na base sólida da crença em Deus.

sábado, 11 de novembro de 2017

Desbravamento Mediúnico

Desbravamento Mediúnico
Desbravamento Mediúnico
Eis o trato de selva, em cujo seio é forçoso rasgar a estrada por via de acesso à civilização.

Reúnem-se engenheiros e articulam-se planos.

Para logo se impõe o desbravamento.

Tratores, picaretas, enxadas, rolos e por vezes, até dinamite são manejados, em benefício da construção, por operários dignos, mas ainda vinculados às vicissitudes humanas.

Depois de pedras e toras removidas; depois do chão batido e acetado, o carro do progresso, na rodovia, pode então transitar livremente.

Aproveitamos o símile para observar a iniciação mediúnica do tipo mais frequente.

No campo da inexperiência humana, surge a pessoa com possibilidades de tarefa mediúnica mais imediata, atendendo-se à necessidade de mais um caminho de intercâmbio com a Espiritualidade Superior.

Reúnem-se Espíritos Benevolentes e Sábios e formam-se projetos.

Impõe-se para logo o desbravamento.

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Sem Retenção Egoística

Sem Retenção Egoística
Sem Retenção Egoística
Proscreve da lavoura dos teus sentimentos o egoístico ignóbil, a fim de poupar-te aflições que podes dispensar.

Mascarando-se, multiface, ele surge e resurge na gleba das tuas aspirações, dominando as tuas paisagens íntimas, produzindo mal-estar e incessante inquietação.

Ama, mas não retenhas, a quem te afeiçoas, nas tenazes fortes dos teus caprichos.

Ninguém pertence a ninguém.

Objetos, valores e posses transitam pelo mundo sob mordomias passageiras, mudando de mãos sob o implacável suceder dos minutos no relógio do tempo.

O egoísmo urdirá manobras hábeis aferrando-te à ganância e à subtração dominadora das coisas, deixando-te iludir na presunção de que és detentor.

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Sentido Oculto dos Evangelhos

Sentido Oculto dos Evangelhos
Sentido Oculto dos Evangelhos
Se as Escrituras fossem em seu conjunto apenas um amontoado de alegorias, uma obra de imaginação, a doutrina de Jesus não se poderia ter mantido através dos séculos no meio de correntes diversas que agitaram a sociedade cristã. Construção sem base, ela se teria desagregado, desfeito sob o sopro dos tempos. No entanto, ela está de pé e domina os séculos, apesar das alterações sofridas, apesar de tudo o que os homens fizeram para desfigurá-la, para afogá-la nas ondas de uma interpretação errônea.

A crença em um mito não seria suficiente para inspirar aos primeiros cristãos o espírito de sacrifício, o heroísmo diante da morte; ela não lhes teria fornecido os meios de fundar uma religião que dura há vinte séculos. Apenas a verdade pode desafiar o tempo e conservar sua força, sua moral, sua grandeza, apesar dos esforços da sapa que procura arruiná-la. Jesus é, indubitavelmente, a pedra angular do Cristianismo, a alma da nova revelação. Ele é toda a sua originalidade.(...)

domingo, 5 de novembro de 2017

Prece e Sentimento

Prece e Sentimento
Prece e Sentimento
“Tende a certeza de que um só desses pensamentos, saído do coração, é mais ouvido pelo vosso Pai Celestial que as longas preces ditas por hábito (...)” (Allan Kardec. O Evangelho Segundo o Espiritismo. Cap. XXVII, item 22. CELD.)


Pela graça infinita de Deus, paz!

Balthazar, pela graça de Deus.

Falando da prece, do apelo que dirigimos a Deus, recordemos que esse apelo será tanto mais forte quanto a nossa intenção, e alcançará resultados tanto mais forem justas as solicitações que fizermos.

Conversando com Deus pela prece, normalmente, solicitamos algumas coisas que podem parecer infantis a uns, desarmônicas a outros, sem razão de ser para outros ainda. Entretanto, só o coração de quem ora é capaz de avaliar o sentimento da sua oração.

Há criaturas que aparentemente solicitam coisas simples, materializadas mesmo, mas que trazem um coração puro, um valor intrínseco em suas palavras e em seu sentimento, e também, quantas vezes, trazem nas suas preces um apelo para que suas necessidades sejam supridas.

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Festim Mediúnico

Festim Mediúnico
Festim Mediúnico
A sessão mediúnica pode ser considerada como oportunidade bendita para um festim, consoante a narrativa do Evangelho (Lucas, cap. IV,v. 12 a 15).


Não tem por objetivo atender os esfaimados, que se vinculam aos organizadores pelos liames da consanguinidade.

É dirigida àqueles que se extraviaram no caminho e padecem fome.

Muitas vezes, quando se lhes abrem as portas, anunciadores da festividade vão convidar os conhecidos, e estes, dominados pela repulsa e vanglória, rechaçam-nos, investindo com violência contra a atividade libertadora.

E, conforme o ensinamento de Jesus, repetem-se as ocorrências em relação aos que vão convidar aqueles que deveriam participar do banquete.

Por fim, quando chega o instante azado para a oferenda do pão, eis que o dono da festa propõe que se convidem os mendigos, os esquecidos, os esfarrapados... E eles chegam, apresentando a patética dos seus padecimentos e a tragédia das suas frustrações.

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Decisão e Vontade

Decisão e Vontade
Decisão e Vontade
Incerteza parece coisa de pouca monta, mas é assunto de importância fundamental no caminho de cada um.

As criaturas entram na instabilidade moral, habituam-se a ela, e passam ao domínio das forças negativas sem perceber.

Dizem-se confiantes pela manhã e acabam indecisas à noite.

Frequentemente rogam em prece:

— Senhor! Eis-me diante de tua vontade!... Mostra-me o que devo fazer!...

E quando o Senhor lhes revela, através das circunstâncias, o quadro de serviço a expressar-se, conforme as necessidades a que se ajustam, exclamam em desconsolo:

— Quem sou eu para realizar semelhante tarefa?

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...