segunda-feira, 23 de abril de 2018

Facilitando o Intercâmbio

Facilitando o Intercâmbio
Facilitando o Intercâmbio
Hoje, do lado de cá, podemos melhor observar a complexidade do trabalho mediúnico.

Os Médiuns julgam que, para a realização do intercâmbio, é preciso apenas orar e esperar que os Espíritos usem suas faculdades...

Pura ilusão!

Na realidade, o intercâmbio se inicia, quase sempre, às vésperas do dia programado, quando o medianeiro já entra em contato com os irmãos selecionados para a tarefa a ser realizada.

Por isso, há necessidade de o Médium, desde essa ocasião, preparar-se através da leitura edificante, da oração e da meditação, elevando seu padrão vibratório, o que facilitará o benefício que será dado pelos Benfeitores aos Espíritos que estão em sofrimento ou desarmonia.

No dia programado para a reunião de socorro, a manutenção desse padrão é essencial, embora reconheçamos seja difícil, por força das atividades estafantes nas grandes cidades.

Entretanto, o Médium responsável, sabendo da transcendência da tarefa, deverá estabelecer os corretos limites para os trabalhos aos quais esteja ligado, sejam domésticos ou profissionais, a fim de que possa assumir a sua condição de enfermeiro, em clima de paz, elevação mental e emocional.

sábado, 21 de abril de 2018

Repara Onde Moras

Repara Onde Moras
Repara Onde Moras
A Terra é precioso domicílio da Lei do Senhor onde cada criatura edifica o plano em que passa a viver.

O usurário sofre na furna da miséria.

O delinquente suporta o desvão do remorso.

O insensato grita no inferno da loucura.

O preguiçoso chora no sótão da necessidade.

O intolerante reside no serpentário da aversão.

O egoísta detém-se no cárcere das trevas.

O rico displicente carrega a cruz da responsabilidade.

O pobre inconformado respira no purgatório da angústia.

O simples de coração cresce no templo da paz.

O semeador do progresso vive ao sol da prosperidade.

O servidor fiel repousa na consciência tranquila.

O amigo do estudo mora no lar do conhecimento.

quinta-feira, 19 de abril de 2018

A Vida Moral

A Vida Moral
A Vida Moral
As doutrinas do nada fazem dessa vida um impasse e chegam, logicamente, ao sensualismo e à desordem. As religiões, fazendo da existência uma obra de salvação pessoal, muito problemática, consideram-na de um ponto de vista egoísta e acanhado.

Com a filosofia dos espíritos, esse ponto de vista muda, a perspectiva se alarga. O que devemos procurar, não é mais a felicidade terrestre, — a felicidade daqui é rara e precária —, é um melhoramento contínuo; e o meio de realizá-la é a observação da moral sob todas as suas formas.

Com um tal ideal, uma sociedade é indestrutível; desafia todas as vicissitudes, todos os acontecimentos. Cresce na infelicidade, encontra na adversidade os meios de se elevar acima de si mesma.

Despojada de ideal, embalada pelos sofismas dos sensualistas, uma sociedade só pode corromper-se e enfraquecer-se; sua fé no progresso, na justiça, apaga-se com sua virilidade; ela não é senão um corpo sem alma e torna-se, fatalmente, a presa dos seus inimigos.

terça-feira, 17 de abril de 2018

Voltarás Amanhã

Voltarás Amanhã
Voltarás Amanhã
Não repouses na gleba de possibilidades que o Divino Amor te confiou ao coração na Terra.

Voltarás amanhã para colher o que hoje semeias.

Ninguém te pede milagres de santidade num dia.

A árvore vigorosa não cresceu de improviso.

A cidade em que renasceste não se levantou de repente.

Tudo se desenvolve, minuto a minuto...

A vida impõe-te “agora” as consequências do “antes”.

Somos hoje no espaço e no tempo, a projeção do que fomos...

Se a dor é a tua mestra constante, agradece-lhe o serviço e aprende a lição. Ela é o recurso invisível com que a Bondade do Senhor te arrebata ao labirinto das sombras de ti mesmo.

Se recebeste alguma facilidade para atravessar, com êxito, a escura região terrestre, não te confies à preguiça ou à vaidade, para que o sofrimento não seja convidado a desintegrar a gelada neblina em que te sepultarás sem perceber.

domingo, 15 de abril de 2018

Espelho Mental

Espelho Mental
Espelho Mental
Os espíritos foram claros ao dizer que o espírito do médium é o intérprete de seus pensamentos.

Sendo intérprete dos pensamentos dos espíritos comunicantes, é natural que a mensagem transmitida contenha algo do médium, assim como o espelho que reflete uma imagem o faça de acordo com as suas possibilidades.

Um espelho embaçado ou partido evidentemente refletirá imagem com tais distorções, embora o objeto refletido se mantenha íntegro.

O espelho mental do médium, portanto, é de fundamental importância no processo das comunicações intelectuais.

Semelhante às águas de um lago, o médium necessita zelar pela sua serenidade mental, para que a mensagem dos espíritos se reflita com a fidelidade possível.

É importante que o medianeiro, principalmente nas horas que antecedem uma reunião mediúnica, se preserve de abalos emocionais, de conversas desgastantes, de leituras exaustivas, de programas televisivos ou radiofônicos.

sexta-feira, 13 de abril de 2018

O Lugar do Paraíso

O Lugar do Paraíso
O Lugar do Paraíso
Para além do mais além, espraia-se o Universo infinito, em todas as direções.

O homem terrestre já mentaliza Vênus e Marte, Júpiter e Saturno, lares pendentes do colo maternal do Sol que nos anima, por territórios atingíveis.

Não nos referiremos em página tão simples à estatística dos milhões de quilômetros que separam os grandes mundos entre si.

Recordemos tão só que a galáxia em que respiramos agora, dentro da qual a nossa Terra pode ser comparada a uma laranja no Oceano Pacífico, dista da galáxia mais próxima centenas de anos-luz.

E, compreendendo-se que um ano-luz representa mais de nove trilhões de quilômetros, já que a luz se projeta com a velocidade de trezentos mil quilômetros por segundo, é fácil imaginar a grandeza da Criação.

quarta-feira, 11 de abril de 2018

O Evangelho..., Livro Libertador

O Evangelho..., Livro Libertador
O Evangelho..., Livro Libertador
“O Cristo foi o iniciador da moral mais pura, mais sublime; da moral evangélico-cristã, que deve renovar o mundo, aproximar os homens e torná-los irmãos (...)” (Allan Kardec, O Evangelho Segundo o Espiritismo, CELD, cap. I, item 9.)


Lembrar O Evangelho... o período de seu lançamento entre os homens encarnados... lembrar sua proposta moralizadora que, diante de tantas lutas e de homens tão deseducados, parece ser um contrassenso, quando não uma perda de tempo...

Jesus, o Mestre condutor de toda a Humanidade, concluiu, entretanto, que era o momento propício para que a sociedade terrena começasse a conhecer, primeiramente, e a estudar tão precioso livro. Isso porque a Humanidade como um todo, embora a sua parcela de homens em sofrimento seja muito grande, está preparada para ouvir-lhe os conceitos de luz inapagável.

segunda-feira, 9 de abril de 2018

Mediunidade e Alienação Mental

Mediunidade e Alienação Mental
Mediunidade e Alienação Mental
Quantos não se resignam com as verdades que a Doutrina Espírita veio descerrar à mente humana, há mais de um século, dizem, inconscientemente, que a mediunidade gera a loucura.

E multiplicam teorias complicadas que lhes justifiquem o modo de pensar, observando-a simplesmente como “estado mórbido”, dando a ideia de especialistas que apenas examinassem os problemas do homem natural através do homem doente.

Considerando-se a mediunidade como percepção peculiar à estrutura psíquica de cada um de nós, encontrá-la-emos, nos mais diversos graus, em todas as criaturas.

À vista disso, podemos situá-la facilmente no campo da personalidade, entre os demais sentidos de que se serve o Espírito a fim de expressar-se e evolver para a vida superior.

Não ignoramos, porém, que os sentidos transviados conduzem fatalmente à deturpação e ao desvario.

sábado, 7 de abril de 2018

Onde estão eles?

Onde estão eles?
Onde estão eles?
O movimento de contradita aos fenômenos mediúnícos de Hydesville, que precederam o lançamento da Doutrina Espírita, através da França, começou nos Estados Unidos, por intermédio de púlpitos e jornais, que se precipitaram, furiosos, contra a ideia da sobrevivência. Entretanto, uma das primeiras refutações organizadas de que se tem notícia partiu de três autoridades da Universidade de Búfalo, na América do Norte, em 1851, que publicaram curioso trabalho, no qual pretendiam demonstrar que os ruídos, em presença das irmãs Fox, eram motivados por estalos das articulações dos joelhos.

Nada conseguiram. Os “raps” e as mesas girantes espalharamse pelo mundo.

Em plena atoarda de prós e contras, erros e acertos, Allan Kardec editou “O Livro dos Espíritos”, em 1857, levantando as bases da Doutrina Espírita, devidamente codificada.

quinta-feira, 5 de abril de 2018

O Pensamento de Léon Denis

O Pensamento de Léon Denis
O Pensamento de Léon Denis
O Espiritismo (...) facilita aos homens a compreensão e a prática da moral do Cristo. (Allan Kardec. O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. XVII, item 4.)

A montanha é meu templo! Ali, sentimo-nos longe das vulgaridades desse mundo, mais perto do céu, mais perto de Deus! (Léon Denis. O Grande Enigma, cap. XIII.)


Tudo na vida é sagrado.

No ir e vir da vida, que a reencarnação propicia, temos um caminho a ser percorrido pelo espírito imortal, que amealha para si as experiências eternas que sobrevivem à morte do corpo físico.

O pensamento, que se exterioriza, percorre, no instante da morte, as experiências vivenciadas. Adentrando o campo espiritual, a mente inicia uma nova fase da sua vida. Tudo o que experimentou, todas as lembranças, todos os sentimentos pelo espírito vividos permanecem com ele, traduzindo a sua personalidade, agora, sem a matéria que lhe enceguecia a visão de espírito. O pensamento reflete no corpo espiritual, que exteriorizará sua natureza íntima.

terça-feira, 3 de abril de 2018

Você e a Reencarnação

Você e a Reencarnação
Você e a Reencarnação
A reencarnação é o retorno da alma à Terra, repetidas vezes, no corpo humano. Somente essa doutrina explica as aparentes injustiças da vida. É a verdade eterna.

Na sucessão dos nascimentos, o homem adquire experiência e conhecimento acerca de si mesmo e do seu destino. Pela reencarnação aprende-se que “o homem colhe aquilo que semeia”.

Toda vida é eterna. A lei da justiça é infalível.

Não há um pensamento, uma palavra ou uma ação que não tenha o seu eco. Para possuir, dê. Você tem de saber disso. O homem cria as causas e a lei cármica ajusta os efeitos. Você tem liberdade de escolher entre o bem e o mal.

Portanto, o melhor esforço está no aperfeiçoamento próprio. É isso que importa, afinal de contas? A instrução é o tesouro da alma. Mas que aproveita o homem possuir um tesouro e não usá-lo em boas ações?

domingo, 1 de abril de 2018

Persiste e Espera

Persiste e Espera
Persiste e Espera
“Toda disciplina, com efeito, no momento não parece ser motivo de alegria, mas de tristeza; ao depois, entretanto, produz fruto pacífico aos que têm sido por ela exercitados, fruto de justiça.” — Hebreus, 12, 5:11.


Evidentemente, toda disciplina é penosa e constrangedora, todavia, para que se lhe ressalte a importância, basta que se observem as consequências da indisciplina na vida de quem vive de forma leviana e irresponsável.

Afirma o apóstolo que os efeitos benéficos da disciplina, muitas vezes, não se fazem sentir de imediato: “ao depois, entretanto, produz fruto pacífico aos que têm sido por ela exercitados...”

A constância em qualquer atividade a que o homem se entregue, mormente àquelas que digam respeito ao espírito, é fator determinante do êxito.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...