segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Mais caridade


Mais caridade
Não digas que a prosperidade material, só por si, afastaria do mundo o ministério da caridade.

Não obstante o progresso tecnológico, que vai descobrindo novos processos de solução aos problemas do Plano Físico, a renovação planetária como que nos exige, na Terra, mais caridade, à vista dos novos necessitados que repontam hoje de todas as procedências.

Deixa que o coração se te enterneça e vê-los-ás sem  dificuldade: os que não se ajustaram aos impactos, por vezes cruéis da evolução e choram inibidos nas retaguardas;

os que se viram obrigados à repentina desvinculação dos entes queridos e sofrem aflitivas sensações de abandono;



os que não puderam compreender a transformação dos familiares, frequentemente chamados a experiências difíceis e se marginalizam em desespero;

os que acreditaram em felicidade sem-deveres e se encarceraram em sombrios cativeiros de espírito;

os que se amedrontaram perante os encargos da vida e se extraviaram no parque dos medicamentos de misericórdia que a Divina Providência reservou aos doentes graves;

os que se isolaram em trincheiras amoedadas, caindo em tédio e desalento;

os que foram entregues, desde o berço, à falsa liberdade, adormecendo em perigosos enganos e despertaram, sem qualquer defesa íntima, nos pesadelos de passadas reencarnações;

os que agonizam com todos os recursos da assistência remunerada, suspirando por algum apoio espiritual que os auxilie para a Grande Mudança;

os que converteram alegria e lazer em remorso e arrependimento;

e aqueles outros muitos que não encontraram o valor da dificuldade e do sofrimento e armam-se contra si próprios, nos labirintos da autodestruição.

Não digas que o progresso possa realizar a supressão da caridade, porque, em qualquer parte do Universo onde se destaque essa ou aquela necessidade da vida, a caridade surgirá sempre por presença de Deus.

Autor: Emmanuel
Do livro: Caminhos de Volta

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...