domingo, 19 de agosto de 2018

A Revelação pela Dor

A Revelação pela Dor
A Revelação pela Dor
A dor e o prazer são as duas formas extremas da sensação. Para suprimir uma ou outra, seria necessário suprimir a sensibilidade. Eles são, portanto, inseparáveis, em princípio, e, ambos, necessários à educação do ser que, em sua evolução, deve esgotar todas as formas ilimitadas de prazer e de dor.

A dor física produz sensações; o sofrimento moral, sentimentos. Mas, assim como o vimos acima, no sensorium íntimo, sensação e sentimento confundem-se e fazem uma coisa só.

O prazer e a dor residem, pois, bem menos nas coisas exteriores do que em nós mesmos. Por isso, é tarefa de cada um de nós, regulando suas sensações, disciplinando seus sentimentos, comandar umas e outros e limitar-lhes os efeitos. Epíteto dizia: “As coisas são apenas o que imaginamos que elas sejam”. Assim, pela vontade, podemos domar, vencer a dor, ou, pelo menos, utilizá-la em nosso proveito, fazer dela um instrumento de elevação.

sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Resignação na Adversidade

Resignação na Adversidade
Resignação na Adversidade
Essas partidas sucessivas de todos aqueles que nos foram caros são outras tantas advertências solenes; arrancam-nos do nosso egoísmo; mostram-nos a puerilidade das nossas preocupações materiais, das nossas ambições terrestres e convidam-nos a nos preparar para essa grande viagem. (...)

A morte dos nossos filhos é também uma fonte de amargos pesares. Um pai, uma mãe não poderiam ver desaparecer, sem dilaceração, o objeto de sua afeição. É nessas horas desoladas que a filosofia dos espíritos é para nós o grande socorro. Às nossas queixas, à nossa dor de ver existências cheias de promessas, logo partidas, ela responde que uma morte prematura é, muitas vezes, um bem para o espírito que se vai e encontra-se livre dos perigos e das seduções da Terra. Essa vida tão curta — inexplicável mistério para nós — tinha sua razão de ser. A alma confiada aos nossos cuidados, às nossas ternuras, aí vinha aperfeiçoar o que tinha sido insuficiente para ela numa encarnação precedente. Nós apenas vemos as coisas do ponto de vista humano, e, daí, vêm nossos erros. A estada dessas crianças, na Terra, ter-nos-á sido útil. Terá feito nascer no nosso coração as santas emoções da paternidade, sentimentos delicados, até então, por nós desconhecidos, que enternecem e tornam-se melhores. Terá formado entre nós e eles laços bastante poderosos para nos prender a esse mundo invisível que nos reunirá a todos. Pois, aí, está a beleza da doutrina dos espíritos. Com ela, esses seres não estão perdidos para nós. Deixam-nos, por um instante, mas estamos destinados a reunirmo-nos de novo.

quarta-feira, 15 de agosto de 2018

Intercâmbio e Mediunidade

Intercâmbio e Mediunidade
Intercâmbio e Mediunidade
Todo intercâmbio sugere cooperação.

Você rogará inutilmente aos Instrutores desencarnados orientação e roteiro para recuperação do patrimônio moral, se não doar porém, de você mesmo, o material indispensável a que a resposta divina chegue aos seus ouvidos das suas solicitações.

Procuremos o campo das imagens simples para expressar com clareza nossas ideias.

Aluno relapso — problema de educação.

Servidor incompetente — distúrbio na máquina administrativa.

Companheiro invigilante — ameaça constante na marcha.

Coração intranquilo — inquietude nos corações alheios.

A madeira que se submete às mãos do operário se adorna de linhas, a fim de preencher a finalidade a que destinam.

O barro submisso — transforma-se em vasilhame útil.

A terra humilde, crestada pelo abandono, deixando-se conduzir, metamorfoseia-se em jardim ou floresta abnegada.

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Materialismo

Materialismo
Materialismo
Para dissipar a sombra do materialismo a espessar-se no espírito humano, é forçoso evitemos a atitude daquelas autoridades da antiga Bizâncio, que discutiam bagatelas, enquanto os inimigos lhes cercavam as portas.

Reconhecendo a impossibilidade de vincular essa anomalia às raízes da ignorância, de vez que o epicurista é, invariavelmente, alguém que se prevalece da cultura intelectual para extrair da existência o máximo de prazer com esquecimento da responsabilidade, interpretemos o materialismo como sendo enfermidade obscura, espécie de neoplasma da mente, a degenerar-lhe os mecanismos.

Da tumoração invisível surge a violência e a crueldade, a desumanidade e o orgulho por metástases perigosas, suscetíveis de criar as piores deformidades no mundo íntimo.

E tanto quanto a ciência médica ainda encontra dificuldades para definir a etiologia do câncer, surpreendemos, de nossa parte, os maiores entraves para explicar a causa de semelhante calamidade, porquanto, sendo a ideia de Deus imanente em todas as leis do Universo, não é compreensível se isole, voluntariamente, a razão da sua origem divina.

sábado, 11 de agosto de 2018

A Lei dos Destinos

A Lei dos Destinos
A Lei dos Destinos
A lei de repercussão dos atos tem, portanto, algo de mecânico, de aparentemente automático. Entretanto, uma vez que ela acarreta duras expia ções, reparações dolorosas, espíritos elevados intervêm, para pautarlhe a execução e acelerar a marcha das almas, no processo evolutivo. A influência deles se faz sentir, sobretudo, na hora da reencarnação, a fim de guiar estas almas em suas escolhas, determinando as condições e os meios favoráveis à cura de suas doenças morais e ao resgate das faltas anteriores.

Sabemos que não há educação completa, sem a dor. Adotando este ponto de vista, devemos evitar ver, nas provas e nos males da Humanidade, a consequência exclusiva dos erros passados. Nem todos os que sofrem são, necessariamente, culpados em processo de expiação. Muitos são simplesmente espíritos ávidos de progresso, que escolheram vidas penosas e laboriosas para colher o benefício moral correspondente a toda pena suportada.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...