quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Requisitos basilares


Requisitos basilares
A circunspecção, o recolhimento, o silêncio interior, são condições precípuas para o homem manter a sintonia com as forças pulsantes do Mundo Espiritual Superior. 

A frivolidade, a excitação, a balbúrdia, são implementos que destroçam o equilíbrio indispensável a que transitem no Mundo Espiritual, na direção do homem, as cargas vitalizadoras da paz e da inspiração de que todos necessitam. 

Necessário compreender-se que a circunspecção decorre de uma atitude refletida, em que a mente repassa as ações, as ideias e as palavras, sopesando-as e medindo-as, a fim de proceder a uma avaliação segura do que se constituem interiormente. 

O recolhimento resulta de uma permanente vigília, através do qual o homem elabora ideias positivas, sabendo rechaçar as perturbadoras que o assaltam como corcel fogoso em campo aberto... 


O silêncio que se deve manter no mundo íntimo é uma consequência natural dos métodos e exercícios aplicados no comportamento mental, nas atividades habituais, quando se envidam esforços para que, durante a reflexão, todas as forças convirjam para o ponto central da concentração. 

Como é natural, o desalinho íntimo bloqueia os registros espirituais, impedindo que sejam coadas as vibrações que dimanam do Alto e que fluem na direção da criatura humana. 

No exercício da mediunidade, o sensitivo deve ser alguém que adquire o hábito de manter o estado de alerta 
íntimo, quando coloca suas forças aos cuidados de Jesus, a fim de se encontrar sempre apto para o ministério, sem as intempestivas mudanças emocionais, que muitas vezes lhe são impostas, a fim de desincumbir-se a contento do labor abraçado. 

Em nosso trabalho, indispensáveis que a circunspecção, o recolhimento e o silêncio interior sejam pilotis de 
equilíbrio sobre os quais possamos colocar as bases para erguer o santuário da caridade, a benefício dos que nos buscam transidos de dor, perturbados em desgoverno, anestesiados na razão, até o posto de socorro em que operamos. 


Autor: João Cléofas
Do Livro: Intercâmbio Mediúnico

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...