terça-feira, 27 de novembro de 2012

Ter e manter


Ter e manter
“Porque ao que tem ser-lhe-á dado; e ao que não tem, até o que tem lhe será tirado.” — Jesus, Marcos, 4:25.
“Não é Deus quem retira àquele que pouco havia recebido, é o seu próprio espírito que, pródigo e indolente, não sabe conservar o que tem e aumentar, fecundando-a, a dádiva caída em seu coração.Aquele que não cultiva o campo que seu pai ganhou com o trabalho, e lhe deixou como herança, vê esse campo cobrir-se de ervas parasitas.É seu pai quem lhe tira as colheitas que ele não quis preparar?” (O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. 18, item 15)



Reflitamos em alguns quadros da vida: a quem se consagra ao serviço, mantendo o trabalho, mais progresso; a quem auxilia o próximo, mantendo a fraternidade, mais recursos; a quem respeita o esforço alheio, mantendo a colaboração em louvor do bem, mais estima; a quem estuda, mantendo a instrução geral, mais cultura; a quem cultiva compreensão, mantendo a concórdia, mais clareza; a quem confunde os outros, mantendo a obscuridade, mais sombra; a quem se queixa, mantendo o azedume, mais desânimo; a quem se irrita, mantendo a agressividade, mais desespero; a quem cria dificuldades, no caminho dos semelhantes, mantendo obstáculos, mais problemas.


Na mesma diretriz, quem se empenha a compromissos, mantendo dívidas novas, mais deveres, e a quem solve obrigações, mantendo novos créditos, mais direitos.

Nós todos, — os espíritos em evolução —, temos algo a planear e realizar, suprimir e aperfeiçoar no mundo de nós mesmos.

A Doutrina Espírita, desenvolvendo o ensinamento do Cristo, demonstra que, em toda parte, nas realidades 
do espírito, daquilo que habitualmente mantemos teremos sempre mais.



Autor: Emmanuel
Do Livro: Livro da Esperança.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...