terça-feira, 28 de maio de 2013

Vidência

Vidência
Vidência

O médium vidente não vê os espíritos quando deseja. 

Para que consiga ver os espíritos, o médium que possui a rara faculdade da clarividência necessita estar num estado de concentração vizinho do transe. 

O vidente vê os espíritos não com os olhos do corpo, mas com os da alma; por isto, mais facilmente poderá enxergá-los com os olhos fechados. 

O fenômeno da clarividência mediúnica, mesmo com os mais desenvolvidos videntes, acontece esporadicamente. 

Cada médium vidente vê a seu modo os quadros da vida espiritual: o médium espírita simplesmente verá homens e mulheres sem o corpo físico, ao passo que o católico verá anjos e demônios... 


Isto comprova que a faculdade da vidência está intimamente associada com os “olhos da mente”. 

Quem enxerga um espírito em estado de semi-materialização não é vidente. 

Quem enxerga um espírito, por exemplo, ao pé da cama, quando em estado de semi-desdobramento provocado pelo sono, também não é vidente. 

O médium clarividente não saberá precisar se as imagens que vê se movimentam no exterior ou na intimidade de seu cérebro.

De todas as faculdades mediúnicas, a vidência é a que mais se deve permitir o desenvolvimento espontâneo.

Quase sempre a vidência está vinculada à clariaudiência: ou seja, o médium que vê os espíritos costuma ouvi- los ao mesmo tempo. 



Autor: Odilon Fernandes
Do Livro: ABC da Mediunidade.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...