sexta-feira, 5 de julho de 2013

A Reencarnação

A Reencarnação
A Reencarnação
O destino não tem outra regra senão a do bem e do mal praticados. Acima de todas as coisas, paira uma grande e poderosa lei, em virtude da qual cada ser vivente, no Universo, só pode gozar de uma situação proporcional a seus méritos. Nossa felicidade, apesar de aparências muitas vezes enganosas, está sempre diretamente relacionada com nossa capacidade para o bem. E esta lei encontra sua completa aplicação nas reencarnações da alma; é ela quem fixa as condições de cada renascimento e traça as grandes linhas de nossos destinos. É por isso que maus parecem ser felizes, enquanto que justos sofrem em excesso. A hora da reparação soou para uns; está próxima para os outros.

Associar nossos atos ao plano divino, agir em conformidade com a Natureza, no sentido da harmonia e para o bem de todos, é preparar nossa elevação, nossa felicidade. Agir em sentido contrário, fomentar a discórdia, estimular os apetites doentios, trabalhar para si mesmo em detrimento dos outros, é espalhar, sobre seu próprio futuro, fermentos de dor; é colocar-se sob o império de influências que retardam nosso adiantamento e nos acorrentam, por longo tempo, aos mundos inferiores.


Eis o que temos que dizer, repetir e fazer penetrar no pensamento, na consciência de todos, a fi m de que o homem tenha um só objetivo: conquistar as forças morais, sem as quais será sempre impotente para melhorar sua condição e a da Humanidade! Difundindo os efeitos da lei de responsabilidade, demonstrando que as consequências de nossos atos recaem sobre nós, através dos tempos, como a pedra lançada ao ar cai de novo no chão, pouco a pouco, conduziremos os homens a conformar seus procedimentos com esta lei, a realizar a ordem, a justiça, a solidariedade no meio social. 



Autor: Léon Denis
Do Livro: O Problema do Ser e do Destino.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...