sexta-feira, 28 de março de 2014

A lógica da Reencarnação

A lógica da reencarnação
A lógica da reencarnação

A reencarnação sempre existiu e em todos os lugares está vivenciada podemos observar na Bíblia várias passagens , você sabia que anjo, varão de vestes resplandecentes, anjo do Senhor, espírito, mensageiro de Deus, significam a mesma coisa? Que foram criados simples e ignorantes e evoluem do átomo ao arcanjo que também já foi átomo? Que em João, 4:1, diz: “Amados, não deis crédito a qualquer espírito, antes, provai os espíritos se são de Deus”, – querendo dizer que existem os espíritos que cumprem a lei de Deus, os quais deveremos lhes dar crédito, e os espíritos que não seguem as leis divinas, a estes não lhes devemos confiar? 

Que logo no primeiro mandamento do Decálogo de Moisés, nos fala da reencarnação? Que  a alteração feita no primeiro mandamento foi para acomodar uma única existência, nas Bíblias mais modernas? Trocando o “NA” por “ATÉ”, ou seja: “...Punirei a aniquidade dos pais nos filhos NA terceira ou quarta geração daqueles que me aborrecem”? Que NA terceira ou quarta geração o ser já pode voltar a habitar um novo corpo físico, reencarnar; enquanto ATÉ, têm-se a ideia de que os pais pagarão pelos seus filhos, o que seria uma verdadeira injustiça de Deus? (OBS.: Na 1ª. e na 2ª. geração – filho e neto, normalmente, o pai ainda está vivo, logo, não pode reencarnar – mas na 3ª. e 4ª. certamente ocorrerá). 

Que o Deus do temor de Moisés, o Deus dos exércitos, o Deus vingativo que tomava partido entre os seus filhos, foi substituído pelo Deus amor, Deus brandura e Deus Pai de misericórdia, Deus de soberana justiça e bondade, pelo amado Mestre Jesus? – “Pai nosso que estais nos céus...” - Que Jesus provou de forma
irrefutável a imortalidade da alma, quando surgiu a Maria Madalena, aos seus discípulos e a mais de quinhentas testemunhas, após a sua crucificação? Que os Judeus acreditavam na reencarnação, embora sem compreendê-la e que isto pode ser observado quando perguntam a Jesus: Quem pecou? foi ele ou foram os seus pais para que nascesse cego? – Já aceitava que o sofrimento estava vinculado a um novo regresso terreno com o corpo físico deficiente? 

Que a reencarnação foi ensinada pelo Mestre Jesus quando diz a Nicodemos que nos é necessário “nascer de novo”, e também quando responde aos discípulos que Elias viria primeiro e que já veio no corpo de João batista? Que os mortos podem falar com os vivos? E que Jesus deixa isto bem claro quando fala com Moisés e Elias no Monte Tabor, quando por ocasião de Sua transfiguração, ambos mortos, a mais de 800 anos? Que a proibição de Moisés de falar com os mortos, foi uma providência acertada, pois que esta ação não deve ser feita para vantagens pessoais e sim para evolução da Humanidade? – Tanto que, ele mesmo, Moisés, demonstra isso quando se materializa, depois de morto, na presença de Pedro, João e Tiago, no Monte Tabor, conversando com Jesus. Você sabia que para a perfeita compreensão da Bíblia, se faz necessário, não só aceitar, mas compreender:


- A Imortalidade da Alma;

- A Reencarnação; e

- A Mediunidade


Construindo assim as TRÊS chaves para abertura do conhecimento não só bíblico, mas de todos os livros sagrados de todas as religiões e iniciações, de todos os tempos?




Autor: Roberto Negrão


Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...