sexta-feira, 18 de abril de 2014

Formação dos mundos

O Universo compreende a infinidade dos mundos que vemos e dos que não vemos, todos os seres animados e inanimados, todos os astros que se movem no Espaço, assim como os fluidos que o preenchem.

37. O Universo foi criado, ou existe de toda a eternidade, como Deus?
“Certamente, ele não se pôde fazer sozinho e, se existisse de toda a eternidade, como Deus, não poderia ser obra de Deus.” A razão nos diz que o Universo não pôde fazer-se a si mesmo e que, não podendo ser a obra do acaso, deve ser a obra de Deus.

38. Como Deus criou o Universo?
“Para me servir de uma expressão corrente: por sua Vontade. Nada caracteriza melhor esta vontade onipotente do que estas belas palavras da Gênese: “Deus disse: Faça-se a luz e a luz foi feita.”

39. Podemos conhecer o modo da formação dos mundos?
“Tudo o que se pode dizer e o que podeis compreender é que os mundos se formam pela condensação da matéria disseminada no Espaço.”

40. Os cometas seriam, como agora se pensa, um início de condensação da matéria e mundos em via de formação?
“Isto está correto; porém, o que é absurdo é acreditar na in-fluência deles. Refiro-me a essa influência que vulgarmente lhes atribuem, pois todos os corpos celestes têm sua parte de influência em certos fenômenos físicos.”

41. Um mundo completamente formado pode desaparecer e a matéria que o compõe disseminar-se de novo no Espaço?
“Sim, Deus renova os mundos, como renova os seres vivos.”

42. Podemos conhecer a duração da formação dos mundos: da Terra, por exemplo?
“Não posso te dizer isto, pois só o Criador o sabe e bem louco seria quem pretendesse sabê-lo, ou conhecer o número de séculos desta formação.”


Autor: Allan Kardec
Do Livro: O Livro dos Espíritos

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...