sábado, 11 de junho de 2016

A Vida Superior

A Vida Superior
A Vida Superior
Qualquer que seja seu estado de adiantamento, o espírito que acaba de deixar a Terra não poderia aspirar a viver indefinidamente dessa vida superior. Sujeito à reencarnação, essa vida é para ele apenas um tempo de repouso, uma compensação devida aos males suportados, uma recompensa oferecida aos seus méritos. Aí, se retempera e se fortifica para as lutas futuras. Mas, no futuro que o aguarda, não encontrará mais as angústias e os cuidados da vida terrestre. O espírito elevado é chamado a renascer em mundos mais bem dotados que o nosso. A escala grandiosa dos mundos comporta inumeráveis graus, dispostos para a ascensão das almas; cada uma delas escala-os, por sua vez.

Nas esferas superiores à Terra, a matéria tem menos império. Os males que engendra atenuam-se à medida que o ser progride e terminam por desaparecer. Aí, o homem não se arrasta penosamente sobre o solo, acabrunhado sob a atmosfera pesada; desloca- se com facilidade. As necessidades corporais aí são quase nulas, e os rudes trabalhos, desconhecidos. A existência, mais longa que a nossa, desenrola-se no estudo, na participação nas obras de uma civilização aperfeiçoada, que tem por base a moral mais pura, o respeito aos direitos de todos, a amizade e a fraternidade. Os horrores da guerra, as epidemias, os flagelos não acontecem mais e os interesses grosseiros, causa de cobiças nesse mundo, não dividem mais os espíritos.


Esses dados sobre as condições de habitabilidade dos mundos são confirmados pela Ciência. Por meio da espectroscopia, ela chegou a analisar seus elementos constitutivos, a calcular seu poder de atração, a pesar sua massa. A Astronomia mostra-nos as estações variando de duração e de intensidade segundo a inclinação dos mundos na sua órbita. Ensina-nos que Saturno tem a densidade da madeira do bordo, Júpiter quase a da água. Sobre Marte, diz-nos, o peso dos corpos é menos da metade do que na Terra. Ora, a organização dos seres vivos, sendo a resultante das forças em ação sobre cada mundo, vemos que variedades de formas decorrem desses fatos, que diferenças podem se produzir nas manifestações da vida sobre inumeráveis terras do Espaço.



Autor: Léon Denis
Do livro: Depois da Morte

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...