domingo, 3 de julho de 2016

Essas outras mediunidades

Essas outras mediunidades
Essas outras mediunidades
Na expansão dos recursos medianímicos que te enriquecem a experiência, sob as diretrizes dos Benfeitores desencarnados, não te despreocupes das faculdades edificantes, suscetíveis de te vincularem à elevação e à melhoria dos companheiros na Terra.

Pronuncias a palavra preciosa que os Emissários da Cultura e da Inteligência te levam à boca, impressionando auditórios atentos. Mas não negues o verbo da tolerância aos que te reclamam indulgência e carinho dentro de casa.

Doutrinas eficientemente os espíritos transviados nas sombras da viciação e do crime, transmitindo conselhos e avisos da Esfera Superior.

Não recuses, porém, a conversação amorosa e paciente aos familiares ainda confinados à ignorância e à perturbação. Escreves a frase escorreita, para entendimento do público, sob a influência de Instrutores domiciliados no Plano Maior. 

Grava, entretanto, no próprio caminho, a sinalização do bom exemplo, induzindo os semelhantes a que nobilitem a própria existência.

Contemplas quadros prodigiosos, através da clarividência, caindo em êxtase ante as alegrias sublimes que observas, por antecipação, na Glória Espiritual. Não olvides, contudo, fitar as chagas dos que padecem, estendendo até eles migalha do teu conforto, por Mensagem de Auxílio.


Escutas vozes comovedoras do Grande Além, delas fazendo narrativas surpreendentes para os que te admiram as incursões no país do inabitual.

Busca, no entanto, ouvir as aflições dos irmãos sofredores, aprendendo a ser útil.

Estendes mãos fraternas no passe balsamizante, em favor dos que te procuram, sedentos de alívio.

Não furtes, porém, os braços prestimosos ao trabalho de cooperação espontânea junto daqueles que o Senhor te confiou na intimidade doméstica.

Atende às faculdades múltiplas pelas quais se evidencie a bondade dos Mensageiros Divinos, mas não desdenhes essas outras mediunidades, tanta vez esquecidas, da renúncia e da paciência, da humildade e do serviço, da prudência e da lealdade, do devotamento e da correção, em que possas mostrar os teus préstimos diante daqueles que te partilham a luta, porque somente assim serás suporte firme da Luz e Chama da própria Luz.



Autor: Emmanuel
Do livro: Seara de Médiuns.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...