terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Médium e Mediunidade

Médium e Mediunidade
Médium e Mediunidade
Pela sua simples condição de médium, o espírita não deve ser tratado com deferência alguma.

O endeusamento e a idolatria a médiuns têm prestado grande desserviço `Doutrina, criando uma espécei de casta sacerdotal, que é um arremedo do que sucede em outros credos religiosos.

Todo médium, por mais amplas lhe sejam as faculdades psíquicas, não passa de mero aprendiz da Verdade.

Mais importante que enxergar e ouvir os desencarnados será auscultar a necessidade dos encarnados e atendê-las em nome do amor que o Cristo nos ensinou.

Nenhuma reunião mediúnica é mais importante que a da evangelização das almas.

Curar corpos perecíveis é tarefa relevante, mas a sua iluminação para a eternidade é de ordem prioritária.


Cultivar a mediunidade sem cultivar o espírito de serviço ao próximo é uma temeridade, porque, quase sempre, significa apenas o cultivo do personalismo.

O Centro Espírita mais bem orientado é o que, a bem dos médiuns que o frequentam, neles incentiva a mediunidade da prática sistemática do Bem aos semelhantes.



Autor: Laurentno Simões
Do livro: Nos Passos de Jesus

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...