quinta-feira, 17 de maio de 2018

Ânimo, sempre!

Ânimo, sempre!
Ânimo, sempre!
Jesus Cristo nos ajude e abençoe, sempre!

Quantas vezes, encontramos dificuldades enormes em nossa jornada e, por conta dessas dificuldades, cansamo-nos, ameaçando desistir das tarefas que temos por realizar, alegando pretextos vários, sendo que a maior parte deles refere-se ao cansaço natural de quem trabalha, de quem está propenso a caminhar na direção do bem.

Geralmente, o cansaço deve-se ao fato de que ainda não conseguimos em nós mesmos colocar uma fonte de energia que não cesse de agir sobre nós. Ocorre também porque, na maior parte das vezes, nos falta uma força inquebrantável, que é a única força que nos fará seguir adiante, a despeito de qualquer problema.

Alegamos que é o cansaço, que é um desastre qualquer, quando, na verdade, é a falta de energia interna, a ausência de força inquebrantável, fazendo com que, de início, nos sintamos cansados.

Depois, alegamos que já devemos ter direito a diminuir o ritmo de trabalho e, finalmente, queremos mesmo é parar. Irmãos, alertemo-nos individualmente sobre essa posição mental.


Quase sempre, o homem está na Terra para dar passos na direção do progresso. Todas as vezes que há um desestímulo ou que há uma manifestação de fraqueza interna, o sinal de alerta é no sentido de nos chamar a atenção para que movimentemos forças internas capazes de superar problemas. Ainda que às vezes o cansaço nos acometa; ainda que às vezes as dificuldades surjam, cabe não desistir, mas sim descobrir meios que facilitem o desenvolvimento correto do que devemos fazer.

Estimulando-nos à vitória do bem, Jesus Cristo é o Mestre incansável e a bondade dele é a força que nos supre de energias sempre.

Que ele, Jesus, nos alerte para as nossas fraquezas internas e que a vontade que temos dentro de nós cumpra o restante do papel de nos alertar para a necessidade de nunca esmorecer!

Que Deus e que Jesus Cristo lembrem a todos aqueles que estão dispostos a desistir: E se no dia em que reencarnaram os seus guias desistissem de implantá-los no local adequado para renascerem?!...

Que se lembrem de seus professores: se estes desistissem de lhes dar aulas?...

E se seus pais desistissem de educá-los?...

E a vida, se esta desistisse de ajudá-los a viver sempre na direção do mais Alto?...

Que Deus a todos nós ajude, nos dê força e ânimo, para seguirmos sempre em frente!

Graças a Deus!

O abraço do Hermann para todos os corações presentes.

Muita paz!



Autor: Hermann
Do livro: Palavras do Coração, vol. 3.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...