segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Lei do Progresso

Lei do Progresso
Lei do Progresso
É um grande espetáculo a luta do espírito contra a matéria; luta pela conquista do globo; luta contra os elementos, os flagelos; contra a miséria, a dor e a morte. Por toda a parte, a matéria se opõe à manifestação do pensamento. No domínio da Arte, é a pedra que resiste ao cinzel do escultor. Na Ciência, é o impalpável, o infinitamente pequeno que foge à observação. No aspecto social, como no pessoal, são inumeráveis os obstáculos, as necessidades, as epidemias, as catástrofes! E, no entanto, diante das potências cegas que o pressionam e o ameaçam de toda parte, o homem se ergue, frágil ser; como único recurso, tem apenas sua vontade. E, com auxílio deste recurso único, através dos tempos, a luta áspera prossegue, sem trégua, sem misericórdia. Enfim, um dia, graças à vontade humana, a potência formidável é vencida, subjugada. O homem quis e a matéria submeteu-se.

A seu comando, os elementos inimigos, a água e o fogo, uniram-se, ameaçadores, e trabalharam para ele.

É a lei do esforço, lei suprema, pela qual o ser se afirma, triunfa e cresce. É a magnífica epopeia da História, luta exterior de que o mundo está pleno. A luta interior não é menos comovente. A cada
novo renascimento, o espírito terá de confeccionar, amoldar o novo invólucro material que vai servir-lhe de morada, fazer dele um instrumento capaz de traduzir, de exprimir as concepções de seu gênio. Com muita frequência, o instrumento resiste e o pensamento, desencorajado, fecha-se em si mesmo, impotente para aprimorar, para soerguer este fardo pesado que o sufoca e aniquila. Entretanto, pelo esforço acumulado, pela persistência dos pensamentos e dos desejos, apesar das decepções, das derrotas, através das existências renovadas, a alma consegue desenvolver suas elevadas faculdades.

Há, em nós, uma surda aspiração, uma energia íntima, misteriosa, que nos conduz às alturas, faz-nos tender às destinações sempre mais altas, impulsiona-nos para frente, em direção ao belo e ao bem. É a lei do Progresso, a evolução eterna que guia a Humanidade através dos tempos e nos estimula, a todos nós, pois a Humanidade são as mesmas almas que, de século em século, voltam, em novos corpos, para continuar seu trabalho de aperfeiçoamento, até que estejam maduras para mundos melhores. A história de uma alma em nada difere da Humanidade; só a escala difere, a escala de proporções.



Autor: Léon Denis
Do livro: O Problema do Ser e do Destino

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...