terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Reflexão em Torno da Mediunidade

Reflexão em Torno da Mediunidade
Reflexão em Torno da Mediunidade
Estudamos, também nós, no Plano Espiritual, os complexos mecanismos da Mediunidade e já vos ditamos, em outras ocasiões, observações a respeito do assunto.

Dissemos, então, que a ele voltaríamos para observarmos outros aspectos de interesse para a realização das tarefas mediúnicas, sempre tão importantes e às quais as Casas Espíritas bem orientadas se dedicam.

Hoje gostaríamos de refletir sobre a Seriedade do Médium.

Médium sério não é aquele que não sorri, mantendo a fisionomia permanentemente fechada numa atitude de formal superioridade ante às puerilidades da vida, mas será médium o que aprende a sorrir diante dessas mesmas puerilidades, dando-lhes o real valor, porque elas também ajudam a viver.

Um programa saudável em contato com a Natureza, sentir o calor do Sol, a brisa refrescante, a água revigorante do mar; correr com uma criança, sorrir gostosamente de uma observação inteligente, assistir a um bom filme que traga uma mensagem de esperança na vida são coisas pueris, mas que relaxam a mente e o corpo das tensões que o dia a dia cria para todos.

O médium sério será, então, aquele que sorri alegre e sabe, no momento justo, valorizar a tarefa que
lhe cabe, cumprindo-a seriamente, obediente às disciplinas que ela impõe.

Médium sério é aquele que não troca o momento do trabalho pelo lazer, por mais atraente que este se lhe apresente, considerando a importância de sua presença nos horários determinados, quando os irmãos em sofrimento o aguardam.

Seriedade no serviço é não deixar que ele seja permeado por interesses outros que não o de torná-lo em padrão que se erga como referencial para a casa onde seja realizado; será não deixar que as facilidades costumeiras o desviem dos objetivos elevados, embora difíceis, aos quais ele se propõe alcançar.

Seriedade, na tarefa a ser realizada, reclama consciência esclarecida e coração fiel, traduzindo sempre autoridade para quem o realiza.

Alegria no trabalho sério ou trabalho sério realizado com alegria dão a dimensão da responsabilidade do médium que se propõe a trabalhar sem transformar o trabalho com Jesus em um fardo, carregado entre queixas e suspiros de sacrifício.

“Regozijai-vos sempre”, recomenda Paulo, lembrando-nos decerto que trabalhar nas fileiras do Cristo é uma honra que deve alegrar nosso coração, e que as alegrias nos serviços de hoje são as premissas das que nos aguardam no Reino de Deus.



Autor: Aurélio
Do Livro: Aos Médiuns, com Carinho.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...