sexta-feira, 17 de abril de 2015

O Evangelho..., Livro Libertador

O Evangelho..., Livro Libertador
O Evangelho..., Livro Libertador
“O Cristo foi o iniciador da moral mais pura, mais sublime; da moral evangélico-cristã, que deve renovar o mundo, aproximar os homens e torná-los irmãos (...)” (Allan Kardec. O Evangelho Segundo o Espiritismo. CELD, cap. I, item 9.)



Lembrar O Evangelho... o período de seu lançamento entre os homens encarnados... lembrar sua proposta moralizadora que, diante de tantas lutas e de homens tão deseducados, parece ser um contrassenso, quando não uma perda de tempo...

Jesus, o Mestre condutor de toda a Humanidade, concluiu, entretanto, que era o momento propício para que a sociedade terrena começasse a conhecer, primeiramente, e a estudar tão precioso livro.

Isso porque a Humanidade como um todo, embora a sua parcela de homens em sofrimento seja muito grande, está preparada para ouvir-lhe os conceitos de luz inapagável.

Ora, e o que é que O Evangelho... nos traz de novo? Aparentemente, nada. Moralmente, tudo, porque
cada indivíduo, em cada época, o lê de acordo com suas necessidades morais e espirituais, descobrindo um brilho novo e uma mensagem suficiente para o seu coração necessitado.

Por isso, O Evangelho... é o livro de cabeceira de tantos milhares de homens e mulheres e, cumprindo o seu papel educativo, mostra o quanto precisamos dele e o quanto nos faz falta quando não o temos às mãos, nas horas de nossas necessidades.

Se o compulsarmos cotidianamente, veremos uma mensagem a cada dia, pois que seus parágrafos inúmeros nos induzem a pensar, a meditar, a concluir e a agir de modo equilibrado.

Ora, meus irmãos, lembrando esta data natalícia, mais uma de O Evangelho..., poderíamos dizer que estamos lembrando a data de um benigno instrutor das nossas almas, que nos ajuda, nos conforta e nos consola, mas, acima de tudo, nos orienta.

Instrumento de pacificação, mantém os homens sob sua guarda.

Veículo de educação, indica caminhos para os seres encarnados ou desencarnados.

Elemento de equilíbrio, transforma seres irascíveis em seres amorosos.

Cada vez que nele repousamos nossa mente, através das ideias que precisamos cultivar, vemos que O Evangelho... é também um instrutor de sempre.

Assim, hoje, em que esta Casa recorda tão gratificante data para a Humanidade terrena, associemo-nos a essa equipe de espíritos que, generosa e bondosa, nos trouxe este precioso livro libertador.

Que possamos, durante muito tempo ainda, contar com essas oportunidades de estudo, e que tenhamos “olhos de ver”, para acompanhar-lhe os ensinamentos propostos!

Que Deus e Jesus permitam, igualmente, que este livro se espalhe por toda esta terra abençoada do Brasil! Quiçá também possa alcançar o mundo!

Que todos os que aqui estamos sintamos a força, a beleza e a grandeza dos ensinos ali contidos! Graças a Deus!

Que Deus abençoe a todos, iluminando-os!



Autor: Antônio de Aquino
Do livro: Inspirações do Amor Único de Deus. vol. 3.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...