sábado, 17 de outubro de 2015

Gratidão a Deus

Gratidão a Deus
Gratidão a Deus
“(...) deixai a Deus o encargo de toda a justiça, porquanto, no seu reino, a cada dia ele separa o joio do grão de trigo.” (Allan Kardec, O Evangelho Segundo o Espiritismo, 3.ed. CELD. Cap. XI, item 12.)

Que Jesus Cristo esteja com todos vocês, agora e sempre!

Após os estudos, o trabalho do passe, o serviço de consolidação da saúde dos doentes, resta-nos lembrar das bênçãos que, bondosamente, Jesus distribui para todos nós que estamos aqui. Meditemos, caros fi lhos, meditemos...

Pelo simples fato de nos movimentarmos, sairmos de nossas casas, de nossas obrigações e virmos para um ponto onde, em prece, podemos pedir a Deus que nos abençoe, Deus nos respondeu dando-nos forças e ensinando-nos caminhos novos, movimentando energias do pensamento, do sentimento, da pacificação. Fez-nos encontrar amigos que estão presentes nas salas ou fez-nos sentir que estamos entre amigos; libertou-nos o coração de algumas marcas: dor moral, sofrimento, ódio; aliviou-nos das angústias; ensinou-nos a caminhar para a frente. Enfim, fortaleceu decisões tomadas no sentido do bem.


Quanto aos conhecimentos, aumentou o nosso potencial de julgar os fatos, e é sabido que, quanto melhor sabemos julgar, menos mal fazemos à humanidade, porque temos o conhecimento.

Por nos ter dado saúde física, permitiu-nos que tivéssemos maior capacidade de realizações, e o Evangelho, sendo sempre pacificador, equilibrou-nos das ansiedades, tornou-nos pensativos, moderados; enfim, libertou-nos.

O Senhor fez mais ainda. Confiante em nossa capacidade de pensar e de buscar o discernimento, deu-nos o estudo como base de tudo; não apenas nos ensinou, mas mandou-nos estudar. Trouxe-nos livros em que, se formos capazes de os ler, encontraremos mais e mais ensinamentos. Finalmente, ensinou-nos a despedirmo-
nos uns dos outros, através da oração.

Podemos asseverar que este Senhor é muito bom para todos nós. Só nos resta agradecer a Ele e dizer: “Obrigado, Senhor, por tudo quanto nos dás. Pacifica-nos, Senhor, para que possamos entender tudo aquilo que nos estás oferecendo. Ensina-nos a ser agradecidos, Senhor, para que a ingratidão não nos faça cometer injustiças com os amigos. Abençoa-nos, Senhor, para que tenhamos paz. Perdoa-nos sempre e permite, Senhor, que possamos estar juntos nesta casa, outras vezes, na continuidade das bênçãos que tens dado a todos nós, para que levemos para as nossas casas também um pouco dessas bênçãos e as distribuamos entre aqueles que convivem conosco. E Senhor, se falharmos, permite que possamos repetir todas as lições outra vez, porque temos certeza, Senhor, de que estarás conosco agora e sempre”.

É assim, meus irmãos, que nós devemos ser gratos ao Senhor da Vida e à nossa Casa Espírita.

Paz para todos vocês!

O abraço amigo do Hermann para todos os corações presentes. Graças a Deus!


Autor: Hermann
Do livro: Palavras do Coração, vol. 3.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...