quarta-feira, 20 de abril de 2016

A Personalidade Integral

A Personalidade Integral
A Personalidade Integral
O espírito deve ser cultivado assim como a terra; toda riqueza futura depende do trabalho presente, e mais do que bens terrestres ele vos dará a gloriosa elevação. (Allan Kardec. O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. XI, item 8, último parágrafo.)

Há em nós uma espécie de reservatório de águas subterrâneas, de onde, em certas horas, jorra e sobe à superfície uma corrente rápida e efervescente. (Léon Denis. O Problema do Ser e do Destino, cap. 4.)


Homem, és fruto de tuas experiências milenares. Trabalhador de ti mesmo, deves aprender a lutar pelo teu progresso; pela tua divinização.

Ora. Pede a Jesus, tua sublime meta, teu divino alvo, que te ampare o forte desejo de caminhar para o fim de ti mesmo: tua evolução.

Evoluirás através do conhecimento das verdades humanas, primeiramente, vindo a seguir o aprendizado das coisas divinas; mas para que isso aconteça, realmente, precisas conhecer-te.


Tu mesmo és alguém que precisa ser conhecido: precisas mostrar-te ao próximo, nas caminhadas da evolução; deves saber quem és, o que fizeste nas vidas passadas; deves preparar-te para o teu futuro; sobretudo, deves dar muita atenção ao teu presente. Se és fruto do passado e se te lanças ao futuro, não deves esquecer que és terra de semeadura. Assim, escolhe tu mesmo as sementes boas que plantarás no teu espírito. E para esse plantio, pensa. Escolhe as sementes de elevação. Escolhe os ensinos de Deus, na forma de livros que te iniciem no conhecimento dos planos superiores, para saberes qual será o teu destino.

No aprendizado das coisas humanas, determina-te a somente receber o que te servir à elevação, ao saber que instrui e transforma melhor aquilo que já és.

Pensa e segue adiante. E se, nesse processo de caminhada, sentires o peso dos erros passados ou das faltas presentes, não te detenhas: prossegue mesmo assim. Faltas são obstáculos ao progresso, mas não nos podem fixar no chão.

És um itinerante do progresso. Segue. Saberás quem és, realmente, quando observares o fruto de tuas realizações. Pensa. Analisa-te e, sobretudo, segue sempre adiante. Não há falta que nos acorrente definitivamente ao erro cometido. Há, sempre, da parte de Jesus, o convite: Vem!

Sigamo-lo, como medida forte e poderosa de encaminhamento para o plano de progresso infinito. Jamais, nessa jornada, te esqueças de que és de Deus, e para Ele deves te encaminhar.



Autor: Luís
Do livro: Em Torno de Léon Denis.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...