sexta-feira, 1 de abril de 2016

Apoio ao Encarnante

Apoio ao Encarnante
Apoio ao Encarnante
“O Espírito sabe que reencarnará, como o homem sabe que morrerá; porém, como este, disso só tem consciência no último momento, quando chega o tempo apropriado; então, neste instante supremo, a perturbação se apodera dele, como no homem que está em agonia, e essa perturbação persiste até que a nova existência esteja nitidamente constituída.” (Allan Kardec, O Livro dos Espíritos, 2.ed. CELD. Questão 340, comentário.)

Quando o coração do espírito, no mundo dos espíritos, sente que está na hora do retorno, inicia-se um processo de angústia muito grande, tornando-se, o decorrer do processo reencarnatório, uma situação de muita tristeza por parte daqueles que retornam.

Refiro-me, evidentemente, aos que retornam com vistas ao pagamento de dívidas, ou àqueles que são conduzidos compulsoriamente para uma vida de lutas e sofrimentos.

A angústia decorrente da expectativa faz com que o espírito se amedronte, e um grande esforço por parte de seus amigos faz-se necessário, estimulando-o à resistência. Nesse estímulo à resistência, desenvolve-se uma verdadeira batalha para que não haja medo e não haja nenhuma atitude que prejudique o retorno daquele ser.


É muito comum chamarem-se antigos companheiros para ajudar ao reencarnante. É muito comum chamarem-se pessoas que já estejam encarnadas para irem até o plano espiritual mostrar-se ao espírito reencarnante, como quem diz: “Ah! você vai voltar para o ambiente em que eu estou! Tenha paz!” É muito comum, enfim, movimentarem-se forças estimulantes; mas ai daquele que não tem com quem contar! Ai daquele que não conta com ninguém para auxiliá-lo! Tristes seres aqueles que, por força de seus erros, renascem em lares não amigos, em lares de dor e sofrimento ou de abandono! Para esses, o processo reencarnatório, realmente, é de um grande pavor.

Por tudo isso, aqueles que, na Terra, estão com o conhecimento doutrinário se ampliando dia a dia, aqueles que diariamente oram e leem páginas dos livros espíritas, todos, enfim, que se importam com o ser humano devem estimular as grávidas, as crianças recém nascidas, os pequenos, como que dizendo a todos eles: “Tenham paz! Lutem! Tenham paciência! Vocês voltaram por força das lutas por que precisam passar.”

A tarefa de todos aqueles que lidam com os reencarnantes é muito importante: a de professores, médicos, pediatras, a de pessoas que cuidam de creches ou até mesmo a daquelas que apenas afagam a cabeça de uma criança. Cada palavra, cada gesto, cada demonstração de apoio para tais espíritos é como se fosse uma verdadeira manifestação de ânimo.

É por isto, meus irmãos, que nós estudamos muito a Doutrina Espírita: para compreender todas as múltiplas dificuldades que o espírito tem. Essa compreensão cabe àqueles que já estão seguros, tranquilos na caminhada da reencarnação, como que tendo passado a fase do medo, e estão apenas na fase demonstrativa da fé em Deus ou do trabalho no bem.

Por isso, instigamos vocês a estimular também as crianças. Que Deus ajude àqueles que podem fazer isso! Que Deus ampare a todos os espíritas, para compreenderem o papel importante do retorno espiritual! Que o grupo de trabalho de apoio à valorização da vida, à gravidez, continue nas suas tarefas, recordando que esta é uma das fases mais importantes para o espírito: a fase do retorno. É a fase que mais pede consistência doutrinária, bem como apoio.

Muita paz, meus irmãos! Que Jesus Cristo esteja com todos vocês!

O abraço do Hermann para todos os corações.



Autor: Hermann
Do livro: Palavras do Coração, vol. 3.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...