segunda-feira, 23 de maio de 2016

Infância

Infância
Infância
“Quem acolher em meu nome uma criança é a mim que acolhe. “ Jesus (Marcos — 9:36).

Irmãos queridos,

Socorramos a infância desprotegida, abandonada, infelicitada pela indiferença daqueles que deveriam trabalhar em seu favor — pais, educadores, psicólogos…

Esse é o período mais importante para o Espírito renascente e, no momento atual, está sendo negligenciado.

Portanto, ninguém se espante se, nos dias futuros, a situação da sociedade se mostrar mais grave do que atualmente.

Devotem-se os mais esclarecidos a campanhas educativas; organizem-se os mais despertos, para construir algo que se erga como fonte de socorro real.

Empenhem-se todos em modificar as estruturas arcaicas do ensino sem, no entanto, substituí-las pelas ideias excessivamente modernas, que levam os pais e educadores a confundir respeito ao ser, com entrega total do ser aos seus instintos.


Educar não é coibir, mas esclarecer e vigiar.

Imaginemos alguém caminhando rumo ao precipício, que sabemos situado ao fim da estrada. Devidamente esclarecida sobre o perigo, a pessoa, no entanto, reluta em atender ao aviso e diz eu quero seguir mesmo assim. Não poderíamos ir contra seu querer; estaríamos, porém, vigilantes para impedir, a tempo, a sua queda e, se esta viesse a ocorrer, não nos furtaríamos a pedir socorro para resgatá-la.

Pois bem! A infância está nesse caminho, sendo os pais e educadores que teimam em não ouvir a advertência.

É preciso que os mais esclarecidos sejam firmes e façam ouvir a sua voz.

Existe uma certa tibieza generalizada, um certo medo, por parte dos que falam, de serem apontados como os profetas da catástrofe.

Todavia, é preciso lembrar, que foi o abandono dos valores morais que destruiu o Império Romano, e é a falta de firmeza nos propósitos do Bem e na defesa daqueles valores que estão destruindo a infância de hoje.

As Casas Espíritas, e as demais Casas Religiosas, se preocupam em orientar os pequeninos e os adolescentes, isso sendo extremamente valioso. Contudo, é preciso que, paralelamente, preocupem-se em doutrinar, com firmeza, os pais, chamando-os à realidade que eles se recusam a ver, pois os mesmos desejam que os filhos escolham livremente os caminhos da fé, esquecendo, porém, que as sombras possuem o mesmo período de tempo para arrancá-los do Bem e jogá-los no Mal.

Por outro lado, é necessário que o programa que se organize para a orientação da infância e da juventude seja ligado à realidade do dia a dia. Há sempre situações a serem esclarecidas à luz do Evangelho. Aí estão os jornais, as revistas e os livros, revelando a face atual da sociedade. É imprescindível que essas situações sejam analisadas, levando os jovens a refletir com base na palavra do Cristo: Não fazer aos outros aquilo que não queremos que nos façam.

Perdoem-me, se pareço demasiadamente severa, mas nos entristecemos quando vemos espíritos que na reencarnação tentam recuperar o tempo perdido, a se movimentarem com tantas dificuldades que poderiam ser evitadas, se a sociedade, a expressar-se pelos pais e educadores, valorizassem a sua presença no lar e a sua luta para alcançarem suas vitórias espirituais, pois que, para isso, voltaram às lides terrenas.

Muitas vezes, libertos pelo sono, esses espíritos nos pedem socorro, um socorro difícil de ser dado, porquanto nos lares, os que os assumiram mostram-se impermeáveis às nossas sugestões, enquanto que, nas casas religiosas, o ensino está mais voltado para a teoria do que para a prática, colocando a salvação em procedimentos puramente exteriores.

Falando das Casas Espíritas, observamos que em muitas ensina-se o processo da reencarnação, mas, de um modo geral, esquecem-se de ensinar o que fazer dela, isto é, como deve o seu tempo ser aproveitado para que o Espírito consiga se elevar um degrau acima!

Reflitamos, queridos! Imensa é a nossa responsabilidade, pois todos nós estamos empenhados em transformar a Terra em um mundo de Luz. Agradecida pela oportunidade e muita paz para todos — é o que deseja a irmã,


Autora: Ruth Santanna
Do livro: Evangelho e Vida

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...