terça-feira, 29 de novembro de 2016

Objetivos do Intercâmbio Espiritual

Objetivos do Intercâmbio Espiritual
Objetivos do Intercâmbio Espiritual
Qual o objetivo do intercâmbio dos Espíritos desencarnados com os encarnados? Esse intercâmbio se constitui em missão para ambos?

O objetivo desse milenar intercâmbio, sempre foi e será, o de confirmar a imortalidade da alma e trazer a certeza de quão transitória é a vida na Terra.

O conhecimento e a aceitação dessas verdades, naturalmente já teriam libertado o homem de tudo que lhe satisfaz o orgulho e a vaidade, expressas na ambição das riquezas, nas lutas pelo poder, na conquista de autoridade...

Infelizmente, o silêncio obrigatório, mantido a esse respeito, por força de interesses imediatistas, obstruiu o caminho natural que a Humanidade percorreria dentro do tempo, impedindo-a de alcançar um maior progresso espiritual, porquanto o homem foi dominado pela dúvida quanto ao seu futuro, pelo medo da morte e o apego demasiado à vida física.

O advento da Doutrina Espírita representou, para a alma humana, a abertura de um novo canal pelo qual a água-viva do conhe cimento espiritual voltou a fluir.

Intensificou-se o intercâmbio, trazendo perspectivas novas para o Espírito humano, tendo em vista que a interação entre os dois mundos objetiva, igualmente, trazer a mensagem da renovação interior do Espírito imortal, a fim de que, desde já, possa ele propiciar ao mundo onde habita, um clima de felicidade, antecipando sua felicidade futura.


Por outro lado, o trabalho do médium ajuda aos que jazem perturbados no plano espiritual, porque, enquanto na Terra estavam, nada lhes foi dito sobre a continuidade da vida.

Assim sendo, tendo ouvido falar de um céu que não encontraram ou de um inferno que só identificaram em suas consciências culpadas, não entendendo, portanto, o que lhes escapa à razão, esses irmãos necessitam ouvir uma voz amiga na palavra articulada dos que deles se apiedam, emprestando-lhes os recursos de que sentem falta, a fim de se encontrarem com eles mesmos e com as verdades até então ignoradas.

Por isso, enquanto encarnado, o homem se renova através do ensino dos Espíritos desencarnados e, ao voltar ao mundo espiritual, renova-se, igualmente, pelos ensinamentos que lhe oferecem os que ainda labutam na Terra, funcionando a mediunidade, em ambos os casos, como a via iluminada por onde transita a Verdade que liberta.

Desse modo, o ideal de renovação da Humanidade se torna um só, integrados que ficam os dois planos na busca de um só resultado — o aperfeiçoamento do Espírito imortal.

É por isso que o médium que não assume a sua responsabilidade integral, buscando o seu aperfeiçoamento interior e ajudando na renovação dos Espíritos que dele se aproximam, falta com a caridade com ele mesmo e para com a Humanidade sofredora e aflita.

Quando vos colocardes na posição de medianeiros, lembrai-vos da grande responsabilidade que assumistes!

Aprestai-vos ao trabalho com Jesus, aprimorando os vossos sentimentos, clareando os vossos pensamentos, para que, ao orardes, vossas preces se transformem em vibrações harmoniosas atingindo realmente os que sofrem; quando falardes, que a vossa palavra seja o farol da Esperança e da Fé; quando escreverdes, que vossas páginas sejam de alento e consolação, a fim de que a vossa mediunidade seja como uma ponte de luz onde se encontrem os que buscam e os que oferecem a paz; os que buscam e os que doam amor numa integração perfeita.

Só assim, a mediunidade cumprirá os seus mais altos objetivos e o médium será aquele obreiro abençoado, que recebendo os talentos das mãos do seu Senhor, conseguirá multiplicá-los, ganhando a sua irrestrita confiança.

Abençoai a vossa mediunidade!

E todos os Espíritos de Luz que, por meio dela, ajudam a clarear as estradas do mundo, repitam aos vossos ouvidos atentos:

“Brilhe a vossa luz diante dos Homens!...”



Autor: Aurélio
Do livro: Aos Médiuns com Carinho

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...