terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Sementes

Sementes
Sementes
“Cultivai essa árvore da vida, cujos frutos dão a vida eterna.” (Allan Kardec, O Evangelho Segundo o Espiritismo. Cap. 18, it. 16, 4o§, CELD.)

Perguntas, muitas vezes, alma irmã: como ajudar em meio a trevas, como ajudar em meio a sofrimentos, como ajudar em meio à dor, como ajudar em meio à tempestade?

Diríamos que o serviço no bem é assim como se fosse uma semente pequenina. Esta semente passa pela mão do lavrador; ele a coloca na terra e ela a trata, ele a faz crescer, ele a faz produzir, mas quando ela produz..., quando ela produz... ah! como as pessoas dela aproveitam!

Ninguém se lembrará, é certo, da pequenina semente, mas todos verão e aproveitarão dos frutos.

Os frutos, como são importantes esses frutos! Tiram a sede, tiram a fome, embelezam os olhos.

Assim o nosso trabalho no bem: ele tem que trazer a tranquilidade para as pessoas que o veem; tem que trazer a água que dessedenta e tem que alimentar, também...


Nós, os que estamos trabalhando em nome do Divino Agricultor, nós, os que estamos vivendo em nome do Divino Agricultor, os que estamos com um mandato em nome do Divino Agricultor, nós continuamos a ser as sementes, mais e mais sementes.

Plantar para colher, embelezar para agradar, para transmitir segurança. Embelezar, plantar para alimentar...

Assim, queridos irmãos, sejam as sementes pequeninas que hão de brotar. E trabalhem, trabalhem muito para que, dessas semeaduras e para que desses frutos,alguns, talvez alguns poucos apenas, sirvam para fazer nascer novas árvores que deem por sua vez novos frutos...

Deus fi que com todos, pequeninas sementes, mas tão poderosas, que continuam, hoje, a trazer sombra, água, cor, alimento.

Sementes pequeninas..., Deus abençoe a todas.

Muita paz para vocês!

Que Deus nos sustente o ânimo.

Paz!


Autor: Emmanuel
Do livro: Focos de Luz

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...