domingo, 27 de maio de 2018

O Homem, ser psíquico

O Homem, ser psíquico
O Homem, ser psíquico
O homem, nós o vimos, é um ser complexo. Três elementos nele se combinam para formar uma unidade viva; são eles: O corpo, envoltório material temporário, que abandonamos na morte, como uma vestimenta usada.

O perispírito, envoltório fluídico permanente, invisível aos nossos sentidos atuais, que acompanha a alma na sua evolução, com ela melhora-se e se purifica.

A alma, princípio inteligente, centro de força, foco da consciência e da personalidade.

Esses três elementos, matéria, fluido, inteligência, estreitamente ligados em nós para constituir a vida, encontram-se na base da ordem universal, da qual são as substâncias fundamentais, os termos componentes. Fazem do homem uma redução do Universo, um microcosmo que encerra as mesmas potências e se submete às mesmas leis. Então, poder-se-ia acreditar que o conhecimento perfeito de nosso ser nos conduziria, por analogia, à compreensão das leis superiores do Universo; mas o conhecimento absoluto do homem escapa ainda aos pesquisadores.


A alma desprendida do corpo material e revestida do seu envoltório sutil, constitui o espírito, ser fluídico, de forma humana, liberto das necessidades terrestres, invisível e impalpável no seu estado normal. O espírito é apenas um homem desencarnado e cada um de nós torna-se espírito na sua hora. Alternadamente, a morte nos devolve à vida do espaço; depois, o nascimento nos traz para esse mundo material para recomeçar o combate da existência, a luta necessária ao nosso adiantamento. O corpo pode ser comparado à armadura com a qual o cavaleiro se reveste antes da batalha, e que abandona quando essa termina.



Autor: Léon Denis
Do livro: Depois da Morte

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...