quarta-feira, 25 de julho de 2018

Vigia a Palavra

Vigia a Palavra
Vigia a Palavra
“Seja, porém, a tua palavra: Sim, sim; não, não. O que disto passar vem do maligno.” Mateus, 5:37.


Não utilizes a palavra a esmo e não deixes de ser transparente em tuas opiniões.

O sofisma é sempre uma artimanha das trevas para ocultar a verdade. Jesus falava com simplicidade e, porventura, quando os apóstolos não revelavam imediata compreensão das parábolas, dispunha-se a explicá-las para que não lhes sobrepairasse qualquer dúvida no espírito.

A palavra é a expressão do pensamento que, por sua vez, em última análise, é tua própria identidade.

O verbo excessivo, por mais eloquente e erudito, confunde, ao invés de esclarecer.

O Mestre foi claro quando sentenciou: “Seja, porém, a tua palavra: Sim, sim; não, não. O que disto passar vem do maligno”.

A palavra é o instrumento do entendimento humano; os conflitos armados, a violência e toda e qualquer expressão do mal entre os homens costumam ser antecedidos por ela.

Fala sempre modulando a tua voz em vibrações de paz.


Não converses além do que te seja necessário para confortar e esclarecer.

A palavra tem poder de indução hipnótica e de sugestão, capaz de induzir à ação os que ainda não lograram suficiente discernimento.

A responsabilidade de quem fala é quase compatível com a responsabilidade de quem faz e, não raro, chega mesmo a superá-la.

Os espíritos pseudossábíos escondem a sua ignorância com discursos brilhantes.

Tanto quanto se faz indispensável vigiar a palavra em teus lábios, vigia os teus ouvidos...

Não ofertes sintonia ao verbo que não esteja a serviço do bem.

A palavra, através dos séculos, verbalizada ou escrita, tem sido cativeiro para a Humanidade em seus anseios de conhecimento da verdade que liberta.

Pondera o que dizes e não te faças, consciente ou inconscientemente, instrumento do “maligno”. Haverás também de responder, mais tarde, pela menor palavra que pronunciaste de maneira inconsequente e invigilante.



Autor: Irmão X
Do livro: Ramos da Videira

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...