domingo, 9 de setembro de 2018

Migrações de Espíritos

Migrações de Espíritos
Migrações de Espíritos
Pela graça infinita de Deus, paz!

Balthazar, pela graça de Deus.

Quando tratamos de ida de espíritos de um lugar para outro, normalmente fazemos a comparação com as atividades terrestres. Pensa-se no planejamento do transporte e na acomodação das pessoas num determinado lugar. A própria criatura que almeja sair de um lugar para outro igualmente pensa em torno dos objetivos a alcançar nesse novo local e do trabalho que terá por fazer.

O mesmo ocorre com os espíritos, quando migram de um lugar para outro, mas em condições bastante diferenciadas. A diferença que existe não é só na bagagem material. Normalmente, quando um espírito se desloca de um lugar para outro, pensa nas regiões em que vai estar, de um ponto de vista vibracional. Os espíritos buscam determinados lugares de acordo com a própria sensibilidade, com os seus sentimentos e com as possibilidades de dar certo o seu processo de saída de um lugar para outro.


Mais ainda: os espíritos, geralmente, quando saem de um planeta — exemplificando, apenas — para outro planeta, têm entrevistas prévias com os benfeitores do planeta de onde estão se retirando e com os benfeitores do planeta para onde estão indo. Os benfeitores, nos dois casos, têm interesse em que o processo de movimentação das forças seja bem- sucedido. Então, eles ouvem, procuram coordenar o retorno, oferecem apoio, sustentação e, por que não dizer, uma certa garantia para que a vitória seja alcançada.

A vontade de acertar nos espíritos migrantes é muito grande e, por isso mesmo, quase todos os bons espíritos sustentam essas criaturas para que elas deem certo, para que tudo dê certo no correr das suas vidas.

Assim, meus irmãos, quando vocês falarem dessa mudança de espíritos, de um lugar para outro, entendam: eles se preparam, se organizam, estudam as condições e fazem todo o esforço possível, acrescido da vontade de acertar. Essa vontade, naturalmente, os impulsiona para o bem.

Grandes e generosos guias insuflam-lhes forças, ânimos; insuflam-lhes reações bondosas ante as adversidades; amparam a todos, enfim, nesse projeto de realização.

Que Deus ajude a todos esses espíritos imigrantes e emigrantes, porque todos, em verdade, precisam muito e muito de Deus.

Que a bondade desse mesmo Deus nos sustente o ânimo e nos oriente, agora e sempre!

Graças a Deus!



Autor: Balthazar
Do livro: Pela Graça Infinita de Deus, vol. 2

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...