sexta-feira, 19 de julho de 2013

Interpretação

Interpretação
Interpretação
Não é tanto de fenômenos que necessita o Senhor a fim de evidenciar-se entre os homens, embora os fenômenos consigam alicerçar a convicção.

O espetáculo que assombra raramente ajuda a discernir.

Uma chuva de meteoros suscita observações científicas, mas não interfere em questões de conduta.

Não é tanto de palavras que o Senhor necessita a fim de revelar-se entre os homens, embora as palavras sejam recursos imprescindíveis na extensão do reino de Deus.

A discussão que contunde raramente ajuda a discernir.

O mais nobre orador pode representar-se num disco.

Não é tanto de raciocínio que o Senhor necessita a fim de mostrar-se entre os homens, embora os raciocínios cooperem na sublimação da inteligência.


O cálculo que exagera raramente ajuda a discernir.

O cérebro eletrônico é precioso auxiliar da cabeça, mas desconhece os problemas do coração.

Não é tanto de dinheiro que o Senhor necessita a fim de externar-se entre os homens, embora o dinheiro seja elemento importante na lavoura do bem.

O ouro que descansa raramente ajuda a discernir.

Uma casa bancária não tem livros para registro de sentimentos.

Não é tanto de competições que o Senhor necessita a fim de patentear-se entre os homens, embora as competições colaborem na conquista da habilidade.

A concorrência que apaixona raramente ajuda a discernir.

A multidão aristocrática que se comprime no turfe, de vez em vez, grita e chora, aplaudindo um vencedor, e esse vencedor é quase sempre um cavalo.

 Para sermos fiéis na interpretação do Senhor, junto daqueles que nos rodeiam, precisamos, acima de tudo, da paciência e do amor, porque só a paciência trabalha sem cessar, construindo o progresso e a compreensão, e só o amor é poder que realmente transforma a vida.



Autor: Emmanuel
Do Livro: Seara dos Médiuns

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...