domingo, 21 de julho de 2013

Mediunidade e Progresso

Mediunidade e Progresso
Mediunidade e Progresso
É somente uma palavra breve em torno das nossas reflexões sobre o tema da mediunidade. No que se refere ao seu crescimento mediúnico, o médium necessita ser o seu principal avaliador. Que, periodicamente, ele analise o seu progresso, os seus esforços no labor da mediunidade, para verificar se está 
crescendo na tarefa. 

A mediunidade é uma faculdade suscetível de aperfeiçoamento diário. O médium aperfeiçoa-se, não exclusivamente nas reuniões específicas de contato com o mundo espiritual: o adestramento mediúnico acontece no dia a dia, principalmente quando o médium é chamado ao cumprimento dos deveres cotidianos. Cada conquista que o médium efetue no campo moral ou intelectual é um acréscimo às suas faculdades psíquicas, são canais que se abrem, novas perspectivas mentais, novas possibilidades para os espíritos — tanto para os que necessitam de reconforto quanto para aqueles que já se encontram habilitados para a palavra construtiva aos irmãos encarnados (...) 

Que o médium, portanto, observe e acompanhe o seu próprio progresso, o seu crescimento como médium que, evidentemente, não está separado do seu crescimento como pessoa. O fator paciência, o fator tolerância e o fator compreensão desempenham papéis importantes no que se refere à serenidade do médium, para que ele consiga mais permanente sintonia com o plano espiritual. As suas percepções no
cotidiano, o seu modo de se relacionar com as pessoas, de tratar as questões domésticas, de lidar com os problemas da sobrevivência, faz parte de um contexto muito importante que influencia decisivamente no desenvolvimento mediúnico, já que o médium é um feixe de emoções, uma antena de alta sensibilidade, de alta potência, se assim podemos nos expressar. Quando ele se coloca em condição receptiva, é como se os seus implementos físicos desaparecessem por instantes e ele se transformasse numa antena potente, registrando impressões, captando pensamentos, transformando ideias em palavras...

Que o médium acompanhe o seu crescimento, se cultive ao máximo, reflita sobre os progressos que tem efetuado na mediunidade, não importa que esteja trabalhando como médium psicofônico, passista, clarividente, clariaudiente ou, ainda, médium de efeitos físicos na doação de ectoplasma para a cura ou que seja médium de desdobramento, enfim, não importa qual seja a sua tarefa no campo da mediunidade, que ele tenha autocrítica e procure se corrigir em seus pontos falhos, para que, de fato, produza o que todos nós esperamos que ele venha a produzir em louvor da vida imortal. 



Autor: Odilon Fernandes
Do Livro: Falando de Mediunidade

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...