quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Na Prática da Caridade

Na Prática da Caridade
Na Prática da Caridade
Pela graça infinita de Deus, paz!

Balthazar, pela graça de Deus.

A caridade desenvolvida criteriosamente traz para o homem condições de vida superior.

Caminhante do progresso, cada criatura desenvolve valores que a vão identificando, no mundo dos espíritos, como pessoa voltada para o bem ou como pessoa indiferente às necessidades do próximo.

Trabalhador ideal é aquele que se dispõe, em todas as oportunidades de sua vida, a ajudar o próximo, na medida de suas forças e possibilidades.

Envolvidos em situações do mundo, quase sempre nos esquecemos de que devemos a Deus, principalmente, tudo o que possuímos, e declaramos peremptoriamente que o que temos foi graças ao nosso esforço.


Para o espírita, porém, as coisas se passam de um modo diferente, uma vez que entendemos que aquilo que possuímos foi por concessão de Deus e que o único bem realmente nosso, a paz de espírito, é conquista individual, ninguém o pode dar.

E assim, devemos, a cada dia, a cada momento, a cada instante, ir meditando em torno dos conceitos doutrinários e conduzindo a nossa vida de modo a sermos tão bons quanto o idealizado em O Evangelho Segundo o Espiritismo.

Com cada bem que fizermos, a cada momento em que agirmos na prática da caridade, estaremos cumprindo os nossos deveres perante a sociedade. Que cada circunstância em que tivermos de agir no bem seja aproveitada por nós!

Intimamente, pensemos em todas as vezes que poderíamos ter ajudado e não ajudamos, que poderíamos ter feito e não o fizemos, que deveríamos ter executado e não executamos. Essas oportunidades nós devemos a Deus, pela necessidade que temos de progredir intimamente.

Assim, meus irmãos, que cada um de nós, ao sair da reunião da noite de hoje, ao repousar o corpo, que cada um pense naquilo que poderia ter feito e não fez, naquilo que sabe fazer e não conseguiu fazer. Comecemos a agir de modo a corrigir essas dificuldades, para sermos considerados praticantes da caridade.

Graças a Deus, meus irmãos!

Balthazar, pela graça infinita de Deus. Paz!


Autor: Balthazar
Do livro: Pela Graça Infinita de Deus, vol. 3.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...