domingo, 1 de outubro de 2017

Pedi e obtereis

Pedi e obtereis
Pedi e obtereis
“Pedi, e dar-se-vos-á.” (Mateus, 7:7.)


Sabeis, porém, vós que vos queixais de não receberdes o que pedis, a razão para que tal suceda? Encontrareis a resposta em Tiago, 4:3: “Pedi, e não recebeis, porque pedis mal”.

Investigai o fundo de vossos corações, e vede se aquilo porque ansiais e rogais ao Pai não seria contrário aos vossos interesses espirituais e eternos, ainda que vos satisfizesse transitoriamente.

Rogai ao Pai que vos conceda bênçãos de paz, esclarecimento de vossas consciências, resignação ante as provações que sofreis para resgate de vosso passado delituoso. Pedi que vos sejam dadas forças para resistirdes ao assédio das tentações inferiores, aos impulsos menos dignos que partem de vossa própria natureza ainda não inteiramente evangelizada Suplicai que o Pai misericordioso faça de vossa fraqueza, força; de vossos temores, coragem; de vossa insipiência no caminho da redenção, adiantamento rápido e seguro.


Rogai ao Senhor aquilo de que tendes real necessidade, à luz do conhecimento evangélico, e seguramente o recebereis, de acordo com o vosso merecimento.

Ledes em Mateus, 7:9: “E qual dentre vós é o homem que, pedindo pão o seu filho lhe dará uma pedra?”

Se tal é a benevolência de um pai terreno, a caridade do Senhor dos mundos, perfeita e infinita, a ninguém que peça com conhecimento de causa e humildade há de negar suas bênçãos e seu amparo.



Autor: Bezerra de Menezes
Do livro: Comentários Evangélicos

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...