sábado, 12 de maio de 2018

Deus tem um sentido na sua vida?

Deus tem um sentido na sua vida?
Deus tem um sentido na sua vida?
Brincando de Deus...

Um grupo de cientistas estava decidindo qual deles iria encontrar com Deus e dizer que eles não precisavam mais dele. Finalmente um dos cientistas apresentou-se como voluntário e foi dizer a Deus que Ele não era mais necessário...

Assim, ao encontrar Deus, o cientista diz a ele:

- Deus, sabe como é, um punhado de nós tem estado pensando neste assunto e eu vim dizer que, o Senhor não é mais necessário.

Quero dizer, nós temos elaborado grandes teorias e ideias, nós clonamos uma ovelha e logo, logo, iremos clonar humanos.

Como o Senhor pode ver, nós realmente não precisamos do Senhor. Deus balança a cabeça, compreensivamente e diz:

- Bom, sem ressentimentos. Mas, antes, vamos fazer um concurso. O que você acha?

O cientista diz: - Para mim, tudo bem. Que tipo de concurso?

- Um concurso de fazer homem!! - Deus responde.

- Legal! Sem problemas! - Exclama o cientista. Ele rapidamente se adianta pegando um punhado de barro e diz:

- Vamos lá, estou pronto!

E Deus diz:


- Não assim! Você tem que criar seu próprio barro!!!

site: www.cvdee.org.br

É assim que muitas vezes nos comportamos: como não precisássemos de Deus. Segundo Louis Pasteur (um grande cientista): "UM POUCO DE CIÊNCIA NOS AFASTA DE DEUS. MUITO, NOS APROXIMA”

Em O Livro dos Espíritos, vemos as respostas dos espíritos às perguntas 10 e 11, e ressaltamos:

O sentido de que os espíritos nos falaram que nos falta para compreender a natureza íntima de Deus, é a percepção avançada dos sentimentos que envolvem a este ser superior que chamamos Deus e não alcançamos ainda. E só à medida que nos desvincularmos do mal e nos aperfeiçoarmos, poderemos ver e compreender.

Dizemos que Deus é onipotente, onisciente, onipresente, e tudo o mais, mas as próprias limitações que possuímos nos impedem de entender exatamente o que vem a ser onisciente, onipresente...

Raciocinamos sobre isso, mas não temos a certeza, porque não promovemos essa vivência, tão preocupados em obter coisas materiais.

Mas estamos a evoluir e percebendo, a custa dos nossos esforços próprios, o nosso progresso e assim a grandiosidade desse ser divino.

Dizem os guias amigos que entre eles a ideia de Deus é permanente, porque eles vêem tudo o que existe em seu derredor e sabem que não foi criado por eles.

Assim eles ficam com uma visão da onipresença de Deus e de sua onipotência.

Outros assinalam que pelo fato de verem tantas coisas ocorrerem, nos mundos em que vivem, segundo suas experiências e do que há em o Universo como um todo, que eles percebem a onisciência de Deus.

Léon Denis de forma magistral registrou no livro: Depois da Morte, no cap IX, que se intitula “O Universo e Deus”, o seguinte:

“Acima dos problemas da vida e do destino, ergue-se a questão de Deus. Se estudamos as leis da Natureza, se perseguirmos a beleza ideal na qual todas as artes se inspiram, em toda a parte e para sempre, acima e além de tudo, reencontramos a ideia de um ser superior, necessário e perfeito, fonte eterna do bem, do belo e do verdadeiro, a quem se identificam a lei, a justiça e a suprema razão”.

O que precisamos então no cotidiano?

VER O SENTIDO QUE DEUS TEM EM NOSSO VIVER!

E isso independe do que realizamos, de quem somos, onde estamos localizados, materialmente falando, porque na verdade esse sentido é interior.

Vamos dando sentido a cada atitude, a cada experiência, quando mergulhamos nesse universo interno e descobrimos a força que nos move e faz com que idealizemos novos projetos de vida, e não precisa ser nada grandioso. Será cada atitude em prol de um irmão, um pensamento elevado, um favor distribuído, o nosso comportamento diante da dor do outro; tudo vai contagiar outros e formará uma corrente de bem estar que veremos o SENTIDO de DEUS em nós, agindo ao nosso redor.

VIVA plenamente HOJE, percebendo qual é a sua missão, aquela que o PAI ensinou, e quanto seu filho internalize todo o bem possível, porque carregarás contigo essa bagagem que servirá pela eternidade, no processo reencarnatório, que promove as idas e vindas em corpos físicos, experimentando os bons resultados desse AMOR INFINITO, gravado no seu íntimo, até que possas ver o PAI, amigo de todos nós, para compreendê-lo.

Valorize a vida hoje e reúna seus melhores projetos para o bem comum, porque a vida continua sempre.


Autora: Magdala Alves

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...