quarta-feira, 30 de abril de 2014

Seres orgânicos e inorgânicos

Os seres orgânicos são os que têm em si uma fonte de atividade íntima que lhes dá a vida; nascem crescem, reproduzem-se por si mesmos e morrem; são providos de órgãos especiais para a execução dos diferentes atos da vida e que são apropriados às suas necessidades, para sua conservação. Destes fazem parte os homens, os animais e as plantas. Os seres inorgânicos são todos aqueles que não
possuem vitalidade, nem movimentos próprios e que são formados apenas pela
agregação da matéria; assim, são os minerais, a água, o ar, etc.


60. A força que une os elementos da matéria nos corpos orgânicos e nos corpos inorgânicos é a mesma?
“Sim, a lei de atração é a mesma para todos.”

61. Há diferença entre a matéria dos corpos orgânicos e a dos corpos inorgânicos?
“A matéria é sempre a mesma, porém nos corpos orgânicos ela está animalizada.”

62. Qual a causa da animalização da matéria?
“Sua união com o princípio vital.”

63. O princípio vital reside num agente particular, ou é apenas uma propriedade da matéria organizada; numa palavra, é um efeito ou uma causa?

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à Criação

Os povos formaram ideias muito divergentes sobre a Criação, conforme o grau de suas luzes. A razão, apoiada na Ciência, reconheceu a inverossimilhança de algumas teorias. A que é dada pelos espíritos confirma a opinião há muito tempo admitida pelos homens mais esclarecidos.


A objeção que se pode fazer a esta teoria é a de que ela contraria o texto dos livros sagrados; mas um exame sério leva a reconhecer que essa contradição é mais aparente do que real e que resulta da interpretação dada a algo, com frequência explicado alegoricamente.

A questão do primeiro homem na pessoa de Adão, como origem exclusiva da Humanidade, não é, absolutamente, a única sobre a qual as crenças religiosas tiveram que se retificar. O movimento da Terra pareceu, em determinada época, tão oposto ao texto sagrado, que a toda espécie de perseguições essa teoria serviu de pretexto; e, entretanto, a Terra gira, apesar dos anátemas e ninguém, hoje, poderia contestá-lo sem depor contra sua própria razão.

A Bíblia diz, igualmente, que o mundo foi criado em seis dias e fixa-lhe a época em, aproximadamente, 4000 anos, antes da era cristã. Antes disso, a Terra não existia, tendo sido retirada do nada: o texto é formal; e eis que a Ciência positiva, a Ciência inexorável, vem provar o contrário. A formação do globo está escrita em caracteres imprescritíveis no mundo fóssil e está provado que os seis dias da criação

sábado, 26 de abril de 2014

Pluralidade dos mundos

55. Todos os globos que giram no Espaço são habitados?
“Sim, e o homem da Terra está longe de ser, como o supõe, o primeiro em inteligência, em bondade e em perfeição. Há, no entanto, homens que se acreditam muito fortes, que imaginam que este pequeno globo é o único a possuir o privilégio de conter seres racionais. Orgulho e vaidade! Acreditam que Deus criou o Universo unicamente para eles.” Deus povoou os mundos de seres vivos que contribuem, todos, para o objetivo final da Providência. Acreditar que os seres vivos estejam limitados unicamente ao ponto que habitamos no Universo, seria colocar em dúvida a sabedoria de Deus, que nada fez de inútil; ele deve ter traçado para esses mundos um objetivo mais sério do que o de recrear nossa vista. Nada há, aliás, nem na posição, nem no volume, nem na constituição física da Terra, que possa, racionalmente, fazer supor que apenas ela tenha o privilégio de ser habitada, com exclusão de tantos milhares de mundos semelhantes.

56. A constituição física dos diferentes globos é a mesma?
“Não; eles de modo algum se assemelham.”

57. Não sendo a mesma para todos a constituição física dos mundos, segue-se que haja para os seres que os habitam uma organização diferente?

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Diversidade das raças humanas

52. De onde vêm as diferenças físicas e morais que distinguem as variedades de raças humanas na Terra?
“Do clima, da vida e dos hábitos. O mesmo se dá com dois filhos de uma mesma mãe, que, educados longe e diferentemente um do outro, em nada se assemelharão quanto ao moral.”

53. O homem surgiu em vários pontos do globo?
“Sim e em diversas épocas, e aí está uma das causas da diversidade das raças; depois, os homens, dispersando-se sob diferentes climas e aliando-se a outras raças, formaram novos tipos.”

a) Estas diferenças constituem espécies distintas?
“Certamente que não, todos são da mesma família: as diferentes variedades do mesmo fruto o impedem de pertencer à mesma espécie?”

54. Se a espécie humana não procede de um único indivíduo, os homens devem deixar de considerar-se irmãos por isso?
“Todos os homens são irmãos em Deus, porque são animados pelo espírito e tendem para o mesmo objetivo. Quereis sempre tomar as palavras ao pé da letra.”


Autor: Allan Kardec
Do Livro: O Livro dos Espíritos

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Terra Proveitosa

Terra Proveitosa
Terra Proveitosa
Porque a terra que embebe a chuva, que cai muitas vezes sobre ela, e produz erva proveitosa para aqueles por quem é lavrada, recebe a bênção de Deus. — Paulo. (Hebreus, 6: 7.)



Os discípulos do Cristo encontrarão sempre grandes lições, em contato com o livro da Natureza.

O convertido de Damasco refere-se aqui à terra proveitosa que produz abundantemente, embebendo-se da chuva que cai, incessante, na sua superfície, representando o vaso predileto de recepção das bênçãos de Deus.

Transportemos o símbolo ao país dos corações.

Somente aqueles espíritos, atentos aos benefícios espirituais, que chovem diariamente do céu, são suscetíveis de produzir as utilidades do serviço divino, guardando as bênçãos do Senhor.

Não que o Pai estabeleça prerrogativas injustifi cáveis. Sua proteção misericordiosa estende-se a todos, indistintamente, mas nem todos a recebem, isto é, inúmeras criaturas se fecham no egoísmo e na vaidade, envolvendo o coração em sombras densas.

terça-feira, 22 de abril de 2014

Povoamento da Terra. Adão

50. A espécie humana começou por um único homem?
“Não; aquele a quem chamais Adão não foi o primeiro, nem o único que povoou a Terra.”

51. Podemos saber em que época vivia Adão?
“Aproximadamente, naquela que lhe assinalais; mais ou menos 4.000 anos antes do Cristo.” O homem, cujo nome a tradição conservou como Adão, foi um daqueles que sobreviveram, numa região, após alguns dos grandes cataclismos que agitaram, em diversas épocas, a superfície do globo, e se tornou o tronco de uma das raças que, hoje, o povoam. As leis da Natureza se opõem a que os progressos da Humanidade, constatados muito tempo antes do Cristo, tenham podido se efetuar em alguns séculos, como se o homem estivesse na Terra, apenas a partir da época assinalada pela existência de Adão. Alguns consideram, e com mais razão, Adão como um mito ou uma alegoria que personifica as primeiras idades do mundo.



Autor: Allan Kardec
Do Livro: O Livro dos Espíritos

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Supérfluo

Supérfluo
Supérfluo
Por toda parte na Terra, vemos o fantasma do supérfluo enterrando a alma do homem no sepulcro da provação.

Supérfluo de posses estendendo a ambição...

Supérfluo de dinheiro gerando intranquilidade...

Supérfluo de preocupações imaginárias abafando a harmonia...

Supérfluo de indagações empanando a fé...

Supérfluo de convenções expulsando a caridade...

Supérfluo de palavras destruindo o tempo...

Supérfluo de conflitos mentais determinando o desequilíbrio...

Supérfluo de alimentação aniquilando a saúde...

Supérfluo de reclamações arrasando o trabalho...

No entanto, se o homem vivesse de acordo com as próprias necessidades, sem exigir o que ainda não merece, sem esperar o que não lhe cabe, sem perguntar fora do propósito e sem reprovar nos outros aquilo que ainda não retificou em si mesmo, decerto a existência na Terra estaria exonerada da grande maioria dos tributos que aí se pagam quase diariamente à perturbação.

domingo, 20 de abril de 2014

Formação dos seres vivos

43. Quando a Terra começou a ser povoada?
“No começo tudo era caos; os elementos estavam confundidos. Pouco a pouco, cada coisa tomou seu lugar; então, apareceram os seres vivos apropriados ao estado do globo.”

44. De onde vieram os seres vivos para a Terra?
“A Terra continha-lhes os germens que aguardavam o momento favorável para se desenvolver. Os princípios orgânicos se reuniram, desde que cessou a força que os mantinha afastados, e eles formaram os germens de todos os seres vivos. Os germens permaneceram em estado latente e inerte, como a crisálida e as sementes das plantas, até o momento propício à eclosão de cada espécie; então, os seres de cada espécie reuniram-se e se multiplicaram.”

45. Onde estavam os elementos orgânicos antes da formação da Terra?
“Eles se achavam, por assim dizer, em estado fluídico, no Espaço, no ambiente dos espíritos, ou em outros planetas, aguardando a criação da Terra para iniciar uma nova existência em um globo novo.” A Química nos mostra as moléculas dos corpos inorgânicos unindo-se para formar cristais de uma regularidade constante, conforme cada espécie, desde que estejam nas condições desejadas. A menor perturbação nestas condições é suficiente para impedir a reunião dos elementos, ou, pelo menos, a disposição regular que constitui o cristal. Por que o mesmo não se daria com elementos orgânicos? Conservamos,durante anos,

sábado, 19 de abril de 2014

Reunião Mediúnica Séria

Reunião Mediúnica Séria
Reunião Mediúnica Séria
Toda e qualquer reunião mediúnica séria, que tem como metas precípuas o intercâmbio saudável de iluminação e conforto, de instrução e socorro, de aprendizagem e ajuda, é o resultado natural do esforço empreendido pela equipe dos encarnados em relação aos dirigentes espirituais.

São requisitos imprescindíveis para o êxito de uma reunião mediúnica séria:

a afinidade entre os seus participantes;

a lealdade de propósitos, voltando

o pensamento para os objetivos relevantes;




o comportamento edificado no bem;

a sinceridade no intercâmbio fraternal entre os membros que a constituem;

o desinteresse pelas questões frívolas, imediatistas e vulgares do cotidiano;

a vigilância na lucidez durante o transcurso da atividade, porquanto a mente sonolenta, a indisposição, o estado interior de modorra, constituem uma maneira poderosa de perturbar o fluxo da corrente vibratória do

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Formação dos mundos

O Universo compreende a infinidade dos mundos que vemos e dos que não vemos, todos os seres animados e inanimados, todos os astros que se movem no Espaço, assim como os fluidos que o preenchem.

37. O Universo foi criado, ou existe de toda a eternidade, como Deus?
“Certamente, ele não se pôde fazer sozinho e, se existisse de toda a eternidade, como Deus, não poderia ser obra de Deus.” A razão nos diz que o Universo não pôde fazer-se a si mesmo e que, não podendo ser a obra do acaso, deve ser a obra de Deus.

38. Como Deus criou o Universo?
“Para me servir de uma expressão corrente: por sua Vontade. Nada caracteriza melhor esta vontade onipotente do que estas belas palavras da Gênese: “Deus disse: Faça-se a luz e a luz foi feita.”

39. Podemos conhecer o modo da formação dos mundos?

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Ouvidos

Ouvidos
Ouvidos
“Quem tem ouvidos de ouvir, ouça.” – Jesus. (Mateus, 11 : 15.)

Ouvidos... Toda gente os possui.

Achamos, no entanto, ouvidos superficiais em toda a parte.

Ouvidos que apenas registram sons.

Ouvidos que se prendem a noticiários escandalosos.

Ouvidos que se dedicam a boatos perturbadores.

Ouvidos de propostas inferiores.

Ouvidos simplesmente consagrados à convenção.

Ouvidos de festa.

Ouvidos de mexericos.

Ouvidos de pessimismo.

Ouvidos de colar às paredes.

Ouvidos de complicar.

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Espaço universal

35. O Espaço universal é Infinito ou limitado?
“Infinito. Imagina-o limitado; o que haveria além? Isto confunde tua razão, bem o sei, todavia, tua razão te diz que não pode ser de outra maneira. O mesmo se dá com o infinito em todas as coisas; não é na vossa pequenina esfera que podeis compreendê-lo.” Se imaginarmos um limite para o Espaço, por mais distante que o pensamento possa concebê-lo, a razão diz que, além deste limite, há alguma coisa e assim, gradativamente, até o infinito; e mesmo que esta alguma coisa fosse o vazio absoluto, ainda assim seria Espaço.

36. O vazio absoluto existe, em alguma parte, no Espaço universal?
“Não, nada está vazio; o que está vazio para ti está ocupado por uma matéria que escapa aos teus sentidos e aos teus instrumentos.”


Autor: Allan Kardec
Do Livro: O Livro dos Espíritos

terça-feira, 15 de abril de 2014

Orientadores do Mundo

Orientadores do Mundo
Orientadores do Mundo
"Respondeu-lhe Jesus: És mestre em Israel e não sabes isto?" – (João, 3:10.)

É muito comum nos círculos religiosos, notadamente nos arraiais espiritistas, o aparecimento de orientadores do mundo, reclamando provas da existência da alma.

Tempo virá em que semelhantes inquirições serão consideradas pueris, porque, afinal, esses mentores da política, da educação, da Ciência, estão perguntando, no fundo, se eles próprios existem.

A resposta de Jesus a Nicodemos, embora se refira ao problema da reencarnação, enquadra-se perfeitamente ao assunto, de vez que os condutores da atualidade prosseguem indagando sobre realidades essenciais da vida.

Peçamos a Deus auxilie o homem para que não continue tentando penetrar a casa do progresso pelo telhado.

O médico leviano, até que verifique a verdade espiritual, será defrontado por experiências dolorosas no campo das realizações que lhe dizem respeito. O professor, apenas teórico, precipitar-se- á muitas vezes nas ilusões. O administrador improvisado permanecerá exposto a erros tremendos, até que se ajuste à

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Propriedades da matéria

29. A ponderabilidade é um atributo essencial da matéria?
“Da matéria tal como a entendeis, sim; não, porém, da matéria considerada como fluido universal. A matéria etérea e sutil que forma esse fluido é imponderável para vós, mas, nem por isso deixa de ser o princípio de vossa matéria pesada.” A gravidade é uma propriedade relativa; fora das esferas de atração dos mundos, não há peso, assim como não há alto nem baixo.

30. A matéria é formada de um único ou de vários elementos?
“Um único elemento primitivo. Os corpos que considerais como simples não são verdadeiros elementos, porém, transformações da matéria primitiva.”

31. De onde se originam as diferentes propriedades da matéria?

sábado, 12 de abril de 2014

Espírito e matéria

21. A matéria existe de toda a eternidade como Deus ou foi criada por ele, num certo tempo?
“Só Deus o sabe. Todavia, há uma coisa que vossa razão vos deve indicar: é que Deus, modelo de amor e de caridade, nunca esteve inativo. Por mais distante que possais imaginar o início de sua ação, podeis concebê-lo um segundo na ociosidade?”

22. Geralmente, define-se como matéria, o que tem extensão, o que pode impressionar nossos sentidos, o que é impenetrável; estas definições são exatas?
“Do vosso ponto de vista isto é exato, porque não falais senão do que conheceis; mas a matéria existe em estados que vos são desconhecidos; ela pode ser, por exemplo, tão etérea e sutil, que nenhuma impressão
cause nos vossos sentidos; entretanto, é sempre matéria; mas para vós, não o seria.”

a) Que definição podeis dar da matéria?
“A matéria é o elo que acorrenta o espírito; é o instrumento que lhe serve e sobre o qual, ao mesmo tempo, ele exerce sua ação.” Desse ponto de vista, pode-se dizer que a matéria é o agente, o intermediário com o auxílio do qual e sobre o qual o espírito age.

23) Que é o espírito?

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Grupo

Grupo
Grupo
O médium espírita procurará um grupo doutrinariamente bem orientado para frequentar.

Por centro espírita bem orientado entendemos o que seja fiel aos princípios de Allan Kardec, na teoria e na prática ...

O que enfatize o estudo e a necessidade de vivência evangélica nas tarefas assistenciais que promova sistematicamente ...

O que incentive a união entre os seus frequentadores e não rivalize com outros grupos ...

O que apoie o movimento de unificação e prestigie todo e qualquer evento de caráter doutrinário...

O que se preocupe com a evangelização infantil e a orientação dos jovens, na formação de novos seareiros ...

O que não idolatre médiuns nem líderes encarnados ...

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Conhecimento do princípio das coisas

17. É possível ao homem conhecer o princípio das coisas?
“Não, Deus não permite que tudo seja revelado ao homem neste mundo.”

18. O homem desvendará, um dia, o mistério das coisas que lhe estão ocultas?
“O véu se levanta para ele, à medida que se depura; mas, para compreender certas coisas, são-lhe necessárias faculdades que ele ainda não possui.”

19. O homem não pode, através das investigações da Ciência, desvendar alguns segredos da Natureza?
“A Ciência lhe foi dada para seu adiantamento em todas as coisas, porém, ele não pode ultrapassar os limites fixados por Deus.” Quanto mais é dado ao homem desvendar antecipadamente esses mistérios, maior

terça-feira, 8 de abril de 2014

Panteísmo

14. Deus é um ser distinto, ou, conforme a opinião de alguns, a resultante de todas as forças e de todas as inteligências do Universo reunidas?
“Se assim fosse, Deus não existiria, pois seria o efeito e não a causa; ele não pode ser, ao mesmo tempo, um e outra.” “Deus existe, disso não podeis duvidar; é o essencial. Crede-me, não vades além; não vos percais num labirinto de onde não poderíeis sair; isso não vos tornaria melhores, mas, talvez um pouco mais orgulhosos, porque acreditaríeis saber e, na realidade, nada saberíeis. Deixai, portanto, de lado todos estes sistemas; tendes coisas suficientes, que vos tocam mais diretamente, a começar por vós mesmos; estudai vossas próprias imperfeições, a fim de vos livrardes delas; isto ser-vos-á mais útil do que querer penetrar no que é impenetrável.”

15. Que se deve pensar da opinião segundo a qual todos os corpos da Natureza, todos os seres, todos os globos do Universo seriam partes da Divindade e constituiriam, em conjunto, a própria Divindade, isto é, da doutrina panteísta?
“O homem, não podendo fazer-se Deus, quer, pelo menos, ser uma parte de Deus.”

16. Aqueles que professam esta doutrina pretendem nela encontrar a demonstração de alguns dos atributos de Deus: sendo infinitos os mundos, Deus é, por isso mesmo, infinito; não havendo o vazio ou o nada em parte alguma, Deus está por toda a parte; estando Deus por toda a parte, visto que tudo é parte integrante de Deus, ele dá a todos os fenômenos da Natureza uma razão de ser inteligente. Que se pode opor a este raciocínio?

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Elevação

Elevação
Elevação
Tantos mundos, tantas escolas para a alma; quantos campos de evolução para cultivar nosso entendimento e, ao mesmo tempo, construir para nós organismos fluídicos cada vez mais delicados, depurados, brilhantes. Após as lutas, os tormentos, os reveses de mil existências árduas, após as provações e as dores dos ciclos planetários, virão os séculos de felicidade nesses astros felizes cujas claridades suaves projetam até nós raios de paz e de alegria. Depois, as missões benditas, os nobres apostolados, a tarefa almejada para provocar o despertamento, a eclosão das almas adormecidas, para auxiliar, por nossa vez, nossas irmãs mais jovens nas suas peregrinações através das regiões materiais.

Enfim, atingiremos as sublimes profundezas, o céu de êxtase onde vibra, mais poderoso, mais melodioso, o pensamento divino, onde o tempo e a distância se dissipam, onde a luz e o amor unem suas irradiações, onde a Causa das causas, em sua fecundidade incessante, gera para sempre a vida eterna e a eterna beleza!

domingo, 6 de abril de 2014

Atributos da divindade

10. O homem pode compreender a natureza íntima de Deus?
“Não; é um sentido que lhe falta.”

11. O homem poderá, um dia, compreender o mistério da Divindade?
“Quando seu espírito não for mais obscurecido pela matéria e, por sua perfeição, tiver se aproximado dele, então, ele o verá e o compreenderá.” A inferioridade das faculdades do homem não lhe permite compreender a natureza íntima de Deus. Na infância da Humanidade, o homem, frequentemente, o confunde com a criatura cujas imperfeições ele lhe atribui; porém, à medida que o senso moral nele se desenvolve, seu pensamento penetra melhor no fundo das coisas e ele faz uma ideia mais justa e mais conforme à sã razão, embora ainda incompleta.

12. Apesar de não podermos compreender a natureza íntima de Deus, podemos ter uma ideia de algumas de suas perfeições?
“Sim, de algumas. O homem as compreende melhor à medida que se eleva acima da matéria; ele as entrevê pelo pensamento.”

13. Quando dizemos que Deus é eterno, infinito, imutável, imaterial, único, todo-poderoso, soberanamente justo e bom, não temos uma ideia completa de seus atributos?

sábado, 5 de abril de 2014

Diante do Tempo

Diante do Tempo
Diante do Tempo
Contempla o mundo a que voltaste, através da reencarnação para resgatar o passado e construir o futuro.

Sol que brilha, nuvem que passa, vento que ondula, terra expectante, árvore erguida, fonte que corre, fruto que alimenta e flor que perfuma utilizam a riqueza das horas para servir.

Aproveita, igualmente, os minutos, para fazeres o melhor.

Perdeste nobres aspirações em desenganos esmagadores; no entanto, as esperanças renascem no coração dilacerado, à maneira de rosas sobre ruínas.

Perdeste créditos valiosos na insolvência passageira que te aflige o caminho; todavia, o trabalho dar-te-á recursos multiplicados para conquistas novas.

Perdeste felizes ocasiões de prosperidade e alegria, à vista da calúnia com que te ferem, mas, no culto da tolerância, removerás a maledicência, demandando níveis mais altos.

sexta-feira, 4 de abril de 2014

Provas da existência de Deus

4. Onde se pode encontrar a prova da existência de Deus?
“Num axioma que aplicais às vossas ciências: não há efeito sem-causa. Procurai a causa de tudo o que não é obra do homem e vossa razão vos responderá.” Para crer em Deus, basta lançar os olhos sobre as obras da Criação. O Universo existe, tem, portanto, uma causa. Duvidar da existência de Deus seria negar que todo efeito tem uma causa e afirmar que o nada pôde fazer alguma coisa.

5. Que consequência se pode tirar do sentimento intuitivo, que todos os homens trazem, em si mesmos, da existência de Deus?
“Que Deus existe; pois de onde lhes viria este sentimento, se nada tivesse como base? É ainda uma consequência do princípio de que não há efeito sem-causa.”

6. O sentimento íntimo que temos, em nós mesmos, da existência de Deus não seria devido à educação e produto de ideias adquiridas?

quarta-feira, 2 de abril de 2014

Deus e o Infinito

1. Que é Deus?
“Deus é a inteligência suprema, causa primeira de todas as coisas.”

2. Que se deve entender por infinito?
“O que não tem começo nem fim: o desconhecido; tudo o que é desconhecido é infinito.”

3. Poder-se-ia dizer que Deus é o infinito?
“Definição incompleta. Pobreza da linguagem dos homens, que é insuficiente para definir as coisas que estão acima da inteligência deles.”


Autor: Allan Kardec
Livro: O Livro dos Espíritos

terça-feira, 1 de abril de 2014

A Casa Espírita Ideal

A Casa Espírita Ideal
A Casa Espírita Ideal
As dimensões da casa espírita ideal seriam as dimensões da simplicidade, da naturalidade com que todos haveriam de se comportar dentro dela e de se considerar, uns aos outros, no fortalecimento da fé (...)

A casa espírita ideal acolheria a todos, encarnados e desencarnados, dialogaria com todos sob a inspiração do Evangelho de Jesus, à semelhança do que os primitivos cristãos faziam na Casa do Caminho... — um núcleo pequeno e anônimo, quase insignificante diante das construções colossais da época, do Templo de Salomão, por exemplo, ou do Sinédrio ou de qualquer outra sinagoga — uma casa humilde, igual àquela palhoça que Jesus escolheu para nascer em Belém, em comunhão fraterna com a Natureza, sob a luz das estrelas, os pastores chegando do campo, os visitantes ilustres que se prostraram genuflexos e a presença dos anjos entoando cânticos de bênçãos...

A casa espírita ideal deveria ser assim: um coração aberto em que todos se sentissem protegidos como se estivessem no prolongamento do seu próprio lar!...

Quando será que os nossos templos espíritas, em sua maioria, haverão de se identificar com a Casa dos Apóstolos ou com os singelos núcleos cristãos primitivos, as igrejas nascentes, que abriam as suas portas à margem dos caminhos, mas que se faziam pontos de referência do mundo superior sobre a Terra, abençoados faróis norteando a movimentação das falanges espirituais, que foram encarregadas pelo Senhor de proteger e inspirar os que abraçaram a Causa do Evangelho adventício?...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...